Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
86 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55221 )
Cartas ( 21066)
Contos (12156)
Cordel (9592)
Crônicas (21295)
Discursos (3112)
Ensaios - (9914)
Erótico (13140)
Frases (40122)
Humor (17564)
Infantil (3566)
Infanto Juvenil (2310)
Letras de Música (5416)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135853)
Redação (2879)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4226)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->E Quando Explodir o "Boom de Produção" da Cana-de-Açúcar? -- 28/10/2007 - 10:26 (Ivo S. G. Reis) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
QUANDO EXPLODIR O "BOOM DE PRODUÇÃO" DA CANA-DE-AÇÚCAR, O BRASIL VAI ESTAR PREPARADO?

Ainda não atingimos o “boom de produção”, o etanol ainda não se firmou internacionalmente como um biocombustível e, mesmo assim, o Brasil já é considerado o maior produtor mundial de cana-de-açúcar. Na safra 2005/2006 atingimos a produção de 436,8 milhões de toneladas, a maior da história do país, mas que logo será batida. É esperar para ver.

Num passado não muito longínquo já fomos o maior produtor mundial de café, que era o nosso principal produto de exportação e isso nos gerou muitas divisas e uma época de prosperidade econômica que olhamos até com um certo saudosismo. Pois bem, isto está prestes a acontecer novamente, desta feita, com a cana-de-açúcar.

Do ponto-de-vista econômico isto é ótimo para o Brasil. Mas e do ponto-de-vista ambiental? Terá o país discernimento e capacidade para controlar a produção de forma que não venha a promover a degradação do meio ambiente? Terá capacidade para criar mecanismos de certificação ambiental que permitam uma produção ambientalmente sustentável?

É justamente aí que reside o problema, porque pairam dúvidas (justificáveis) a esse respeito. Com a soja, o Brasil fracassou e áreas enormes foram devastadas para o plantio dessa monocultura, em detrimento da mata nativa. E o que é pior: isso avançou por sobre a Amazõnia Legal e está lá, até hoje. As queimadas continuam e onde havia floresta, o que existe agora são extensas áreas que parecem um “mar de soja”. Árvores? Onde predomina a soja não se vê mais. A fauna e a flora nativas foram completamente destruídas.

Se o Governo não consegue controlar as queimadas, se não consegue controlar as derrubadas de árvores feitas pelas madeireiras, se não consegue controlar o garimpo ilegal, não consegue controlar a poluição e o assoreamento dos rios, se nem a pesca predatória ele consegue controlar, como irá controlar as futuras áreas de plantio de cana-de-açúcar, de forma a evitar a degradação ambiental e a instalação de uma monocultura que, apesar de lucrativa, pode trazer conseqüências perigosíssimas para o meio ambiente?

Não tenham dúvida: a cana-de-açúcar será o nosso novo principal produto de exportação agrícola e o nosso “boom de produção” ainda vai acontecer. Breve veremos pela região amazônica, “mares de soja e de cana”, até onde a vista alcançar. Mas não veremos as florestas e teremos perdido, para sempre, toda a biodiversidade daquelas regiões.

O Brasil está realmente preparado para isso? Que nos respondam os nossos governantes, antes de se ufanarem por ser, o país, recordista mundial na produção de cana-de-açúcar.

Del.Icio.Us Tags: Atualidades, Ecologia, Meio-ambiente, Cana, Cana-de-açúcar, Plantio, Cultura, Natureza, Produção, Exportação, Amazônia, Devastação, Controle, Área, Etanol, Álcool, Biocombustível, IBAMA

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui