Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
121 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56711 )
Cartas ( 21128)
Contos (12517)
Cordel (9864)
Crônicas (21892)
Discursos (3121)
Ensaios - (10000)
Erótico (13200)
Frases (41697)
Humor (17749)
Infantil (3605)
Infanto Juvenil (2334)
Letras de Música (5448)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (137072)
Redação (2886)
Roteiro de Filme ou Novela (1049)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4520)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Ensaios-->DICIONÁRIO BIOG. VIRTUAL DE ESCRITORES PIAUIENSES - R a S -- 28/03/2004 - 19:10 (Adrião Neto) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

DICIONÁRIO BIOGRÁFICO VIRTUAL DE ESCRITORES PIAUIENSES

PARTE VII – LETRAS R a S (Silva, Nildes...)

AVISO AOS NAVEGANTES



Gratificado com o sucesso do DICIONÁRIO BIOGRÁFICO ESCRITORES PIAUIENSES DE TODOS OS TEMPOS (duas edições: 1993 e 1995) e do DICIONÁRIO BIOBIBLIOGRÁFICO DE ESCRITORES BRASILEIROS CONTEMPORÂNEOS (duas edições: 1998 e 1999), que nos deram reconhecimento e notoriedade, em nível local e nacional, apresentamos, aos internautas, o DICIONÁRIO BIOGRÁFICO VIRTUAL DE ESCRITORES PIAUIENSES, a ser editado com o título de GRANDE DICIONÁRIO BIOBIBLIOGRÁFICO DE ESCRITORES PIAUIENSES.

Este novo DICIONÁRIO é como se fosse a continuação do DICIONÁRIO BIOGRÁFICO ESCRITORES PIAUIENSES DE TODOS OS TEMPOS e como tal, tem como principal objetivo fazer uma catalogação geral dos nossos escritores, mas não é fácil. Muitos não colaboram, omitindo os seus dados nas suas próprias obras, dificultando assim o trabalho dos biógrafos. E outros, ao serem solicitados para fornecerem os seus currículos, não atendem e quando, por culpa própria, não são incluídos na obra, como aconteceu nas edições anteriores do Dicionário Piauiense, ainda se acham no direito de reclamar.

No entanto, como o principal objetivo deste DICIONÁRIO é fazer a catalogação dos escritores piauienses do passado e do presente, esperamos contar com o apoio e a participação de todos, tanto na divulgação do trabalho, como no fornecimento de informações (próprias e de outras pessoas) para que a obra seja menos omissa e mais completa possível.

Em virtude de seu tamanho para utilização na INTERNET, o DICIONÁRIO foi subdividido em oito partes, conforme veremos a seguir.

As sugestões, as retificações, as atualizações e os pedidos de inclusão de novos escritores devem ser encaminhados para ADRIÃO NETO – Rua Lucídio Freitas, 653, CEP.: 64.003-120 – Teresina, PI, ou adriaojneto@hotmail.com(Outros contatos: (0**86) 9986-0573 e 3213-1529).

Para encontrar os demais ESCRITORES incluídos neste DICIONÁRIO, acesse:
http://www.usinadeletras.com.br (Clic em Autores, Clic em Adrião Neto, Veja Ensaios, Clic em Dicionário Virtual...).

ADRIÃO NETO – Dicionarista biográfico, historiador, antologista, poeta e romancista. Autor de várias obras, destacando-se “Dicionário Biográfico Escritores Piauienses de Todos os Tempos” (1993 e 1995), “Dicionário Biobibliográfico de Escritores Brasileiros Contemporâneos” (1998 e 1999), “Literatura Piauiense para Estudantes” (dez edições); “Geografia e História do Piauí para Estudantes – da Pré-História à Atualidade’’ (várias edições) e “A Epopéia do Jenipapo” (2005 e 2006). Além dessas importantes obras Adrião Neto também é o autor da idéia da inclusão da data histórica da Batalha do Jenipapo (13 de março de 1823) na Bandeira do Piauí – Sugestão devidamente viabilizada pela Assembléia Legislativa (Lei nº 5.507, de 17 de novembro de 2005, de iniciativa do Deputado Homero Castelo Branco).

Teresina, Piauí, Brasil, março de 2004.

(1ª atualização geral: abril de 2007)


R


ROCHA, Adelmar Soares da – n. 01-01-1892 - Aparecida, atual Bertolínia (PI), f.11-01-1973 - Rio (RJ). Filho de Bertolino Alves da Rocha Filho e Matilde de Medeiros Soares da Rocha. Médico, político, militar, orador e escritor. Médico do Exército, atingiu o posto de general. Participou das Revoluções de 1924 e de 1930. Foi deputado federal constituinte pelo Piauí e Governador do Território do Rio Branco, atual Roraima. Foi supervisor da Junta de Seleção da Força Expedicionária Brasileira (FEB). Pertenceu à Academia Piauiense de Letras. Bibliografia: "Atividades Parlamentares". Deixou inéditos alguns trabalhos de valor histórico e literário, tais como: "Caxias como Símbolo da Grandeza Militar da Pátria" e "Taunay".

ROCHA, Antônio dos Santos – n. 1917 - Jerumenha (PI), f. 1989 - Teresina (PI). Formado em Direito, pela Faculdade de Direito do Piauí. Advogado, professor e político. Foi professor titular do Departamento de Direito, da Universidade Federal do Piauí. Dentre várias outras funções que exerceu, foi Diretor-Geral do Departamento de Serviço Público do Piauí, Chefe da Consultoria Jurídica do Estado, Secretário de Governo e Procurador do Estado do Piauí. Exerceu três mandatos de Deputado Estadual. Bibliografia: “Fundamentos, Autonomia e Evolução dos Direitos do Trabalho”; “Do Costume Jurídico”; “Da Lei” e “Piauí, a Descoberta de Vaqueiros”.

ROCHA, Apolônio José da – n. 09-01-1969 – Picos (PI). Filho de José Marques da Rocha e Maria Caetana de Sousa. Fazendo dupla com Adailton Moura e com outros cantadores, participou do Festival de Violeiros do Norte e Nordeste e de outros eventos do gênero realizados em várias cidades. Foi incluído na “Antologia dos Cantadores e Poetas Populares do Piauí” (2006), organizada por Joames.

ROCHA, Edson Silveira – Poeta e músico parnaibano ligado ao Grupo Experimental de Poesia "A Veiz do Ônzimo". Foi incluído na coletânea "Poemarít(i)mos" (1988). Lamentavelmente, em prejuízo da divulgação do próprio autor e de sua atividade literária, a obra não apresenta dados biográficos.

ROCHA, Fenelon (Fenelon Martins da Rocha Neto) – n. 29-11-1959 - União (PI). Professor, jornalista e publicitário. Formado em Jornalismo. Fez Mestrado em Jornalismo em Brasília, onde trabalhou na afiliada da “Rede Globo”. Trabalhou no jornal Meio Norte, em Teresina. Exerceu importante cargo de primeiro escalão, no último governo de Hugo Napoleão. Professor do Departamento de Jornalismo da Universidade Federal do Piauí. Organizou e participou da coletânea “Comunicação e Sociedade” (1999), editada pela gráfica da Universidade Federal do Piauí.

ROCHA, Francisca Fátima Guimarães – n. 24-12-1963 - Teresina (PI). Poetisa e publicitária. Membro da Aliança Amicus. Participou da coletânea “Textos em Poesia e Prosa” (1994), da Aliança Amicus.

ROCHA, Francisco de Assis Santos – Médico formado pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia. Fez Pós-Graduação em Psiquiatria na Clínica Pinel, em Porto Alegre, RS. Cursou Mestrado em Ciências e Saúde pela Universidade Federal do Piauí. Professor Adjunto do Departamento de Medicina da UFPI. Coordenador dos Cursos de Psicologia Médica e Psiquiatria da Universidade Federal do Piauí, onde também é Supervisor de Residência Médica em Psiquiatria. Diretor da Clínica “Gesta”, em Teresina, PI. Bibliografia: “Suicídio e Família: A Travessia dos Sobreviventes” (2008).

ROCHA, Francisco Heitor Leão da – n. 03-04-1956 - Teresina (PI). Professor universitário e escritor. Graduado em Economia, Relações Internacionais, Ciências Políticas e Sociologia (Universidade de Brasília, UnB, Brasília, DF), Pós-Graduado: Curso de Altos Estudos de Políticas e Estratégias CAEPE (Escola Superior de Guerra, Rio, RJ), Mestre em História das Relações Exteriores do Brasil (UnB, DF) e Doutor em Integração Econômica (Universidade de Leon, Leon, Espanha). Membro da União Brasileira de Escritores do Piauí - UBE/PI. Exerceu a função de Pró-reitor de Planejamento, da Universidade Federal do Piauí e de professor de Economia Internacional, na UFPI. Leciona no Curso de Pós-Graduação e Extensão da CESVALE. Bibliografia: "As Colônias do Gurguéia"; "A Guerra no Atlântico Sul"; "O Fortalecimento Institucional das O.Is."; "Pelos Caminhos de Uma Nação"; "Estudo da Política e das Relações Internacionais"; "As Reformas Sociais de Hidalgo e Morelos" e outros. Colabora com a imprensa local.

ROCHA, Francisco Rodrigues da – Poeta piauiense. Participou da “Antologia Poética de Cidades Brasileiras” (1988), editada pela Shogun Artes, Rio. Lamentavelmente, em prejuízo da divulgação do próprio autor e de sua atividade literária, a obra não apresenta dados biográficos.

ROCHA, Gutemberg Cavalcante – n. 07-01-1957 - Oeiras (PI). Filho de Osvaldo Nascimento Rocha e Edith Cavalcante Rocha. Poeta, cronista e dramaturgo. Cursou dois anos de Teologia. Licenciou-se me Letras / Português, pela Universidade Estadual do Piauí. Lecionou na Escola Normal Presidente Castelo Branco, em sua terra natal. Sócio do Instituto Histórico de Oeiras. Foi um dos fundadores e diretores do jornal “O Vírus”, onde publicou poemas e crônicas. Escreveu também para o jornal “O Cometa”, para as revistas Cadernos de Teresina e do Instituo Histórico de Oeiras. Funcionário do Banco do Brasil, em Teresina.. Bibliografia: “Oeiras é Assim” (2004), poemas. Participou da coletânea “Crônicas de Sempre” (1995), de Adrião Neto. Escreveu, montou e dirigiu várias peças teatrais. Comentário: “A sua obra é permeada de telurismo e modernismo. É leve, suave quando trabalha com o cotidiano nos dando dimensão perfeita da sensibilidade do poeta” (Socorrinha Brandão Rego).

ROCHA, Heonir de Jesus Pereira da – n. 06-08-1930 - Floriano (PI). Médico e professor. Formado pela Universidade Federal da Bahia. Exerceu as funções de professor titular de Clínica Médica da Faculdade de Medicina e de Diretor Médico da Clínica São Lucas. Desempenhou as funções de Pró-Reitor para Assuntos de Pesquisa e Pós-Graduação, da UFBA. Fez estágios em várias universidades dos Estados Unidos, da França e da Inglaterra. Exerceu, também, as funções de Reitor da Universidade Federal da Bahia. Tem mais de 200 trabalhos científicos publicados.

ROCHA, Iracema dos Santos (Iracema Santos Rocha da Silva) – n. 21-03-1927 - Floriano (PI). Professora, cronista e jornalista. Formada em Direito. Advogada militante. Professora da Universidade Federal do Piauí. Pertence ao Instituto Histórico e Geográfico Piauiense. Colaborou em vários jornais da capital piauiense. Bibliografia: "O Desquite no Brasil", tese; "Estudo Sociológico da Educação no Piauí"; "Métodos de Ensino na Escola Nova"; "Súmula de Didática Geral" e "A Influência do Pensamento Político Brasileiro na Independência".

ROCHA, João Evangelista Mendes da – n. 21-11-1916 - Piracuruca (PI), f. 29-03-2001 - Rio de Janeiro (RJ). Filho de José Mendes da Rocha e de Raimunda Amélia Andrade. General de Brigada do Exército. Oriundo do Colégio Militar do Ceará, 1933. Pertenceu à Turma da Infantaria de 1937, da Escola Militar de Realengo. No posto de 1º Tenente, foi transferido do I Batalhão de Fronteira, sediado em Foz do Iguaçu, PR, para o 6º Regimento de Infantaria de Caçapava, SP – Unidade designada para compor a I Divisão de Infantaria Expedicionária, em organização para tomar parte efetiva no Teatro de Operações da II Guerra Mundial. No comando da 2º Companhia de Fulizeiros, embarcou com o 1º Escalão da FEB e, na Itália, passou o comando da Sub-unidade ao Capitão Ernani Ayrosa da Silva, permanecendo na função de Subcomandante. Promovido a Capitão, em 17 de janeiro de 1945, assumiu o comando efetivo da 2ª Companhia até o final da guerra. Tomou parte nas vitoriosas operações de Camaiore-Monte Prano, Lama de Sotto, Montecavalloro, Boscacio, Soprassasso-Castelnuovo e Collequio-Fornovo. Graduado em Administração Pública e em Problemas Brasileiros. Pertenceu à Academia de Letras da Região de Sete Cidades e à União Brasileira de Escritores do Piauí. Além de outras honrarias, foi agraciado com as medalhas de Campanha, de Guerra e Cruz de Combate, a Comenda Heróis do Jenipapo, o Instituto do Mérito A. Tito Filho, da Academia de Letras do Vale do Longá e o Diploma de Personalidade Cultural do Século, outorgado pela Academia de Letras da Região de Sete Cidades. É verbete do “Dicionário Biobibliográfico de Escritores Brasileiros Contemporâneos” (1998), de Adrião Neto. Bibliografia: “Senha e Contra Senha” (s/d); “A Serviço do Brasil” (1996); “O Sonho Continua” (1998) e Nacionalismo Tem Sentido, Sim! (2000). Participou da coletânea “Passarela de Escritores” (1997), organizada por Adrião Neto e Antenor Rego Filho.

ROCHA, José Nicodemos Nunes da – n. 14-05-1957 - Batalha (PI) - f. 17-05-1987 - Batalha (PI). Poeta e professor. Estudou em sua terra natal e em São Luís do Maranhão. Trabalhou na Prefeitura Municipal de Barras e no Emater. Foi professor de Inglês no Ginásio Messias Melo. Gostava de tocar violão. Morreu afogado no rio Longá. Bibliografia: “Inacabadas” (1997) - edição póstuma coordenada e apresentada por Antônio Pedro de Almeida Neto.

ROCHA, José de Ribamar de Sousa – n. 23-08-1958 - Teresina (PI). Professor, contista e artista plástico. Formado em Biologia. Professor da FUFPI. Participou de algumas exposições e do Concurso de Contos João Pinheiro. Foi incluído nos livros: "Novos Contos Piauienses" (1984) e "Outros Contos Piauienses" (1986).

ROCHA, José Virgílio Castelo Branco – Advogado e professor piauiense. Dirigiu o Colégio Estadual do Piauí. Magistrado no Paraná. Membro da OAB/PI. Bibliografia: "O Fenômeno Histórico", ensaio de espaciologia histórica, Recife (1944) e "A Nova Sociologia". Eleito para a Academia Piauiense de Letras deixou de tomar posse.

ROCHA, Luiz Francisco da – n. 30-10-1952 - Santa Cruz do Piauí (PI), f. 03-02-2009 – Teresina (PI). . Bacharelou-se em Direito e licenciou-se em Magistério, ambos pela Universidade Federal do Piauí. Fez Pós-Graduação em Direito Constitucional, pela Universidade Cândido Mendes, do Rio de Janeiro. Poeta, contista, regionalista e folclorista. Exerceu a advocia na capital e no interior do Estado. Foi professor de várias escolas de Teresina. Auditor Fiscal do Ministério do Trabalho. Desde cedo descobriu a vocação pelas letras, tornando-se vencedor de diversos concursos literários, destacando-se entre eles quatro promovidos pela Universidade Federal do Piauí (poesias); um pela Secretaria de Educação do Piauí (monografia); dois pela Secretaria de Cultura do Piauí (monografias); dois pela Fundação Cultural do Piauí (contos) e dois pela Fundação Cultural Mons. Chaves. É verbete do “Dicionário Biobibliográfico de Escritores Brasileiros Contemporâneos” (1998), de Adrião Neto. Bibliografia: “Saga da Terra” (1985), poemas; “Coisas Piauienses na Visão Cabocla” (1995), folclore, no qual mostra o homem sertanejo, em seus costumes e crenças, em suas superstições e crendices e, principalmente, os matizes do seu linguajar tão vivo e colorido, ao tempo em que traça um verdadeiro painel antropológico do nosso caboclo, traduzindo a psicologia social da nossa gente, retratando seus afazeres, seus usos, tradições e cultura, naquilo que ele possui de mais pitoresco e verdadeiro. Editou também “Pé de Conversa na Boca da Noite” (2004) – obra premiadoa pela Fundação Cultural Mons. Chaves e “Angustia das Horas” (2006), romance. Participou da coletânea “Conto – Concursos Literários do Piauí” (2005). Deixou inédito “Vaqueiros e Currais”, inédito.

ROCHA, Manoel Alfredo Martins e – n. 09-09-1930 - Bertolínia (PI). Filho de Temístocles Martins da Rocha e Araci Martins da Rocha. Poeta e contista. Bacharel em Direito, pela Universidade Federal do Piauí. Advogado militante. Bibliografia: "Migalhas de Estro", poemas. Participou da "Antologia de Sonetos Piauienses” (1972), de Félix Aires e da coletânea "Caminheiros da Sensibilidade" (1966), organizada por J. Miguel de Matos.

ROCHA, Moacir Sipaúba da – n. 07-03-1923 - Floriano (PI). Filho de Antônio Soares da Rocha e Angélica Sipaúba da Rocha. Desembargador e genealogista. Bacharelou-se em Direito, pela Faculdade de Direito do Piauí. Participou da Força Expedicionária Brasileira, na Itália, no período da Segunda Guerra Mundial. Ingressou no Ministério Público e na Magistratura maranhense. Exerceu o cargo de Desembargador do Tribunal de Justiça do Maranhão. Presidiu o TRE e Tribunal de Justiça do Maranhão. Foi, ainda, Secretário de Segurança, Secretário de Justiça e Segurança Pública e Procurador Geral da Justiça do Estado do Maranhão. Bibliografia: “Dados Genealógicos da Família Rocha” (1985), atualização da obra de Sebastião Martins da Rocha de Araújo Costa, editada em 1954 e que, posteriormente sofreu outra atualização feita por José Ferreira de Sousa Rezende (1999).

ROCHA, Odete Vieira da – n. 05-03-1917 - Floriano (PI). Professora e jornalista. Radicada no Rio de Janeiro. Licenciada em Letras (Português e Literatura da Língua Portuguesa), pela PUC-RJ. Pertence à Associação Brasileira de Imprensa. Dedica-se ao ensino de excepcionais. Fundou o Instituto de Reabilitação Santo Inácio de Loiola, em Belford Roxo, no Rio de Janeiro. É verbete do “Dicionário Biobibliográfico de Escritores Brasileiros Contemporâneos” (1999), de Adirão Neto. Bibliografia: “Nova pedagogia: uma escola com de comer” (1992) e “Maranduba” (1994) - memórias do Nordeste contadas de viva voz. De mãe para filho, de avó para neto, para que não se percam nossos começos e tropeços.

ROCHA, Olívia Candeia Lima – Veja: CANDEIA, Olívia

ROCHA, Rafael da Fonseca – n. 27-01-1925 - Floriano (PI). Filho de Martinho de Lourdes Martins Rocha e Custódia Carneiro Leão da Fonseca Rocha. Jornalista, contista e cronista. Funcionário aposentado do Banco do Brasil. Como jornalista, colaborou por três anos com a coluna “Notícias da Capital da República”, junto ao Jornal de Floriano. Com o conto o “Menino e o Natal”, conquistou o 1º lugar no concurso “Contos de Natal”, promovido pela Associação dos Antigos Funcionários do Banco do Brasil. Bibliografia: “Floriano de Tão Belas Recordações”, Editora Thesaurus, DF, 1994, e “Era Uma Vez...”, editado por G. H. Comunicação - Gráfica, DF, em 1997, por ocasião do 1º centenário da cidade de Floriano.

ROCHA, Tatiana Guimarães – n. 19-07-1977 - Teresina (PI). Poetisa. Estudou Eletrônica na Escola Técnica Federal do Piauí. Membro da Aliança Amicus. Participou da coletânea “Textos em Poesia e Prosa” (1994), da Aliança Amicus.

ROCHA, Vilebaldo Nogueira – n. 26-12-1964 - Picos (PI). Filho de Adalberto de Araújo Rocha e Maria da Conceição de Araújo Rocha. Professor, poeta e ator. Licenciado em Letras, pela Faculdade de Formação de Professora, de Araripina (PE). Foi classificado em vários concorsos literários. Dente eles, em 1990, o poema “Rio Guaribas”, classificou-se em primeiro lugar no concurso de poesia, promovido pela Academia de Letras da Região de Picos. Em 1994, com o poema “Poesia de Neon”, foi classificado em segundo lugar no Concurso de Poesias Lucídio Freitas, promovido pela Academia Piauiense de Letras. Tem poemas publicados no jornal “Guaribas” e no “Jornal de Picos”. Foi um dos fundadores do grupo teatral “Oásis”. Presidiu a União Picoense de Escritores. Bibliografia: “Cacos de Vidro” (2000), poemas e “O Caçador de Passarinhos” (2006).

ROCHA, Zenon – n. 03-12-1915 - Maceió (AL), f. 07-05-1990 - Teresina (PI). Filho de Evandro Rocha e Benedita Dias Rocha. Médico, professor e escritor. Fez vários cursos de pós-graduação, no Brasil e no exterior. Membro do Conselho de Cultura do Estado. Idealizador e criador da Faculdade de Medicina. Professor da Universidade Federal do Piauí, onde também foi coordenador da Área de Cirurgia e do Departamento de Clínica Geral. Ex-diretor do Hospital Getúlio Vargas. Sócio fundador e vice-presidente da Academia de Medicina do Piauí. Pertenceu à Academia Piauiense de Letras. Bibliografia: "Como Eu Vi Petrônio" (1983); "Do Estado Puerperal", "O Delito Privilegiado do Infanticídio" e vários outros trabalhos com temas médicos.

RODRIGUES, Abdenaldo (José Abdenaldo Rodrigues Silva) – n. 29-11-1968 - Araguanã (MA). Filho de José de Anchieta Pires Fernandes e Maria da Conceição Rodrigues Silva. Poeta, contista, ensaísta e cronista. Graduado em História pela UESPI e Pós-graduado em História Sociocultural pela UFPI. Membro da UBE/PI. Foi premiado em vários concursos literários, dentre os quais, “Concurso de Poesia Fontes Ibiapina” (UESPI, 1987), “Prêmio Torquato Neto, de poesia (FUNDEC, 1998) e “Concurso UESPI de poesia” (1999). Bibliografia: “Vila das Marias” (1997), folhetim. Participou da Antologia “Escritores” (2000), organizada por Tomaz Gomes Campelo.

RODRIGUES, Antônio Coelho – n. 04-04-1846 - Fazenda Boqueirão, Oeiras, depois Jaicós, atual Picos (PI), f. 01-04-1912 - São Vicente (SP). Filho do capitão Manoel Coelho Rodrigues e Ana Joaquina de Sousa Martins. Político, jurista, professor e jornalista. Foi prefeito do Rio de Janeiro, deputado provincial, deputado geral pelo Piauí, por três legislaturas, e senador da República. Participou da Comissão de Juristas que redigiu o Código Civil. É patrono da Cadeira nº 12 da Academia Piauiense de Letras. Bibliografia: "Carta de um súdito fiel a Sua Majestade" e "A República na América do Sul".

RODRIGUES, Camilo da Silva – n. 28-10-1966 - Parnaíba (PI). Poeta. Freqüentou o curo de Administração de Empresas da Universidade Federal do Piauí, no Campus Ministro Reis Veloso, em Parnaíba. Participou da coletânea “Pedagogiando a Poesia” (1993).

RODRIGUES, Carlos Araken Correia – Veja: ARAKEN, Carlos

RODRIGUES, Chagas (Francisco das Chagas Caldas Rodrigues) – n. 08-11-1922 - Parnaíba (PI), f. 08-02-2009 – Brasília (DF). Filho de Poncion de Queiroz Rodrigues e Ignésia de Caldas Rodrigues. Político, professor, contista e poeta. Graduado em Ciências Jurídicas e Sociais, pela Faculdade de Direito, da Universidade Federal de São Paulo. Professor universitário em Brasília. Subprocurador Geral aposentado do Ministéiro da Fazenda. Foi Prefeito de Parnaíba, Deputado Federal por várias legislaturas, Senador da República e Governador do Estado do Piauí. Em 29-04-1969, quando exercia mandato de Deputado Federal, foi cassado pelo Ato Institucional nº 5, que também suspendeu seus direitos políticos por dez anos. Bibliografia: “Contos e Prosas do Meu Tempo” e “Poesias” (2002).

RODRIGUES, Francisco das Chagas Bezerra – Veja: JÚLIA, Chico de

RODRIGUES, Glayciane da Silva – n. 20-01-1988 - Teresina (PI). Filha de Elias e Dalva da Silva Rodrigues. Aluna do Colégio Arco-Íris. Membro da União Brasileira de Escritores Mirins do Piauí. Bibliografia: “O fantástico Mundo dos Doces”, história infantil ilustrada pela própria autora, impressa pela Halley S.A. Gráfica e Editora.

RODRIGUES, Jonas de Moura – Veja: MOURA, Jonas

RODRIGUES, Maria do Rosário de Fátima Bezerra – Funcionária pública estadual de carreira. Formada em Economia e Mestra em Educação, pelo Centro de Ciências da Educação da Universidade Federal do Piauí. UFPI (2001). Dirigiu a Escola de Governo inicia 2006. Bibliografia: “Socializando para Ser Negro: Os Embates da Família, da Escola e do Adolescente”. O livro é a sua tese de mestrado pela UESPI e aborda o tema recorrente das dificuldades do cidadão negro em conviver com uma sociedade preconceituosa e segregadora. No subtítulo, a dica da amplitude do livro: "os embates da família, da escola e do adolescente".

RODRIGUES, Maria do Socorro Chaves Ferreira – n. 16-02-1948 – Parnaíba (PI). Escritora. Radicada em Niterói (RJ). Bibliografia: “Em Volta da Mesa” (2008) – obra autobiográfica que expressa o pensamento verbal elaborado, em páginas, da infância e mocidade vivenciadas em Parnaíba. “A mesa como ponto de partida na vida das pessoas é o elemento mais significativo da obra”.

MOREIRA, Aldenora Mendes – n. 08-06-1926 – Parnaíba (PI). Professora, escritora e historiadora. Formada em história. Orientadora de Aprendizagem do Projeto "Brasil, Meu Negócio é Turismo" É co-autor do livro “Conhecendo Geografia e História do Piauí” (2007), escrito em parceria com Diderot dos Santos Mavignier.

MOREIRA, Aldenora Mendes – n. 08-06-1926 – Parnaíba (PI). Professora, escritora e historiadora. Formada em história. Orientadora de Aprendizagem do Projeto "Brasil, Meu Negócio é Turismo" É co-autor do livro “Conhecendo Geografia e História do Piauí” (2007), escrito em parceria com Diderot dos Santos Mavignier.RODRIGUES, Marlene (Marlene Alves Rodrigues Martins) – n. 18-01-1963 – Localidade Contendas, município de Pedro II (PI). Filha de Domingos Rodrigues de Sousa e Maria Alves Rodrigues. Poetisa, professora, radialista, colunista social e promoter. Formada em Biologia, pelo Campus Universitário da UESPI, em sua terra natal. Exerceu o cargo de Assessora de Comunicação, na administração de Manoel Nogueira Filho. Trabalhou na Rádio Itamary, de Piripiri e na Rádio Cruzeiro, de Pedro II. É apresentadora de um programa na Rádio Cidade Vida FM. Realiza anualmente a Festa da Opala. Membro da Academia Pedrosegundense de Letras e Artes. Participou da “Antologia de Pedro II” (2002), organizada pelo Des. Tomaz Gomes Campelo, da coletânea “Pedro II em Verso e Prosa” e da coletânea “Poesia e Prosa na Terra da Opala”, volumes 1 e 3 (2005 e 2007), organizada por Raimundo Silva.

RODRIGUES, Mônica Lobão Marinho – n. 08-11-1963 - Teresina (PI), f. 25-03-2001 - Teresina (PI). Filha de José Leonilo Guedes Marinho e Maria Augusta Lobão Marinho. Poetisa. Formada em Serviço Social, pela Universidade Federal do Piauí. Trabalhou na Fundação Municipal de Saúde. Bibliografia: “História de Vida” (2001), poesias e crônicas – edição póstuma.

RODRIGUES, José – n. 08-09-1953 - Salgueiro (PE). Poeta, compositor, músico e arranjador. Professor da Escola de Música de Teresina. Bibliografia: "Cometa de Halley"; "Cantorias"; "Crispim Pescador" e outros cordéis. Participou do álbum "Postais da Cidade Verde" (1988). Tem algumas composições gravadas. Tem vários livros de poesias, contos, humor, peça teatral e reflexões.

RODRIGUES, Joselina Pereira – Natural de Teresina (PI). Filha do poeta Pedro Gonçalves Pereira e Joana Lima de Oliveira Pereira. Professora, poetisa, pesquisadora e historiadora. Licenciada em História, pela Universidade Federal do Piauí. Tem Pós-Graduação com Especialização em Comunicação, Turismo e Desenvolvimento Sustentável, pela UFPI / UFRJ. Lecionou História e Estudos Regionais, na Escola Técnica Mons. José Luís Barbosa Cortez, onde coordenou Cursos e Eventos Extraordinários e desenvolveu o Programa de “Viagens Turísticas Educativas”, aliando conhecimento e lazer. Já levou seus alunos para diversas regiões do Estado. Bibliografia: “Estudos Regionais do Piauí”, várias edições.

RODRIGUES, Teresinha Alves – Natural de Pedro II (PI). Filha de Domingos Rodrigues de Sousa e Maria Alves Rodrigues. Formada em Licenciatura Plena – Português, pela UESPI, Campus de Piripiri. Poetisa e professora da rede estadual de ensino. Participou da “Antologia de Pedro II” (2002), organizada pelo Des. Tomaz Gomes Campelo.

RODRIGUES, Tony (Antônio Francisco Rodrigues) – n. 06-08-1958 - Piripiri (PI). Filho biológico de Francisco de Assis Rodrigues e Maria das Graças Rodrigues, e por adoção de Anaíde Maria da Silva e Amália Sousa. Jornalista, cronista, poeta e romancista. Atua na imprensa piauiense desde 1984. Iniciou no extinto Jornal do Piauí, passando depois pelos jornais O Dia e Diário do Povo (como correspondente na região Norte do Estado), Folha do Nordeste, O Estado, Correio do Piauí e Meio Norte; Atuou nas rádios São José dos Altos, Heróis do Jenipapo, Verdes Campos FM, Pioneira de Teresina, Tropical e Piauí AM; Trabalhou na TV Piauí. Exerceu a função de editor-executivo de Suplementos e editorialista do Jornal Meio Norte. Foi apresentador de programa noticioso, na TV Meio Norte. É Verbete do “Dicionáiro Biobibliográfico de Escritores Brasileiros Contemporâneos” (1999), de Adrião Neto. Bibliografia: “Artifício Corrompido” (1986), poesia; “História de Altos” (1992); “Gerações em Conflito” (1996), romance; “O Vaqueiro e o Tempo” (1997), romance épico sobre a Batalha do Jenipapo; e “Conexão Delta do Parnaíba” (1998), ficção policial. Publicou ainda o livro-reportagem “Matadores de Prefeitos”, um resgate de todos os crimes contra administradores municipais no Estado. Está escrevendo “JK, A História Secreta do Golpe”. Em 1987, com o poema Estrela Cadente, foi classificado em primeiro lugar no concurso de poesia “Poetas e Escritores Brasileiros”, promovido pela Shogun - Arte Editora.

RODRIGUES FILHO, Tomaz Aquino – n. 07-04-1979 – Tucuruí (PA). Filho de Tomaz Aquino Rodritues e Maria Augusta de Sousa. Acadêmico do Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia, bloco IV, da Universidade Estadual do Piauí / Campus Josefina Demes, de Floriano. Participou da coletânea: “Revelando Poetas” (2007), organizada pela turma da UESPI, da disciplina de Literatura Infanto-Juvenil.

ROMANCES, Chico dos (Francisco Peres de Sousa) – Natural de Piracuruca, PI. Radicado em Piripiri. Poeta cordelista. Seu nome foi divulgado na revista Brasil Cordel, na Revista Manchete, na Revista De Repente e em outros veículos de comunicação do Piauí e de outros Estados. Escreveu cerca de duzentos romances, dentre eles: “História das Sete Cidades”; “Padre Domingos de Freitas e Silva”; “Baurélio Mangabeira”; “História de Brasília e o Congresso de Poetas”; “História de Catirina” (Lenda de Sete Cidades); “O Homem que era Ateu e Alcançou a Graça de São Francisco”; “O Lobisomem Fantástico e a Maldição do Mundo”; “História de Lampião e Maria Bonita”; “Amo a Nossa Cidade de Piripiri”, dentre outros. Participou da antologia “Poetas de Piripiri” (2008), organizada por Cléa Rezende Neves de Melo e Eliane da Silva César.

RÔMULO, Paulo (Paulo Rômulo de Oliveira Frota) – Natural de Barras. Licenciado em Física, pela Universidade Federal do Piauí. Especialista em Pesquisa Educacional, Planejamento Educacional e Aperfeiçoamento em Física. Mestre em Educação, pela UFPI e Doutor em Educação, pela Universidade Federal de Santa Catarina, em Ensino de Ciências. É Especialista na Teoria da Atividade, parte da Teroria HC de Vygotski. Professor do Mestrado em Educação da Universidade Federal do Piauí. Ex-Chefe de Departamento, Coordenou por várias vezes a Licenciatura em Física da UFPI. Membro fundador e primeiro presidente da Academia de Ciências do Piauí. Pertence ao Instituto Histórico de Barras. Edita a Revista Linguagens, Educação e Sociedade. Bibliografia: “Ensino de Ciência: Texto e Contexto” (1998), co-autoria; “Influências Culturais na Formação de Conceitos Físicos” (2002). Participou da coletânea “Educação: Saberes e Práticas” (Edufpi, 2002), organizado por Maria do Amparo Borges Ferro.

ROSA, Júlio Emílio de Paiva – n. 1878 - Piauí, f. 1931. Contista. Exerceu os cargos de Secretário de Governo e de Juiz do Tribunal de Contas. Bibliografia: "O Relógio" e "As Infelicidades do Tibério".

ROSA, Miguel de Paiva – n. 15-12-1876 - Teresina (PI), f. 10-07-1930 - Teresina (PI). Professor, político e jornalista. Formado em Direito, pela Faculdade do Recife. Foi Juiz Distrital e de Direito, em Floriano, Juiz Distrital, em Jerumenha, professor de História do Brasil do Liceu Piauiense, Diretor de Instrução Pública. Professor e primeiro diretor da Escola Normal Oficial. Exerceu o cargo de Procurador Regional da República no Piauí. Foi Governador do Estado. Foi um dos fundadores de "A Pátria”. Redigiu "O Redator", "O Norte", "Murmúrio", "A Luz", "O Combate" e outros. Dirigiu o "Almanaque Piauiense". Bibliografia: "Teresina", co-autoria. Publicou trabalhos sobre Imposto de Consumo e sobre autonomia e legislação municipal e eleitoral do Piauí.

ROSADO, Paulo Araújo – n. 16-12-1979 - Palmeirais (PI). Filho de Cícero Ferreira de Araújo e Maria José Rosado de Araújo. Professor, poeta e contista. Acadêmico do curso de Licenciatura Plena em Letras – Inglês, na UFPI. Membro da União Brasileira de Escritores (UBE – PI). Professor da rede pública municipal. Exerceu o cargo de Presidente do Conselho Fiscal, na Casa do Estudante do Piauí (CEPI). Bibliografia: “Obrigada Querida” (2002).

ROSÁRIO, José Orlando Ribeiro – n. 06-09-1952 - Paripiranga (BA). Filho de José Rebelo do Rosário Sobrinho e Maria Ester Ribeiro Rosário. Magistrado, professor e romancista. Juiz em Teresina. Membro da UBE/PI. É professor da UFPI/ CEUT / UESPI. Bibliografia: “O Mistério de Corina” (1998 e 1999), romance.

RUBIM, Antônio de Sousa – Maranhense da cidade de Caxias. Filho do português Antônio da Costa Rubim e mãe brasileira. Residiu no Piauí. Professor, magistrado, poeta e jornalista. Formado, pela Faculdade de Direito do Recife. Residiu em Teresina, onde exerceu o magistério e a direção de um colégio. Posteriormente, transfereriu-se para Manaus, onde se tornou juiz e desembargador. Bibliografia: "Vespertinos" (1882). Participou da coletânea "Três Liras" (1882), escrito em parceria com Anísio Auto de Abreu e Joaquim Ribeiro Gonçalves. Foi incluído na “Antologia de Sonetos Piauienses” (1972), organizada por Félix Aires.

RUFINO, Antônia de Jesus Ibiapina – n. 1946 - Campo Maior (PI). Filha de Helvécio Rodrigues da Silva e Maria de Jesus Ibiapina. Estudou no Patronato Nossa Senhora de Lourdes, em sua terra natal e em Teresina, onde se formou em Serviço Social, pela Universidade Federal do Piauí. Iniciou-se na literatura infanto-juvenil quando catequista de crianças e adolescentes da Paróquia de Fátima, em Teresina. Sócia da UBE/PI. Bibliografia: “Era Uma Vez Um País Muito Distante”, composto por seis histórias, a saber: “O Poder dos Humildes”, “A Menina e o Gato”, “A Inveja e Suas Consequências” “A Formiga e a Fada”, “O Monstro e o Anão” e “O Bem Vencendo o Mal”, publicado em 1995, pela UFPI; “O Coelho de Três Patas” (s/d), impresso pela Halley S. A; “Ipiranga do Piauí, Ontem e Hoje” (1997).

RUFINO, Olívia (Olívia da Silva Rufino Borges) – n. 19-04-1934 - Povoado Coroatá, Picos (PI). Filha de Antônio Rufino da Silva e Benedita Maria dos Santos. Cursou Licenciatura Curta em Moral e Cívica, OSPB, Geografia e História, e Licenciatura Plena em Pedagogia, com Especialização em Supervisão Escolar, pela Universidade Federal do Piauí, onde, também, fez o Curso de Pós-Graduação em Educação Infantil. Professora e política. Exerceu quatro mandatos de vereadora, em Picos. Exerceu o magistério. Foi diretora regional de educação. Durante vários anos atuou como Supervisora de Ensino, da Secretaria de Educação do Estado do Piauí. Pertence à Academia de Letras da Região de Picos. Bibliografia: “Momentos” (1991), poemas. É autora do Hino de Ipiranga, e de outros.

RUFINO, Socorrita Santos – n. 29-08-1962 - Santa Cruz do Piauí (PI). Filha de Vicente Cortez Rufino e Maria do Socorro Santos Rufino. Assistente Social, formada pela FUFPI. Trabalhou na Secretaria do Trabalho e Ação Social do Piauí. Cursou Direito no Amapá, onde é servidora da Justiça Federal. Bibliografia: "Revendo a Proposta CRUTAC", monografia. Participou da “Antologia Poética de Cidades Brasileiras” (1985).

RUFINO, Vilmar Santos – n. 09-11-1955 - Santa Cruz do Piauí (PI). Filha de Vicente Cortez Rufino e Maria do Socorro Santos Rufino. Poetisa e professora. Formada em Filosofia e Pedagogia, com habilitação em Orientação Educacional. Pós-graduada em Educação. Lecionou no Instituto de Educação Antonino Freire e em estabelecimentos de ensino do Piauí. Pofessora e orientadora educacional da rede estadual e municipal do Amapá. Participou dos livros: "A Nova Literatura Brasileira" (1983); "Escritores Brasileiros" (1985); "Andanças Poéticas" (1986); "Poetas Brasileiros de Hoje" (1985, 1988 e 1989) e "Antologia Poética de Cidades Brasileiras" (1985).


S


SÁ, Conceição de Maria Costa Ribeiro Galvão de – Poetisa piauiense. Com o soneto “Desfecho”, participou de “Valores Literários do Brasil”, ano 10, nº 25, janeiro de 1995. Lamentavelmente, em prejuízo da divulgação do próprio autor e de sua atividade literária, a obra não apresenta dados biográficos.

SÁ, João de Carvalho – n. 23-11-1949 - Oeiras (PI). Filho de Raimundo Nogueira de Sá e Elisabete Ribeiro de Carvalho. Contista e cronista. Engenheiro civil. Exerceu os cargos de diretor técnico da COHAB, e de chefe do Departamento Estadual de Estradas de Rodagem. Bibliografia: "Coisas de Oeiras" e "Coisas de Oeiras", volume II.

SÁ, Leônidas Benício Mariz e – n. 30-04-1867 - Teresina (PI), f. 22-10-1902 - Recife (PE). Filho de Josefa Mariz e Sá tem como padrinho o capitão Antônio Celestino Franco de Sá. Poeta, romancista e jornalista. Formado em Direito. Escreveu para a Revista Mensal de Literatura, Ciências e Artes, que fundou e dirigiu com Nascimento Filho. Foi professor da Escola Normal de Manaus. Bibliografia: "A Vingança, carta ao Imperador do Brasil" (1888); "O Seringueiro" (1891), poemas; "Filolitera", crítica; "Bela" (1892), romance; "Pilotera" (1892); "Contribuição para o Folclore Brasileiro" e "Palinginésia", inédito. Foi incluído na “Antologia de Sonetos Piauienses” (1972), organizada por Félix Aires. Comentário: Celebrizou-se em Manaus como um dos mais notáveis homens de letras do Estado. (Wilson Carvalho Gonçalves, in "Dicionário Histórico-Biográfico Piauiense", 2ª edição, 1993).

SÁ, Marta Moraes de – n. 11-06-1978 – União dos Palmares (AL). Filha da picoense Maria Francisca Moura Leal e do alagoano Ideval Moraes de Sá. Poetisa, cantora e radialista. Trabalhou na Rádio Comunitária Junco FM. Depois atuou como locutora da Rádio Grande Picos e noticiarista da Rádio de Difusora de Picos. Sócia da União Picoense de Escritores. Participou da “Antologia Upeana I” (2005), editada pela União Picoense de Escritores.

SÁ, Petrarca Rocha – n. 29-09-1919 - Oeiras (PI), f. 05-08-1982 - Fortaleza (CE). Filho de Pedro Amador Martins de Sá e Maria das Mercês Rocha de Sá. Professor. Engenheiro civil. Fez curso de Hidráulica Teórica e Aplicada e de Sistema Elétrico de Avião. Foi diretor da Superintendência da Rede Ferroviária Federal, no Estado. Dirigiu o DNOCS e o Departamento Estadual de Estradas e Rodagens. Pertenceu à Academia Piauiense de Letras. Bibliografia: "Escoamento de Fluidos Através de Orifícios Circulares"; "Um Método Gráfico da Resolução da Equação Ax2 + Bx + C = 0 com a Régua e o Compasso" e "Sistematização".

SÁ, Raimundo Rosa de – Veja: CAZÉ

SÁ FILHO, Bernardo Pereira de – n. 29-05-1957 - Esperantina (PI). Filho de Bernardo Pereira de Sá e Raimunda Maria da Conceição de Sá. Professor. Diplomado em Licenciatura Plena em História. Tem especialização em História do Brasil e em História do Piauí. Professor da Universidade Federal do Piauí e da rede pública e privada de ensino. Técnico do Tribunal de Contas do Estado. Dirigiu a Associação Nacional dos Professores Universitários de História - Seção do Piauí (1993, 1994 e 1995). Bibliografia: “A Participação Popular Questionada no Processo de Independência do Piauí” (In revista Cadernos de Teresina, agosto de 1993); “O Piauí e a Cultura Popular” (1994), co-autoria; “Batalha do Jenipapo - 170 anos” e outros.

SAID, Carlos – n.15-01-1931 - Teresina (PI). Filho de Salomão Abrahão Abud Said e Fádua Abud Said. Jornalista, radialista, cronista esportivo e professor. Bacharel em Direito. Licenciado em Geografia e História. Fundou e presidiu a Associação Profissional dos Cronistas Esportivos do Estado do Piauí. Presidiu o Sindicato Profissional dos Jornalistas do Estado do Piauí. Co-fundador da Associação Profissional dos Árbitros do Estado do Piauí. Dirigiu o Departamento de Árbitros, da Federação de Futebol do Piauí. Foi professor de História e Geografia, da Faculdade Católica de Filosofia do Piauí e da Universidade Federal do Piauí. Lecionou em várias escolas de 1º e 2º graus, de Teresina. Foi editor do Jornal da Manhã. Escreve para o jornal Meio Norte. É verbete do “Dicionário Biobibliográfico de Escritores Brasileiros Contemporâneos” (1999), de Adirão Neto. Bibliografia: "O Futebol no Piauí" (1966) e “Magro de Aço 70 Anos” (2001), artigos, crônicas e outros escritos. Comentário: Comentarista esportivo de estilo lúcido e equilibrado, vibrante e consciente. Uma das maiores autoridades desportivas do país. (Herculano Moraes, in “Visão Histórica da Literatura Piauiense”, 2ª edição, 1982).

SAID, Gustavo Fortes – n. 17-04-1971 – Teresina (PI). Filho de Carlos Said e Rochelane Fortes Said. Graduação em Comunicação Social Jornalismo, pela Universidade Federal do Piauí. Fez Especialização em História do Piauí, pela UFPI. Cursou Mestrado em Comunicação, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Concluiu o Doutorado em Ciências da Comunicação, pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS. Professor de Teorias da Comunicação da Universidade Federal do Piauí. Membro da Academia de Ciências do Piauí. Bibliografia: “Comunicações no Piauí” (2003); “Níveis, Durações e Tempos na Leitura de um Jornal: a Folha de São Paulo e a construção histórica dos saques a supermercados (1998), dissertação de mestrado; “Matrizes de Cultura e Identidade: árabes e americanos após o 11 de Setembro” (2006), tese de doutorado.

SAID, Jesse (Jesse James Said Lopes Castelo Branco) – n. 19-10-1954 - Teresina (PI). Filho de Agripino Lopes Castelo Branco e Cecília Said Castelo Branco. Poeta e militar. Oficial da Polícia Militar do Piauí. Membro da AMORC - Rosa Cruz e da Federação Espírita Brasileira. Formado em Letras, pela Universidade Estadual do Piauí. Bibliografia: “Delírios & Desejos” (2002), poemas.

SALES, Ângela Maria Fontes de – n. 26-03-1949 - Fortaleza (CE). Poetisa e professora. Formada em Pedagogia, pela Universidade Federal do Piauí, em Parnaíba. Professora da Escola Normal “Francisco Correia”. Participou da coletânea “Pedagogiando a Poesia” (1993).

SALES, Genuíno Francisco de – n. 15-04-1938 – Localidade Tamboril dos Seles, município de Pedro II, atual Domingos Mourão (PI). Bacharel em Direito, pela Universidade Federal do Ceará. Formado em Letras, pela Universidade Estadual do Ceará. Professor de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira. Diretor de Ensino da organização Farias Brito, desde 1973. Diretor da Faculdade Farias Brito. Poeta, contista e cronista. Presidiu a Academia Cearense de Língua Portuguesa. Membro da Academia Cearense de Letras, da Academia de Letras Maçônica do Estado do Ceará, da Academia de Letras do Vale do Longá e da Academia de Letras e Artes de Pedro II. Detém várias honrarias, dentre elas, a Medalha do Mérito Renascença do Piauí, no grau de oficial e o Diploma de Intelectual do Século, outorgado pela Academia de Letras da Região de Sete Cidades. Bibliografia: “Bem na Safena”; “Fins d’Água” e “Caderno do Genuíno”. Participou “Antologia de Pedro II” (2002), organizada pelo Desembargador Tomaz Gomes Campelo e da coletânea “Poesia e Prosa na Terra da Opala” (2005), organizada por Raimundo Silva. Tem vários trabalhos publicados nos jornais da capital cearense e na coletânea “I Concurso Ceará de Literatura” (1994).

SALES, Luís Carlos – Formado em Engenharia Civil. Doutor e Mestre em Educação, pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte / Universidade Federal do Piauí. Professor e Coordenou o Programa de Pós-Graduação em Educação, da Universidade Federal do Piauí. Bibliografia: “Estudar para Que?” (1996) e “O Valor Simbólico do Prédio Escolar” (2000). Participou da coletânea “Educação: Saberes e Práticas” (Edufpi, 2002), organizado por Maria do Amparo Borges Ferro.

SALES, Maria José da Costa – n. 29-01-1958 - Parnaíba (PI). Poetisa e professora. Pedagoga. Exerceu a função de Auxiliar de Coordenação do Setor Artístico do Instituto de Educação "Antonino Freire". Participou da "Antologia Poética de Cidades Brasileiras" (1985), editada pela Shogun Artes.

SALDANHA, Raimundo (Raimundo Saldanha Cruz Neto) – n.17-07-1953 - Teresina (PI). Filho de Plácido Arrais da Cruz e Maria do Socorro Saldanha Cruz. Poeta, cronista, romancista e professor. Técnico em Contabilidade. Lecionou literatura em escolas do Piauí e do Maranhão. Exerceu importantes cargos em empresas do Piauí, do Ceará e do Maranhão, inclusive o de Delegado Regional do Ministério das Comunicações, em São Luís, MA. Trabalhou na área de comunicação, da prefeitura de Pedreiras (MA). Bibliografia: “Crônicas” e “Evasões I”, crônicas; “Crime Duplo”, comédia em três atos; “Canteiro de Urtigas”, sátira poética; “Caneta Maldita”. Participou da antologia poética “Os Poetas Voam” e da coletânea “Primeira Antologia de Poetas de Pedreiras” (1998). Tem inéditos: “O Paria”, romance; “Diário de Uma Prostituta”, relato, e “A Morte do Poeta”, trilogia: Terra, Inferno e Céu.

SALDANHA, Raimundo Oliveira – Poeta, cronista e professor. Foi líder estudantil. Em 1943, presidiu o Grêmio Literário "Da Costa e Silva". Foi um dos diretores da revista "Voz do Estudante", editada em 1941, onde, entre outros, publicou "Castigo e Redenção", "Deus" e "Soneto". Estudou na Academia de Comércio do Piauí, de onde, posteriormente, tornou-se professor. Foi incluído na "Antologia de Sonetos Piauienses” (1972), de Félix Aires.

SALMITO, Maria do Amparo – n. 17-10-1946 - Teresina (PI). Médica e professora. Formada pela Universidade Federal de Pernambuco. Fez curso de pós-graduação no Rio de Janeiro. Faz curso de Doutorado, ministrado pela Universidade Federal do Piauí, em convênio com a Fundação Getúlio Vargas. Professora universitária da área de saúde. Médica do Hospital de Doenças Infectas Contagiosas. Bibliografia: "Saúde e Desenvolvimento no Estado do Piauí" (1987).

SAMPAIO, A. (Antônio Sampaio Pereira) – n. 21-08-1923 - Barras (PI). Advogado provisionado, professor, historiador, poeta e folclorista. Servidor público federal aposentado. Reside em Esperantina, onde, entre outras coisas, dedicou-se ao magistério. Sua abnegação era tanta, que chegou a fundar uma escola para lecionar gratuitamente. Bibliografia: "Reminiscências" (1965); "O Velho Samuel"; "Águas Passadas e Fragmentos" e "Esperantina à Luz da História" (1965); "Velhas Escolas, Grandes Mestres" (1996). Comentário: Possui agudíssimo senso de percepção das coisas, colorindo as páginas de sua ficção com uma linguagem elegante e escorreita. (Herculano Moraes, in "Visão Histórica da Literatura Piauiense", 2ª edição, 1982).

SAMPIAO, Aírton (Aírton Sampaio Araújo) – n. 23-03-1957 - Teresina (PI). Filho de Francisco Alves de Araújo e Maria Celeste Sampaio Araújo. Professor universitário, contista, cronista e crítico literário. Formado em Direito, pela Universidade Federal do Piauí. Membro da União Brasileira de Escritores do Piauí-UBE/PI. Participou das primeiras versões do Concurso de Contos “João Pinheiro” e do concurso de crônicas promovido pela UBE/PI. Em 2001, foi classificado em 1º lugar no Concurso de Contos – Prêmio “João Pinheiro”, promovido pela Fundação Cultural do Piauí – FUNDAC. Bibliografia: “Painel de Sombras” (1980); “Contos da Terra do Sol” (1996 e 2002). Foi incluído nos livros “Novos Contos Piauienses” (1984), “Outros Contos Piauienses” (1986), “Os Vencidos”; “Conto – Concursos Literários do Piauí” (2005) e “Crônicas de Sempre” (1995), coletânea organizada por Adrião Neto. Em 2003, com o livro “Sob um Céu Azultigrino”, foi classificado em 3º lugar no concurso de novela – Prêmio “O. G. Rego de Carvalho”, promovido pela Fundação Cultural do Piauí.

SAMPAIO, Antônio (Antônio José de Sampaio Castelo Branco) – n. 09-04-1857 - Livramento, atual José de Freitas (PI), f. 1906 - Rio (RJ). Filho de Antônio José Sampaio Sobrinho e Merolina Sampaio. Licenciado em Letras e em Pedagogia, por Weisthertur. Formado em Engenharia Industrial, na Suíça, e Doutorado em Ciências Físicas e Naturais, em Zurique. Cientista, poliglota, escritor, conferencista e professor. É patrono de uma das Cadeiras da Academia Piauiense de Letras. Bibliografia: "Descrição Geral do Estado do Piauí"; "Investigações Químicas dos Produtos Naturais do Brasil"; "Nationale Landguter fur Viehzucht in Staet Piauhy" e vários outros trabalhos científicos escritos em várias línguas.

SAMPAIO, Antônio Carlos (Antônio Carlos Sampaio Machado) – n. 28-04-1960 - União (PI). Filho de José Sampaio de Araújo e Maria Ziza de Carvalho Sampaio. Poeta, contista e contista. Bacharel em Letras Português / Espanhol, pelo Centro Universitário de Brasília (2001). Servidor do Banco do Brasil. Exerce o cargo de Gerente de Contas, em Brasília. Ministrou aulas de Língua Portuguesa e Literatura, no Colégio Marcos Parente, em União e na Faculdade de Filosofia, do Mosteiro Teológico da Ordem de São Basílio Magno, em Brasília. Foi classificado em primeiro lugar no concurso literário promovido pela ASSUN-UNIÃO. Foi premiado com "O Ponto Anônimo" e com "O Nascimento do Poema". Foi um dos idealizadores e fundadores da Academia Unioense de Letras e Artes. Bibliografia: “Meu Sonho Sorriu” (1995 e 2001), poemas e “Trovas & Raicais” (2003). Participou da coletânea de poemas “Florilégio”, (1995). Tem trabalhos publicados no Boletim Interno do Banco do Brasil e no jornal cultural "Luz no Túnel". É autor da coluna cultural “Girando de Letras”, no site da Associação Cultural dos Amigos do Piauí.

SAMPAIO, Mons. Antônio Monteiro – n. 13-05-1916 - Parnaíba (PI), f. 07-12-1991 - Parnaíba (PI). Formado em Filosofia e em Teologia. Religioso, professor universitário, poeta e grande orador sacro. Cultor da palavra escrita e falada. Pertenceu à Academia Parnaibana de Letras e à Academia Piauiense de Letras. Bibliografia: "A Virgem Peregrina em Parnaíba", plaquete (1953). Participou da "Antologia de Sonetos Piauienses” (1972), de Félix Aires. Autor do hino (letra e música) de N. S. da Graça; do hino a Dom Paulo; a Dom Edvaldo e a Dom Rufino. Deixou inéditos vários poemas. Comentário: Foi, sobretudo, um extraordinário orador sacro... Seu pensamento transformava-se em palavra falada com impressionante facilidade, sem nenhuma forma de obstrução. (Elmar Carvalho, in discurso de posse na APAL, Almanaque da Parnaíba, 1995).

SAMPIAO, Dayanne Batista – n. 08-06-1988 – Maranhão. Poetisa. Membro da Academia Brejense de Artes e Letras – ABAL. Adota o pseudônimo de Estrela-da-manhã. Reside e estuda em Parnaíba, PI. É autora do livro "Psicografia da Alma" (2006). A obra trata de fatos e temas como solidão, miséria, síndrome de down, tráfico de mulheres, drogas, abuso sexual, aborto, reflexões religiosas entre outras.

SAMPAIO, Filgueiras – Geógrafo. Foi citado no “Dicionário Histórico e Geográfico do Estado do Piauí”, de Cláudio Bastos, como autor de “Lições de Geografia, História do Brasil e Geografia do Piauí” (1956). Lamentavelmente, em prejuízo da divulgação do próprio autor e de sua atividade literária, a obra não apresenta dados biográficos.

SAMPAIO, Maria de Jesus – n. 27-11-1948 - União (PI). Poetisa. Estudou no Colégio Estadual Zacarias de Góes, onde sua vocação poética começou a fluir. Bibliografia: "Meus Poemas que Te Dou" (1970).

SAMPAIO, Wellington da Silva – n. 30-08-1959 - Teresina (PI). Filho de Luís Gonzaga Aurélio de Sampaio e Auri Alves da Silva Sampaio. Ator, diretor teatral, bonequeiro, poeta e dramaturgo. Servidor da Fundação Cultural Mons. Chaves. Dirigiu o Grupo Teatral Biboca. Em 1994, foi classificado em 1º lugar no V Concurso de Dramaturgia "Jônatas Batista", com "A Dança do Boi Estrela", publicado como suplemento da revista "Presença". Participou do livro "A Nova Dramaturgia Piauiense" (1989), com o texto: "A Fábula de Um Sonho Sem Estória". Membro da União Brasileria de Escritores do Piauí. Bibliografia: “Flores de Plástico” (1999), poemas; "A Vida do Sertanejo"; "Chapeuzinho Vermelho em Tempos Modernos"; "Espantalhada Alada"; "Avante"; "O Espião Rosa Choque" e “Ato Único” (2004), coletânea de textos teatrais premiados. Participou da coletânea "Crônicas de Sempre” (1995) e do livro “Cordéis – Passeio pelo Jardim da História” (2000), ambos organizados por Adrião Neto.

SAMUEL FILHO – n. 1947 - Teresina (PI). Poeta, jornalista e radialista. Radicado em São Luís do Maranhão há 30 anos, onde passou por várias rádios e jornais da capital, entre eles “O Estado do Maranhão”, “O Imparcial”, “Jornal de Hoje”, “Diário do Povo”, “Diário do Norte”. Escreveu artigos para “O Jornal Pequeno”. Bibliografia: “Poética em Clave de Sol” (2006), o sexto de sua autoria. A obra está dividida em três partes. A primeira denominada “Poética em Clave de Sol” reunindo poemas que falam da própria poesia, a segunda que tem como título “Palavras do Senhor” contém poesias que falam do Evangelho e a terceira, intitulada “Poemas de Estalo” é formada por poemas de livros anteriores do autor e poemas de sua criação mais recente. Tem dois livros inéditos, um de contos “Jesus e Marx” e um de crônicas e entrevistas intitulado “Contra Maré”.

SANDES, Glória (Glória Maria Veras de Sandes Freitas) – n. 07-10-1947 - Teresina (PI). Filha de Valdemar Sandes e Maria da Graça Sandes. Poetisa e jornalista. Militante do Movimento de Mulheres. Coordenou a “Mostra Arte Comunicação Mulher”. Ex-editora e conselheira da revista Carta Cepro. Por mais de dois anos editou o Caderno de Cultura do jornal “O Estado”. Publicou poemas nas revistas Cirandinha, Cadernos de Teresina e Presença. Fez parte do livro “Poesia Teresinense Hoje” (1988).

SANDES, Goethe (Goethe Rommel Veras de Sandes) – n. 1955 - Teresina (PI), f. 14-05-2006 – Teresina (PI). Filho de Valdemar Sandes e Maria da Graça Sandes. Graduado em Ciências Econômicas, na Universidade do Amazonas. Fez cursos de Especialização em Planejamento de Curto Prazo (Sudene); Política Científica e Tecnológica (CNPq) e Gestão e Inovação Tecnológica, pela Universidade Federal do Piauí. Trabalhou na Secretaria do Meio Ambiente, Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Urbano do Estado do Piauí e Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, entre outros. Foi professor da Universidade Estadual do Piauí e das faculdades privadas Cesvale e Adelmar Rosado. Dirigiu o Campus da UESPI, do grande Dirceu. Participou da elaboração de vários trabalhos editados pela Fundação Cepro. Bibliografia: “Crônica da A(eu)cademia e do Lugarejo Cabeças-de-Cuia” (2001).

SANDES, Valdemar – n. 29-11-1914 - Nova Iorque (MA), f. 28-04-1991 - Teresina (PI). Professor, jornalista, poeta e cronista. Lecionou nas principais escolas de Teresina. Foi diretor do Liceu Piauiense. Pertenceu ao Conselho Estadual de Cultura e ao Conselho do Projeto Petrônio Portela. Escreveu para vários jornais e revistas de Teresina, usando vários pseudônimos. Bibliografia: "Colonização Ibérica e Anglo-Saxônica". Tem poema publicado na revista "A Voz do Estudante".

SANTA, Mão (Francisco de Assis de Moraes Souza) – n. 13-10-1942 - Parnaíba (PI). Filho de Joaz Rabelo de Sousa e Joana Moraes de Sousa (Jeanete). Formado em Medicina, pela Universidade Federal do Ceará. Fez residência médica e pós-graduação no Hospital dos Servidores Públicos do Rio de Janeiro. Retornando a Parnaíba, foi médico cirurgião da Santa Casa de Misericórdia. Trabalhou no Hospital Maternidade Marques Basto, até instalar, com outros profissionais da área, uma policlínica particular. Ingressou na política, elegendo-se Prefeito de Parnaíba, Deputado Estadual, Governador do Estado do Piauí, por dois mandatos (1995 a 1999) e Senador da República. Como deputado, foi vice-líder do governo e líder do seu partido na Assembléia Legislativa. Ligado às letras, Francisco de Assis de Moraes Souza é considerado um político carismático, populista, conhecedor dos clássicos e um homem de boa leitura. É verbete do “Dicionário Biobibliográfico de Escritores Brasileiros Contemporâneos” (1998), de Adrião Neto. Bibliografia: “A Mão que Luta” (1996), artigos, crônicas e excertos de discursos; “Política na Mão Certa” (1998), pensamentos políticos e filosóficos e “O Piauí no Senado” (2003 e 2005), discursos.

SANTANA, Adolfo Luís de Castro – n. 1876 - Piauí, f. 1917 - Piauí. Professor de matemática, de geometria e de trigonometria. Bibliografia: "Ruínas Católicas" (1910), atacando os dogmas do catolicismo.

SANTANA, Aparecida – n. 30-11-1982 – Floriano (PI). Filha de Abel Gomes e Vaneide de Santana Gomes. Acadêmica do Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia, bloco IV, da Universidade Estadual do Piauí / Campus Josefina Demes, de Floriano. Repórter e produtora de reportagem, da TV Alvorada, de Floriano. Participou da coletânea: “Revelando Poetas” (2007), organizada pela turma da UESPI, da disciplina de Literatura Infanto-Juvenil.

SANTANA, Edmar Vasconcelos de – n. 26-11-1920 - Teresina (PI), f. 17-09-2003 - Petrópoles (RJ). Professor e escritor. Por volta de 1959, mudou-se para a cidade de Petrópolis, RJ, onde continuou lecionando e escreveu belas obras. Bibliografia: “Quando?... Depois da Quermesse!” (1995, 2ª edição, em dois volumes, publicados pela Editora Vozes). Surpreendente romance histórico ambientado na idade média, na Itália. Uma verdadeira epopéia, escrita num estilo erudito, de quem conhecia profundamente não só a língua pátria, mas a história universal. Comentário: “Sua obra é um levantamento cultural de tudo aquilo que existe de belo e puro. Uma elegia, podemos dizer. Além de bem escrita, evoca todo um passado de erudição clássica e medieval, coisa que hoje vai se tornando raridade. / Suas colocações confunden-se com a Filosofia e a Teologia. Suas palavras ora parecem saídas dos Salmos, ou de Tomás de Aquino, e das lições de São Francisco de Assis. (José Louzeiro, escritor, in orelha da obra supra mencionada).

SANTANA, José Neto – n. 24-10-1957 - São Pedro do Piauí (PI). Poeta, teatrólogo, músico e cantor. Reside em Vitória do Espírito Santo, onde trabalha como músico profissional e cantor. Bibliografia: "Ilhação", poemas; "Dias das Mães", peça infantil; "Dona de Casa", peça; "Na Praça", verso e prosa, e "A Volta do Lampião". Tem inédito: "Lágrimas e Sorrisos", verso e prosa.

SANTANA, Judith Alves – n. 12-01-1924 - Piripiri (PI), f. 08-02-1988 - Piripiri (PI). Filha de Luís Santana de Oliveira e Jesuína Alves Santana. Historiadora, poetisa e cronista. Foi auxiliar de escritório, dona de hotel e educadora. Trabalhou na Companhia de Águas e Esgotos do Nordeste – CAENE e na CRUTAC. Exerceu a função de secretária da Sociedade de Proteção à Maternidade e à Infância, bem como a de administradora do Posto de Puericultura, ambos de Piripiri. Pertenceu à Academia de Letras do Vale do Longá, à Academia Parnaibana de Letras e ao Instituto Histórico e Geográfico Piauiense. Fazia parte do Conselho Administrativo do Museu de Piripiri. Bibliografia: "Salmos do Meu Destino" (1969); "Piripiri" (1978); "Parnaíba" (1983); "O Padre Freitas de Piripiri" (1984) e "História Alegre de Nossa Gente" (1986). Foi incluída na coletânea "Crônicas de Sempre”, de Adrião Neto (1995). Comentário: Era afável, meiga, inteligente e muito preocupada com o desenvolvimento da educação e da cultura de sua cidade. (Maria do Socorro de Carvalho, in "A Obra de Juditeh Santana" inserida no folheto "Imortalidade Acadêmica", de José Fortes Filho, 1994).

SANTANA, Mário José Pires – n. 11-04-1946 – Parnaíba (PI). Cronista. De 1969 a 1974, freqüento o curso de Bacharelado em Química da UFBa. Em 1974 ingressou nos quadros da Petrobrás - empresa pela qual aposentou-se como Técnico Químico. Voltando a residir em Parnaíba passou a colaborar em jornais e portais. Participou do livro-álbum: “Parnaíba de A a Z Guia Afetivo” (2008), organizado por José de Nicodemos Alves Ramos.

SANTANA, R. N. Monteiro de (Raimundo Nonato Monteiro de Santana) – n. 27-02-1926 - Campo Maior (PI). Filho de Arão Ferreira de Santana e Maria Monteiro de Santana. Político, professor e escritor. Formado em Direito. Foi prefeito de Campo Maior. Ex-professor titular da Universidade Federal do Piauí, da Universidade de Brasília, da Escola Superior de Guerra e do Colégio Interamericano de Defesa, em Washington. Membro do Conselho Estadual de Educação do Estado do Piauí, Secretário de Estado para Assuntos de Planejamento e Coordenação Geral do Governo do Piauí e do Conselho de Desenvolvimento do Estado do Piauí. Pertence à Academia Piauiense de Letras. Fundador do Movimento de Renovação Cultural do Piauí. Bibliografia: "Perspectiva Histórica do Piauí"; "Evolução Histórica da Economia Piauiense"; “A Rede Urbana da Região Geoeconômica de Brasília”; "A Região de Brasília", três volumes. Em colaboração com Rita de Cássia L. Santos, publicou, mais recentemente, “Ciência Econômica - Constituição, Progresso e Situação Atual”; “A Constituição da Ciência Econômica: Problemas, Teorias e Tradução Crítica”; “O Progresso na Ciência Econômica: Reconstrução e Teorias Revolucionárias”; “A Situação Atual na Ciência Econômica: em busca de novas teorias” e “Ciência Econômica: Integração, Unificação e Reconstrução”. Organizador do livro “Piauí: Formação - Desenvolvimento - Perspectivas” (1995).

SANTANA, Socorro (Maria do Socorro Santana Ramos) – n. 20-04-1925 - Regeneração (PI). Filha de Abdon José de Santana e Luísa Oliveira Santana (Santa). Membro da União Brasileira de Escritores do Piauí. Foi presidente fundadora da Academia de Letras do Médio Parnaíba. Poetisa, musicista e compositora. Autora de vários hinos como: do Padroeiro e Hino Oficial do Município de Regeneração. Classificou-se no concurso nacional e internacional de poesia promovido pela Ordem Internacional das Ciências, das Artes, das Letras e da Cultura. Foi incluída nos livros: “Anuário de Escritores”, “Prazer de Escrever” e “Meu Primeiro Amor”. É verbete do “Dicionário Biobibliográfico de Escritores Brasileiros Contemporâneos” (1998), de Adrião Neto. Bibliografia: "Meus Sonhos, Meus Amores" (1978) e "Terra de Bruenque" (1984). Foi incluída no álbum poético "Postais da Cidade Verde" (1988); na coletânea "Poetas Contemporâneos da OICC", volume I (1994) e na “Antologia Escritores”, Volumes I e III (2000 e 2004), organizada por Tomaz Gomes Campelo. Comentário: A poesia de Socorro Santana é, antes de tudo, uma exaltação aos valores culturais de sua terra e um canto de religiosidade que emana de sua epiderme. (Herculano Moraes, in "Visão Histórica da Literatura Piauiense", 3ª edição, 1991).

SANTIAGO, Carlos Eugênio Macedo de – n. 1961 - Teresina (PI). Filho de Benedito Macedo de Santiago e de Maria das Dores de Queiroz Santiago. Magistrado e escritor. Formado em Direito, pela Universidade Federal do Piauí, em 1985 e, quatro anos depois, ingressou na magistratura piauiense. Atuou na Comarca de Antônio Almeida e Buriti dos Lopes e Luzilândia. Bibliografia: “Barco dos Sonhos” (2003), contos. Tem inédito o livro de contos juvenis: “Karina e o Monstro”.

SANTIAGO JÚNIOR, Francisco – Professor e historiador. Pós-graduado em História, pela Universidade Federal do Piauí. Com o texto: "História e Comunicação: A Rádio Pioneira de Teresina e seu Público nos Anos 1990" participou da segunda parte da coletânea: "Encruzilhadas da História: Rádio e Memória" (2007), organizada por ele e pelo historiador Alcides Nascimento. Seu texto foi incluído na parte intitulada: "História, Comunicação e Metodologia". A obra, elaborada por sete historiadores, reúne uma gama de informações sobre a influência do rádio na sociedade piauiense.

SANTOS, Adolfo – Poeta. Radicado em Parnaíba. Publicou vários poemas no "Almanaque da Parnaíba", entre os quais: "No Sertão do Nordeste", "Ditoso Enlevo", "Genetlíaco", "Fumo... Cinza!" e "Pleno Inverno".

SANTOS, Adryann – n. 20-04-1989 – Luís Correia (PI). Estudante do ensino fundamental na Escola Santa Helena, em Teresina, PI. Faz o curso de Inglês na Wizard. É um aluno aplicado. Gosta de ler e escrever. Em 2008, conquistou medalha de 1º lugar no “XI Concurso de Paródias”, organizado por sua escola. Participou da Antologia Literário Internacional, organizada por Roberto de Castro del’Secchi. Tem alguns poemas rabiscados.

SANTOS, Andréa Fernanda Lopes dos – n. 01-12-1969 - Floriano (PI). Filha de José Afonso Vieira dos Santos e Irismar Lopes dos Santos. Membro da União Brasileira de Escritores do Piauí. Bibliografia: “Guia Prático de Dietas Enterais”, s/d.

SANTOS, Antônio Francisco dos – Veja: DENTRO, Cão

SANTOS, Antônio de Pádua Ribeiro dos – n. 30-11-1951 - Parnaíba (PI). Político, professor, poeta e contista. Bacharel em Direito. Foi delegado de Polícia Civil e Promotor de Justiça. Atualmente, é Defensor Público. Elegeu-se a Vereador e a Vice-Prefeito de Parnaíba. Membro da Academia Parnaibana de Letras. É verbete do “Dicionário Biobibliográfico de Escritores Brasileiros Contemporâneos” (1999), de Adirão Neto. Presidiu a Câmara Municipal e Parnaíba e a Academia Parnaibana de Letras. Foi premiado em alguns concursos literários. Bibliografia: "Viração" (1985); "Revolução das Almas" (1988). Participou dos livros "Escritores Brasileiros" (1987); "Poemarít(i)mos" (1988); "Novos Contos Piauienses" (1984) e "Outros Contos Piauienses" (1986). Comentário: Sua poesia é intrínseca, rítmica e musical, com tonalidades líricas emocionais que não chegam a comprometer o poeta satírico e social... (Arimatéa Coelho, in prefácio de "Viração").

SANTOS, Antônio Pereira dos – n. 06-09-1953 - Localidade Tombo, Pedro II, atual município de Domingos Mourão (PI). Filho de Ernesto Pereira dos Santos e Isabel Lopes da Silva. Funcionário público e poeta. Participou da coletânea “Poesia e Prosa na Terra da Opala” (2005), organizada por Raimundo Silva.

SANTOS, Antônio Reginaldo dos – n. 23-08-1986 – São Gonçalo, Milton Brandão (PI). Concluiu o ensino fundamental e médio. Poeta. Participou da coletânea “Poesia e Prosa na Terra da Opala” volumes 3 (2007), organizada por Raimundo Silva.

SANTOS, Aura – Poetisa. Autora do livro “Minha Opção, Meu Direito” (1996). Lamentavelmente, em prejuízo da divulgação da própria autora e de sua atividade literária, a obra não apresenta dados biográficos.

SANTOS, Benjamim (Benjamim dos Santos Lima) – n. 1939 - Parnaíba (PI). Filho de Benedito Lima dos Santos, o Bembem, fundador do Almanaque da Parnaíba. Bacharel em Direito e dramaturgo. Foi crítico de arte do Jornal do Comércio e diretor teatral, em Recife. Foi diretor de espetáculo no Rio. Em 1970, 1971 e 1972, recebeu o prêmio SNT. Em 1974, 1975 e 1976, recebeu o prêmio Guaíra. Em 1977 e 1979, foi premiado com o Troféu Mambembe, como o melhor autor do ano. Atualmente, reside em sua terra natal. Bibliografia: "Senhor Rei, Senhora Rainha"; "Os Três Mosqueteiros"; "Viagem Sideral"; "Os Castelos das Sete Torres"; "A Loja das Maravilhas Naturais"; "A Donzela Foi à Guerra"; "A Princesa do Mar Sem Fim"; "O Pavão Misterioso"; “Parnaíba, Ailoviú” (2006) e outros, inclusive de um livro sobre a história do teatro de Recife, PE.

SANTOS, Célia Barbosa Pinto dos – n.19-07-1949 - Rio de Janeiro (RJ). Filha de Urbano Pinto e Cirene Barbosa Pinto. Professora e escritora. Graduada em Pedagogia, pela UFF / Instituto de Educação Roberto da Silveira. Tem curso de Especialização em Educação, pela UFPI e Mestrado em Filosofia da Educação, na PUC-Campinas. Professora da Universidade Estadual do Piauí e do CESVALE. É verbete do “Dicionário Biobibliográfico de Escritores Brasileiros Contemporâneos” (1998), de Adrião Neto. Interessou-se por estórias infantis enquanto contava-as para seus filhos, depois passou a criá-las e escrevê-las. Sócia da UBE/PI. Bibliografia: “O Sonho de Quiquita” (1997), infantil. Tem inéditos: “O Mistério da Montanha de Flor-Azul”, infanto-juvenil e “A Ursinha Infeliz”, infantil.

SANTOS, César Henrique da Silva – n. 31-07-1975 - Teresina (PI). Poeta. Estudante secundarista. Membro da Aliança Amicus. Participou da coletânea “Textos em Poesia e Prosa” (1994), da Aliança Amicus.

SANTOS, Cineas das Chagas – n. 20-09-1948 - Caracol (PI). Filho de Liberato Francisco dos Santos e Porcina Maria das Chagas Santos. Professor, poeta, contista, cronista e editor. Foi titular da Livraria Corisco. Mantém a “Oficina da Palavra”. Membro da UBE/PI. Pertenceu ao Conselho Estadual de Cultura. Bibliografia: "ABC da Ecologia", cordel; "Tinha que Acontecer", contos; "Miudezas em Geral", poemas; "Aldeia Grande" e "O Menino que Descobriu as Palavras" (1992). Participou das coletâneas "Postais da Cidade Verde" (1988); "Poesia Teresinense Hoje" (1988); "Ô de Casa!"; "Queda de Braços"; "Aviso Prévio",“Baião de Todos” (1996), organizado por ele próprio e outras. Comentário: ... o Cineas é um homem representativo da cultura piauiense, em todos os aspectos. (M. Paulo Nunes, in "As Solidões Justapostas", 1992).

SANTOS, Clidenor Freitas – n. 16-02-1913 - Miguel Alves (PI), f. 02-04- 2000 - Teresina (PI). Filho de Raimundo Rodrigues dos Santos e Maria Freitas Santos. Médico, professor, escritor, político e conferencista. Dirigiu o Hospital Psiquiátrico "Areolino de Abreu". Idealizou, fundou e dirige o Sanatório Meduna. Presidiu o IPASE. Membro fundador da Associação Piauiense de Medicina. Doutor Honoris Causa da Universidade Federal do Piauí. Foi Deputado Federal e Presidente da Academia Piauiense de Letras. Bibliografia: "A Glória de Saraiva"; "Shakespeare, Criador de Símbolos"; "As Bases Psicológicas do Nacionalismo"; "Ideologia e Circunstância". Comentário: Médico psiquiatra de renome. Portador de grande cultura científica e humanística. (Wilson Carvalho Gonçalves, in "Dicionário Histórico-Biográfico Piauiense", 1993).

SANTOS, Deusdete Nunes dos – Veja: GARRINCHA

SANTOS, Domingos Pereira dos – n. 15-09-1934 – Elesbão Veloso (PI). Filho do poeta Luís Pereira dos Santos e Sebastiana Maria da Conceição. Cantador dos mais inspirados do Piauí. Faz apresentações em várias cidades. Foi incluído na “Antologia dos Cantadores e Poetas Populares do Piauí” (2006), organizada por Joames.

SANTOS, Donizetti Adauto dos – n. 07-01-1959 - Mandaguari (PR), f. 19-09-1998 - Teresina (PI). Filho de Almezinda dos Santos. Jornalista, poeta e político. Trabalhou como apresentador de programa jornalístico de cunho político e investigatório na antiga TV Timon e, posteriormente, na TV Meio Norte, onde comandava o programa MN 40º Graus. Foi candidato a deputado estadual e federal pelo Piauí. Bibliografia: “A Máfia dos Bebês”; Retrato de um homem sem medo; Fel e Mel; Rasgando a Fantasia; Eu fui o anticristo, Diálogo Franco; Anorgasmia, a tragédia das mulheres.

SANTOS, Edmilson Ferreira dos – Veja: FERREIRA, Edmilson

SANTOS, Fernando Ferreira – Professor universitário. Graduado em Direito. Promotor de Justiça do Estado do Piauí. Autor do livro “Princípio Constitucional da Dignidade da Pessoa Humana” (1998).

SANTOS, Francelino Pereira – Veja: PEREIRA, Francelino

SANTOS, Francisco Cláudio de Almeida – n. 06-10-1935 - Parnaíba (PI). Filho de Raul dos Santos e Maria do Rosário Moraes de Almeida Santos. Formado em Direito, pela Universidade Federal do Ceará. Especializado em Direito Tributário e Comercial. Foi promotor de justiça, promotor auxiliar, com serviço na Procuradoria Regional da República, assessor técnico e chefe da casa civil do governo do Ceará, advogado e chefe do departamento jurídico do Banco do Estado do Ceará onde, também, foi diretor de crédito geral. Indicado para preencher a vaga de advogado junto ao Tribunal de Justiça do Ceará, foi nomeado desembagador. Dentre outros cargos que exerceu, foi professor da Universidade Estadual e membro do Conselho de Política Administrativa, Social e Econômica do Ceará. É verbete do “Dicionário de Literatura Cearense” (1987), de Raimundo Girão e Maria da Conceição Sousa. Bibliografia: “Imunidade e Isenção” (1964); “Mandado de Segurança em Matéria Tributária” (1978); “Autonomia do Procedimento Cautelar” (1983); “Do Mandato de Segurança e da Ação Cautelar” (1983) e outros.

SANTOS, Francisco Reis – Veja: BARRAZUL

SANTOS, Francisco Venceslau dos – Natural de Jenipapeiro, Picos, atual município de Francisco Santos (PI). Filho de Wencerlau Fancisco de Carvalho e Maria do Carmo Santos . Possui graduação em Português e Literaturas de Língua Portuguesa pela Universidade Federal Fluminense (1975), mestrado em Letras (Ciência da Literatura) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1986) e doutorado em Letras (Ciência da Literatura) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1994). Atualmente é professor adjunto de teoria da literatura da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Teoria Literária, atuando principalmente nos seguintes temas: literatura brasileira, história e crítica, ficção brasileira, narrativa contemporânea e ficção contemporânea. É Procientista da Uerj, desde 2002 e membro efetivo da Academia Brasileira de Filologia. Dentre vários outros livros publicou: “Subjetividades da Ficção Brasileira Contemporânea” (2004), crítica; “Callado no lugar das Idéias – Quarup: romance de tese” (2004). Organizou e co-organizou várias obras, dentre elas: “Geografias Literárias – Confrontos: o Local e o Nacional” (2003); “Prisma: Historicidade do Romance” (2002); “Pesquisa & Produção em Letras” (1998); “A Literatura nos Anos 50” (2006). Escreveu vários capítulos de livros. Tem trabalhos técnicos publicados em revistas e jornais do Rio de Janeiro.

SANTOS, Gervásio (João Gervásio dos Santos Neto) – n. 18-11-1966 – Parnaíba (PI). Filho de Antônio de Souza do Santos e de Maria do Socorro Fagundes dos Santos.Formado em História, pela Universidade Federal do Piauí. Especialista em História do Brasil, pela PUC-MG. Mestre em Educação, pela Universidade Federal do Piauí. Professor de História Regional do Piauí, no Liceu Piauiense. Ministra aulas de História da Educação Brasileira, na Faculdade Integrada do Brasil – FAIBRA – e de História Geral nas escolas municipais, em Teresina. Sindicalista há mais de 20 anos. Ajudou a criar e a reativar diversas associações e sindicatos de trabalhadores. Um dos fundadores do PSTU - Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado, por cuja legenda candidatou-se à Prefeitura de Teresina, em 1996. Bibliografia: “História do Piauí”

SANTOS, Gualberto de Barros – n. 12-07-1973 – Bocaina (PI). Filho de José De Barros Cruz (Zuza Barros) e Francisca Isabel dos Santos. Poeta cordelista, agitador cultural e vendedor. Membro fundador da União Picoense de Escritores. Participou da “Antologia Upeana I” (2005), editada pela União Picoense de Escritores.

SANTOS, João Ferreira dos – n. 02-09-1985 – Localidade Vassouras, Pedro II (PI). Filho de Abdias Barbosa dos Santos e Laurita Ferreira dos Santos. Estuda na Escola Família Agrícola Santo Ângelo, em Pedro II. Participou da coletânea “Poesia e Prosa na Terra da Opala”, volumes (2007), organizada por Raimundo Silva.

SANTOS, José Bruno dos – n. 06-10-1925 - Conceição do Canindé (PI). Foi registrado como amarantino. Filho de Raimundo Carmo dos Santos e Maria Virgínia das Neves. Político, jornalista, escritor, comerciante e desportista. Técnico em Contabilidade. Fundou e dirigiu o jornal “Tribuna do Sul”, em Floriano (1973 - 1983). Foi Vereador (1959 - 1971) e Prefeito de Floriano (1971 - 1973). Elegeu-se a Deputado Estadual (1975 - 1979) e 2º suplente de deputado, convocado no período de 1982 a 1983. Presidiu a Companhia Editora do Piauí, onde criou o “Suplemento Cultural do Diário Oficial do Estado”. Dentre outros cargos, que exerceu, destaca-se o de Diretor Administrativo-Financeiro da Superintendência de Desenvolvimento do Extremo Sul do Piauí. Membro da União Brasileira de Escritores do Piauí e da Academia de Letras e Artes de Floriano e Vale do Parnaíba, tendo sido inclusive o seu presidente. É verbete do “Dicionário Biobibliográfico de Escritores Brasileiros Contemporâneos” (1998), de Adrião Neto. Bibliografia: “Transpondo Barreiras” (1995), memórias e "Crônicas para a História" (2005). Participou da “Antologia Escritores”, Volumes I e III (2000 e 2004), organizada por Tomaz Gomes Campelo.

SANTOS, José Cláudio Barbosa – n. 13-03-1976 - Lugar Mocambo, Elesbão Veloso (PI). Filho de Manoel Barbosa da Silva e Isabel Maria dos Santos Silva. Poeta e escritor. Técnico em Contabilidade. Exerceu as funções de Agente Comunitário de Saúde, Coordenador da Pastoral da Criança (em nível de paróquia), membro da diretoria local da APAE. Presidiu o Grupo de Jovens Grujobasc. Bibliografia: “Meus Sentimentos” (1995). Participou da “Antologia de Autores Elesbonenses” (1999), organizado por Maria Nilza, Celina Silva e Juraci Leite de Carvalho. É ator das peças teatrais: “A Solteirona”; “Gorgulho Zarabatana” e “Uma Família Maluca”, com a colaboração de Carmem Lúcia, Francisco das Chagas, Nonato Mendes, José Francisco, Vera Neuma e Maria Cleudimar.

SANTOS, José da Cruz de Araújo – n. 30-11-1969 - Teresina (PI). Filho de Benedito Joaquim dos Santos e Maria Antônia de Araújo Santos. Poeta. Foi dindinzeiro, camelô e comerciário. Membro da União Brasileira de Escritores do Piauí. Bibliografia: “Humildemente Simples” (2001), poemas.

SANTOS, José do Egito Fagundes dos – Filho de Antônio de Sousa dos Santos e Maria do Socorro Fagundes dos Santos. Poeta e músico ligado ao "Ônzimo" e ao GET-SESC. Atualmente, reside em Teresina. Participou da coletânea "Poemarít(i)mos" (1988), editado pela Fundação Cultural do Piauí.

SANTOS, José Ferreira dos – Veja: FERREIRA, José

SANTOS, José Lira dos – n. 02-02-1943 – Campo Maior (PI). Filho de Pedro Francisco dos Santos e Maria do Socorro Lira. Poeta popular, motorista, fotógrafo e cabeleleiro. Participa de cantorias, congressos e festivais de violeiros em Campo Maior, Teresina e outras cidades do Estado. Autor de “Amor de Pai”. Foi incluído na “Antologia dos Cantadores e Poetas Populares do Piauí” (2006), organizada por Joames.

SANTOS, José da Luz Moura – n. 22-05-1969 – Picos (PI). Filho de Pedro de Moura Jaques e Maria Pereira dos Santos. Poeta popular e repentista. Participou de cantorias, congressos e festivais de violeiros em Picos, Teresina e em outras cidades do Estado. Viajou pelo Sudeste do País, fazendo apresentações artísticas. Foi incluído na “Antologia dos Cantadores e Poetas Populares do Piauí” (2006), organizada por Joames.


SANTOS, José Lopes dos – n. 20-09-1919 - Ipueiras (CE), f.................. Filho de Oscar Lopes dos Santos e Maria Moraes Lopes. Político, professor, jornalista, cronista e historiador. Formado em Direito. Foi Secretário de Estado do Governo, Secretário de Imprensa, Secretário de Finanças e Procurador Geral da Justiça. Membro fundador do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais de Justiça. Recebeu os títulos de Cidadão Teresinense e Piauiense. Pertenceu ao Instituto Histórico e Geográfico Piauiense e à Academia Piauiense de Letras. É verbete do “Dicionário Biobibliográfico de Escritores Brasileiros Contemporâneos” (1998), de Adrião Neto. Bibliografia: "Votos e Discursos" (1972); "A Influência de Érico Veríssimo na Minha Formação Intelectual" (1976), plaquete; "Sobre Gente e Entidades" (1977); "A Eleição de Um Líder e a Consolidação de um Esquema Político" (1979); "Meu Pai, Minha Mãe" (1980); "Novo Tempo Chegou" (1983); "Política & Políticos - Eleições 1986" (1986) "Piauí: A Força do Poder Municipal" (1989); "Templos Católicos de Teresina" (1992); "A Academia e a Cadeira 27" (1995) e outros.

SANTOS, José Laurindo – n. 18-09-1943 - Campina Grande (PB). Poeta e cronista. Formado em Medicina. Médico do Hospital Pedrina Silvestre, de Guadalupe, e da Companhia Hidrelétrica do São Francisco. Presidiu o Clube CHESF. Bibliografia: “Guadalupe, a Cidade Luz do Piauí” (1987); “Guadalupe com Amor” (1988); “Mulher, Mulher” (1989); “Um Pouco de Mim” (1991) e “Guadalupe em Sociedade” (1994).

SANTOS, José Lira – n. 02-02-1943 - Campo Maior (PI). Filho de Pedro Francisco dos Santos e Maria do Socorro Lira. Motorista, fotógrafo e poeta popular. Paticipou de festivais e congressos de cantadores. Autor do cordel “Amor de Pai”.

SANTOS, José Salgado – Veja: MARANHÃO, Salgado

SANTOS, José Virgílio dos – n. 1881 - Amarante (PI), f. 1926 - Teresina (PI). Médico, farmacêutico e militar. Formado em Medicina, pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro e em Farmácia, pela Faculdade da Bahia. Trabalhou no Serviço de Clínica Médica do Instituto de Proteção e Assistência à Infância, no Rio. Estabeleceu-se em Teresina. Exerceu as atividades de Clínico Geral e Médico Parteiro, de Diretor do Asilo dos Alienados, atual Hospital Psiquiátrico Areolino de Abreu, Primeiro Tenente e médico do 25º BC. Bibliografia: “Das Hidrocefalias” (1907) – primeira obra editada no Brasil sobre o tema.

SANTOS, José Wilton – n. 10-08-1955 - Jenipapeiro, Picos, atual Francisco Santos (PI), f. 2003 - Teresina (PI). Filho de Simplício Moraes Santos e Alzira Maria dos Santos. Poeta, compositor e professor. Licenciado em Geografia. Professor da rede estadual de ensino. Foi classificado em vários concursos literários, entre os quais: primeiro lugar no Concurso Torquato Neto de Poesia, promovido pelo C. A. e Departamento de Letras da UFPI (1980); primeiro lugar no Concurso de Poesia Falada na Praça e primeiro lugar no Concurso Prêmio da Costa e Silva de Poesia, ambos promovidos pela Secretaria de Cultura do Estado (1981 e 1982). Membro da União Brasileira de Escritores do Piauí. Foi um dos fundadores da União Piauiense de Escritores. Bibliografia: "Cerca de Arame" (1979); "Diadema" (1982); "Mosaico" (1991); "Ciclo Vital" (1993), “Lente de Contato” (1995) e “Academia” (1997), poemas. Participou dos livros "Postais da Cidade Verde" (1988) e de "Poesia Teresinense Hoje" (1988), organizado por Adrião Neto.

SANTOS, Juliana Pereira dos – Contista. Em 1985, participou do V Concurso de Contos "João Pinheiro", promovido pela Fundação Cultural do Piauí. Foi incluída na antologia "Outros Contos Piauienses", com o conto "O Rei do Terreiro" (1986), Teresina. Lamentavelmente, em prejuízo da divulgação da própria autora e de sua atividade literária, a obra não apresenta dados biográficos.

SANTOS, Juvenal Evangelista dos – Poeta popular e repentista paraibana, natural da cidade de Picuí. Faleceu em 26 de dezembro de 2000, em Belém do Pará. Residiu e trabalhou em Teresina. Autor de vários cordéis, dentre os quais “O Cabeça-de-Cuia”, “Lampião em Mossoró”, “A Marcha do Mundo”, “Vida Cangaceira de Virgulino Ferreira, o Lampião”, e outros. Foi incluído na “Antologia de Cantadores e Poetas Populares do Piauí” (2006), de Joames.

SANTOS, Juraci Nunes – n. 26-09-1935 - Valença do Piauí (PI). Filho de João de Sousa Santos e Isaura Nunes Santos. Magistrado e poeta. Formado pela Faculdade de Direito do Piauí. Foi Promotor Público e Juiz de Direito em várias comarcas do interior do Estado. Atualmente, depois de ter sido titular do Juizado de Pequenas Causas, da 7ª Vara Criminal e da 1ª Vara Civel, de Teresina, é Desembargador do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí. Fundou e presidiu a Academia de Letras da Confederação Valenciana. Membro fundador da Academia de Letras da Magistratura Piauiense. Bibliografia: “Reminiscências em Versos” (1997) e “Simples Lembrança, Simples Lembrança”. Participou da “Antologia Escritores”, Volumes I e III (2000 e 2004), organizada por Tomaz Gomes Campelo.

SANTOS, Kenard Kruel Fagundes dos – Veja: KRUEL, Kenard

SANTOS, Kíria (Francisca Valquíria Santos) – Poetisa. Autora do livro de poemas “Vestígios de Solidão e Amor”, com prefácio de Herculano Moraes. Lamentavelmente, em prejuízo da divulgação do próprio autor e de sua atividade literária, a obra não apresenta dados biográficos.

SANTOS, Kleber Montezuma Fagundes dos – Veja: MONTEZUMA, Kleber

SANTOS, Lirton Nogueira – n. 03-07-1963 - Teresina (PI). Filho de Wilson de Freitas Santos e Neidja Nogueira de Freitas Santos. Magistrado, historiador, professor e escritor. Formado em Direito, pela Universidade Federal de Minas Gerais e em História, pela Universidade Federal do Piauí. Mestre em Filosofia e Teoria Geral do Direito pela Universidade Federal de Pernambuco e Pós-Graduado em História do Brasil, pela PUC-MG. Professor da UFPI e da UESPI, nos cursos de Direito. Membro da União Brasileira de Escritores do Piauí – UBE/PI e da Academia de Letras da Matgistratura Piauiense. Bibliografia: “Evolução Histórica a Cerca da Propriedade – Aspectos Sócio-Jurídicos” (1996), opúsculo. É autor de ensaios jurídicos e históricos, dentre os quais: “Considerações Sobre as Medidas Provisórias” (1997); “Os Saques de Alimentos Sob o Prisma Jurídico-Penal” (1997); “Folguedos Históricos do Piauí” (1999); “A Ação Civil Pública como Instrumento de Proteção Ambiental” (1999); “Da Necessidade de Proteção à Vida: O Princípio da Dignidade da Pessoa Humana como Paradigma para o Biodireito” (2003).

SANTOS, Luzia Maria dos – n. 01-06-1956 - Amarante (PI). Filha de Cassimiro Cardoso dos Santos e Margarida Maria dos Santos. Poetisa e professora. Formada em Pedagogia, pela Universidade Estadual do Piauí. Leciona na rede estadual de ensino do Piauí. Membro da UBE/PI. É verbete do “Dicionário Biobibliográfico de Escritores Brasileiros Contemporâneos” (1999), de Adirão Neto. Bibliografia: “Um Pássaro Cantor” (1997), poemas; “Um Pássaro Cantor II”; “Cruz Liberdade Vida” e outros.

SANTOS, Manoela Gomes – n. 30-08-1970 – Teresina (PI). Jornalista e poetisa. Formada em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Piauí. Trabalhou no Jornal do Piauí. Foi editora e redatora da revista Evidência. Bibliografia: “Transcendental, o Relicário de uma Poeta” (2008), poemas. Comentário: “Sua temática é variada e, às vezes, quase inusitada, considerando-se a poemática tradicional. Mas, sobretudo, seus poemas são líricos ou transmitem mensagens edificantes, no sentido do aprimoramento ético do homem. Dessa forma a autora escancara sua alma e dá vazão aos sentimentos que lhe são mais caros. Algumas vezes percorre a vereda da temática que poderia ser chamada de auto-ajuda, mas sem conotação pejorativa. De forma sutil, trata de temas de cunho social e político”... (Elmar Carvalho).

SANTOS, Maria do Amparo Coelho dos – Veja: COELHO, Amparo

SANTOS, Maria Valdirene – n. 16-04-1972 - Elesbão Veloso (PI). Filha de Manoel Firmo dos Santos e Ozita Soares dos Santos. Fez os curso de Pedagogia e de Técnico em Contabilidade. Cursou também Licenciatura em Letras / Português no Núcleo da Universidade Estadual do Piauí em Elesbão Veloso. Participou da “Antologia de Autores Elesbonenses” (1999), organizado por Maria Nilza, Celina Silva e Juraci Leite de Carvalho.

SANTOS, Marilde Chaves dos – Professora e escritora. É professora da Escola Municipal Alcides Lebre, da Vila da Paz, em Teresina, PI. Foi classificada em primeiro lugar, na categoria ficção, do Concurso Novos Autores, promovido em 1999, pela Fundação Cultural Mons. Chaves. Bibliografia: “Histórias de Minha Avó” (2000), livro de literatura infantil, publicado pela FCMC.

SANTOS, Pedro Alves dos – n. 05-02-1942 – Beneditinos (PI). Filho de Bibiano Antônio dos Santos e Francisca Maria da Conceição. Poeta popular, violeiro e cordelista. É mais conhecido como Pedro Bibiano. Faz apresentações em programas radiofônicos, cantorias, congressos e festivais de violeiros. Excursionou por cidades do interior do Piauí e Maranhão. É autor do cordel: “Meu Primeiro Folheto”.
Foi incluído na “Antologia dos Cantadores e Poetas Populares do Piauí” (2006), organizada por Joames.

SANTOS, Pedro Valdivino dos – n. 03-08-1932 – Guarabira (PB). Poeta popular e cordelista. Radicado no Piauí desde muito jovem. Autor de vários cordéis, dentre os quais: “História de Sebastião e Zulmira”, “Os Amores de José e Olinda” e “O Mau Vizinho, o Que Faz”. Foi incluído na “Antologia dos Cantadores e Poetas Populares do Piauí” (2006), organizada por Joames.

SANTOS, Pompílio (Pompílio Santos Filho) – n. 14-08-1930 - Fortaleza (CE). Filho de Pompílio Ferreira dos Santos e Enoi Silva Santos. Poeta bissexto e jornalista. Presidiu a União Brasileira de Escritores do Piauí. Atua na imprensa piauiense. Foi incluído na coletânea “Caminheiros da Sensibilidade” (1967), organizada por J. Miguel de Matos.

SANTOS, Raimunda Araújo dos – n. 1932 – Parnaíba (PI). Poetisa, cantora, compositora e contista. Mulher de espírito determinado. Autora do livro: “Quem não viu?” (2006), com vinte e quatro contos. A obra de temática eclética, para todos os gostos e idades, contém belas ilustrações.

SANTOS, Raimundo Barbosa dos – n. 23-03-1945 – Novo Oriente (PI). Filho de Ângelo Barbosa de Macedo e Ambrosina Soares dos Santos. Poeta popular e repentista. Faz apresentações em cantorias, festivais e programas de rádios em toda a região sul do Estado. Foi incluído na “Antologia dos Cantadores e Poetas Populares do Piauí” (2006), organizada por Joames.

SANTOS, Roberval Barbosa dos – n. 11-07-1977 - Fazenda Nova, interior do Piauí. Poeta. Estudou em sua terra natal e em outros centros culturais. Passou uma temporada em Brasília e outra em Osasco (SP), onde ingressou no movimento poético “Constelação Poética”. Atualmente, reside em Brasília. Bibliografia: “Lágrimas de um Poeta” (1999). Participou da “Coletânea de Poesias II Prêmio SESC/DF de Poesia”, editada em 2003.

SANTOS, Rosa Maria dos – Veja: KAPILA, Rosa

SANTOS, Rosângela – Poetisa, cronista, compositora, cantora e musicista parnaibana. Formada em Direito. Teve participação ativa na vida cultural Parnaíba. Atualmente, é magistrada em um dos Estados da Região Norte do Brasil. Bibliografia: "A Voz do Coração", “Gotas de Amor” e "Vida em Vitrina". Participou da coletânea "Quando a Vida Fere" (1980), em parceria com Ximenes de Melo, Batista Caldas e F. M. de Moura Júnior, com uma coleção de poemas intitulada "Exercício de Amar". Colaborou no jornal Folha do Litoral. Comentário: Rosângela Santos é uma poetisa que espalha em nosso caminho flores e cantos. A exemplo de Ruth, na Seara de Boaz, a sua colheita é fértil e vem enriquecida pelos dons da comunicação e da espiritualidade. (Celso Barros Coelho, in "Gotas de Amor", de Rosângela Santos).

SANTOS, Simeão Barbosa dos – n. 14-08-1942 - Floriano (PI). Filho de Clemente Barbosa dos Santos e Ana Ferreira dos Santos. Poeta cordelista e cantador. Autor do cordel “O Direito de Ter Direito”.

SANTOS, Valdir Soares dos – Professor e historiador. Diplomado em Licenciatura Plena em História, pela Universidade Federal do Piauí. Professor da rede pública e particular de ensino do Piauí. Diretor proprietário do Centro de Ensino do Piauí. Bibliografia: “História e Geografia do Piauí”, em parceria com Francisco Ferreira da Silva Neto.

SANTOS, Waldemar de Sousa – n. 11-12-1914 - Itainópolis (PI). Historiador, poeta, jornalista, advogado, inspetor fiscal da Delegacia Regional do Maranhão. Foi Assessor de Imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão. Diretor de Divisão de Polícia Judiciária. Pertence ao Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão. Redigiu o "Jornal do Povo", "Jornal Vanguarda", "Jornal Pequeno", "O Imparcial". Bibliografia: "Roteiro Processual" (1973); "Perfil de Ana Jansen" (1978); "Fragmentos da História do Maranhão". Tem inéditos: "Silvério dos Reis, Não Foi Traidor: O Outro Lado da História" e "Granizos", sonetos.

SANTOS, Wilna Jorge dos – n. 1983 - Poção de Pedras (MA). Poeta. Filha de Abdias Jorge e Raimunda de Jesus Santos. Reside e estuda em Teresina, onde faz curso universitário. Bibliografia: “O Lado Escuro do Amor” (2000), poemas.

SANTOS, Lázaro Venceslau – n. 10-03-1945 - Francisco Santos (PI). Filho de Wenceslau Fancisco de Carvalho e Maria do Carmo Santos. Professor e escritor. Reside no Rio de Janeiro desde 1968, onde se dedica ao magistério. Licenciado em Ciências. É professor de Física e Química da rede estadual de ensino do Rio. Foi um dos fundadores do SEPE e do PT. Membro da UBE/PI. Bibliografia: “O Mutante Urbano” (1998).

SANTOS JÚNIOR, Luiz Ayrton – n. 10-07-1962 - Teresina (PI). Filho de Luiz Ayrton Santos e Maria Carvalho Santos. Médico numismata, professor e escritor. Formado pela Faculdade de Ciências Médicas, da Universidade de Pernambuco (1984). Fez Residência Médica na Universidade de Pernambuco e na UNICAMP, Campinas – SP (1987). Cursou Pós-Graduação na Clínica Planas, Barcelona – Espanha (1991) e no Instituti di Tumori di Milano, Milão – Itália (2000). Fez Mestrado na Universidade de São Paulo, USP (1997) e o Doutorado na Universidade Federal de Pernambuco, Recife (2004). Membro da Associação Piauiense de Numismática, da Academia de Medicina do Piauí, da Sociedade Brasileira de Escritores Médicos, Sociedade Brasileira de História da Medicina e de outras instituições científicas e de classe, tais como da Sociedade Brasileira de Mastologia (fundador e ex-presidente reg. Piauí), Sociedade Brasileira de Pesquisa em Cirurgia (fundador e vice-pres. reg. PI), Sociedade Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia na Infância (fundador), Associação Piauiense de Medicina, Sociedade Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia (reg. PI), International College of Surgeons, Sociedad Latino-Americana de Imagene Mamaria, Senology International Society, American Breast Diseases Society, Sociedad Española de Senologia e Patologia Mamária. É Coordenador do Curso de Medicina da FACID e Professor da Faculdade de Ciências Médicas da UESPI. Bibliografia: “Fisiologia e Patologia da Lactação” (org.). Participou da Mostra Visual de Poesia Brasileira, Rio de Janeiro, 1986, 1987 e 1988. Biogalênica, Natal, 1995; “Atividades Científicas da Sociedade Brasileira de Mastologia” (org.), Novartis, São Paulo, 1997; “Mastologia em Questões”, Ed Atheneu, Rio de Janeiro, 1998; “A Mama no Ciclo Gravídico-Puerperal”, Ed. Atheneu, São Paulo, 2000; “História da Medicina no Piauí” (org.), Academia de Medicina do Piauí, 2003; “O Branco da Maçã e um Lapso”, poemas e “Objeto Presença”, poemas. Tem 26 capítulos em livros de medicina no Brasil, 6 folders sobre patologia mamária e 46 temas livres em trabalhos de pesquisa médica. Também é autor de: “Avaliação do Grau Nuclear da Célula Maligna da Mama como Parâmetro de Atividade Proliferativa” e “Tumoral: Comparação com a Expressão do Antígeno Nuclear de Proliferação Celular” (dissertações de mestrado); “A Ação Quaternária no Atendimento a Portadores de Câncer de Mama” (monografia da especialização) e “Azul Patente e Agulhamento em Biópsias Mamárias Infraclínicas” (tese de doutorado).

SANTOS NETO, Antônio Fonseca dos – Veja: FONSECA NETO

SANTOS NETO, Isaac – n. 09-12-1962 - Francisco Santos (PI). Filho de Simplício Moraes Santos e Alzira Maria dos Santos. Poeta, jornalista e líder sindical. Reside em Recife desde 1979, onde fez parte de seus estudos e atua no movimento sindical dos servidores públicos federais de Pernambuco. Entre outras atividades literárias, participou do Canto Geral da Unicamp, do Grupo Proezias e da Primeira Caminhada Poética de Recife. Bibliografia: “Íbis” (1985), lançado no planalto central, em parceria com Fernando Varão e Ataíde Felício; “Entre Uma Tarde e Outra” (1996), lançado em Teresina, com o apoio da Fundação Cultural Mons. Chaves e do Sindicato dos Servidores Públicos Federais do Estado do Piauí.

SARAIVA, José de Arimatéia Alves – n. 21-12-1951 - Bertolínia (PI). Engenheiro Agrônomo e poeta. Gerente operacional de mercado, da CEASA/PI e gerente administrativo, da CLAVEPI. Bibliografia: "Canto da Avenida" (1981).

SARAIVA, Marion (Maria de Jesus Saraiva Monteiro) – n. 07-12-1902 - Campo Maior (PI), f. 13-08-1968 - Campo Maior (PI). Professora, historiadora, poetisa, contista, pesquisadora e pintora. Cantora sacra de invejável formação religiosa. Lecionou nas principais escolas de sua terra. Colaborou muitos anos com o jornal "A Luta" e com outras publicações locais. Tem poemas publicados no livro "Geração Campo Maior - anotações para uma enciclopédia" (1995), de Reginaldo Lima.

SARMENTO, Casimiro José de Moraes – n. 13-08-1813 - Oeiras (PI), f. 10-02-1860 - Paris (França). Filho de Leôncio Joaquim de Moraes e Raimunda Pereia da Silva. Foi o primeiro piauiense a receber o grau de doutor em Direito. Político, jornalista, professor e escritor. Foi professor da Escola Militar e da Escola de Aplicação do Rio de Janeiro. Presidiu as Províncias do Rio Grande do Norte e do Ceará. Elegeu-se deputado à Assembléia Legislativa do Rio Grande do Norte, várias vezes. Bibliografia: “Anotações à Constituição do Império”; “Opúsculo sobre Educação Física dos Menores” (1858). Traduziu: "Elementos de Direito Político" (1842); "Da Solidão" (1842); "Compêndios de História Sagrada por Perguntas e Respostas" (l847) e “Compêndio de Direito Público”.

SARMENTO, Deodoro de Moraes – Poeta e beletrista piauiense. Foi servidor da Secretaria da Fazenda do Estado do Piauí. É descendente, em linha dereta, do professor e escritor Cassimiro de Moraes Sarmento, que presidiu as Províncias do Rio Grande do Norte e Ceará. Participou da "Antologia de Sonetos Piauienses” (1972), de Félix Aires, com o soneto "A Pedra".

SCHMIDT, Frederico M. – Botânico e pesquisador. Realizou estudos no Piauí. Bibliografia: “Fatores Ecológicos e Meios de Acomodação dos Vegetais, Observados no Piauí” (1936). Lamentavelmente, em prejuízo da divulgação do próprio autor e de sua atividade literária, a obra não apresenta dados biográficos.

SCHWEENHAGEN, Ludwig – Cientista, etnólogo e pesquisador autríaco, falecido em Viçosa (CE). Realizou pesquisas pelo Brasil. Em 1927, lecionou Latim, História e Filosofia, no Liceu Piauiense. Em seu livro "Fenícios no Brasil - Antiga História do Brasil de 1.100 a.C. a 1.500 d.C.", editado em 1928, refere-se ao Centro Nacional Religioso de Sipanga (Sete Cidades), asseverando que há mais de 2.000 anos os fenícios estiveram ali, cuja porta de entrada teria sido o porto da Pedra do Sal.

SEKEFF, Cristiane – n. 10-10-1971- Teresina (PI). Graduada em Comunicação Social, com habilitação Jornalismo, pela Universidade Federal do Piauí (UFPI). É mestre em Ciências da Comunicação, pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS / São
Leopoldo-RS). Tem larga experiência em telejornalismo tendo trabalhado nas afiliadas das redes de televisão Globo, SBT, Bandeirante e
Record, em Teresina-PI, desempenhado as funções de repórter, editora,
editora-chefe, produtora, apresentadora e âncora. Também teve passagem pela
Rede Globo Nordeste, em Recife-PE, como repórter. É docente do ensino superior. Lecionou na Universidade Estadual do Piauí (UESPI) e na Faculdade
Santo Agostinho. Atualmente (2005) é professora exclusiva da Faculdade Santo Agostinho. Exerce o cargo de Diretora da Unidade de Jornalismo da Coordenadoria de Comunicação Social do Governo do Piauí. É responsável pela condução das atividades
jornalísticas do Portal de Notícias Acessepiauí, que fundou em janeiro de
2004. Bibliografia: “Telejornal: do Processo ao Produto” (2005).

SENA, Wagner da Rocha – n. 30-03-1938 - Luzilândia (PI). Professor universitário, gramático e conferencista. Licenciado em Letras, pela UFPI e Mestre em Letras pela PUC/RJ. Professor de Português na antiga Faculdade de Filosofia do Piauí. Professor de Português e Latim, na Universidade Federal do Piauí, já aposentado. Professor de Português e Didática em cursos do MEC. Professor particular de Português por mais de 25 anos. Professor em colégios de Teresina. Treinou funcionários públicos e novos mestres. É verbete do “Dicionário Biobibliográfico de Escritores Brasileiros Contemporâneos” (1998), de Adrião Neto. Bibliografia: "Contribuição ao Estudo da Norma Culta Escrita do Português do Brasil" (PUC, Rio, 1986), tese. Publicou diversos artigos em Teresina e no Rio de Janeiro, sobre Língua e Literatura. Colaborou com a revista "Cadernos de Teresina".

SEQUEIRA, Fernando Manoel Ribeiro Melo – Veja: NAMPULA

SETÚBAL, Aglair Alencar – n. 22-06-1946 - Crateús (CE). Professora e pesquisadora. Graduada em Serviço Social. Especialista em Serviço Social, pela OEA, curso realizado em Buenos Aires - Argentina. Mestra em Serviço Social, pela Universidade Federal da Bahia e Doutora em Serviço Social, pela PUC, em São Paulo. Bibliografia: “Serviço Social: Utopia e Realidade” (1995); “A Interrelação da Pesquisa com o Estágio Supervisionado: Uma proposta metodológica para o agir profissional” (1995); “Alguns Aspectos da História do Serviço Social no Brasil”(in Serviço Social e Sociedade, 1983); “Aproximações Conceituais à Categoria de Identidade no Contexto da Filosofia de Leibniz e Hegel” (in Serviço Social e Sociedade, 1992); “Serviço Social – Identidade e Alienação” (in Serviço Social e Sociedade, 1993) e outros.

SETÚBAL, Sônia (Sônia Maria Setúbal da Cunha e Silva) – n. 15-05-1946 - Amarante (PI). Filho de Francisco da Cunha e Silva e Ivone Setúbal e Silva. Poetisa e dramaturga. Tem curso de Direção Teatral. Sócia da UBE/PI. Coordenou o Projeto Petrônio Portela. Publicou trabalhos nos jornais de Teresina e na revista Presença. Bibliografia: "Ser Não Ser", poemas; "Em Tempo de Amor", novela; "Os Três Porquinhos"; "Lampião no Inferno", peças, e "A Volta do Reizinho Mandão", peça teatral.

SETÚVAL, Carlos Alberto Rodrigues – n. 24-10-1948 – Pilão Arcado (BA). Filho de Francisco Rodrigues Setúval e Lindáura Bandeira Setúval. Professor e historiador. Cursou Licenciatura Plena em História, pela Universidade Estadual do Piauí. Pós-graduação em Ensino, na FAP. Cursa Pós-graduação em História Geral na INTA, em Crateús (CE). Professor da rede pública municipal e estadual de ensino em Bom Jesus, onde também foi gestor de uma região englobando nove escolas e vereador. Bibliografia: “Evolução Política do Município de Bom Jesus” (1999). Tem inédito: “Bom Jesus nos Caminhos da História”.

SEVERO, Francisco José – n. 25-06-1976 - Teresina (PI). Poeta. Estudou Eletrotécnica, na Escola Técnica Federal do Piauí. Membro fundador da Aliança Amicus. Participou da coletânea “Textos em Poesia e Prosa” (1994), da Aliança Amicus.

SICSÚ, Benjamin – n. 1950 – Espanha. Naturalizou-se brasileiro. Formado em Engenheiro Civil, pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP). Fez curso de mestrado em Administração de Empresas, na Coppe/UFRJ. Atua na área ambiental. Exerceu o cargo de ministro e foi secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio. Atual vice- presidente de Novos Negócios para a América Latina da Samsung Eletronics. Participou do livro-álbum: “Parnaíba de A a Z Guia Afetivo” (2008), organizado por José de Nicodemos Alves Ramos.

SILVA, Adalgisa Paiva – Veja: PAIVA, Adalgisa

SILVA, Agesilau Pereira da – n. 1864 - Valença do Piauí (PI), f. 26-01-1913 - Manaus (AM). Advogado, político e jornalista. Formado em Direito, em Recife. Foi chefe de Polícia, professor do Liceu Piauiense, Deputado à Assembléia Geral e presidente da Província do Amazonas. Representou o Piauí na Assembléia Legislativa Estadual. Bibliografia: "Razões sobre Cessão do Crédito Hipotecário"; "Razões - Questão Manoel Felício versus Estado do Amazonas"; "Discursos" e outros.

SILVA, Abdias – n. 22-10-1918 - Campo Maior (PI), f. 13-05-2006 – Brasília (DF). Jornalista e cronista. Estudou no Grupo Escolar Valdivino Tito, em sua terra natal, e no Liceu Piauiense. Começou sua trajetória jornalística no jornal “O Tempo”. Com o apoio de Érico Veríssimo, mudou-se para Porto Alegre, onde começou a trabalhar na mesma revista em que Érico trabalhava. Depois, trabalhou no “Correio do Povo” e no “Jornal do Brasil”, sucursal de Porto Alegre. Transferindo-se para Brasília em 1967, trabalhou junto ao velho amigo e companheiro de Liceu, Carlos Castelo Branco, a quem substituía na “Coluna do Castelo”, nas férias e nos eventuais impedimentos do titular. Participou da coletânea “Crônicas de Sempre”, de Adrião Neto (1995).

SILVA, Aerton Charles Araújo e – n. 04-04-1978 - Teresina (PI). Poeta. Filho de Maria da Conceição Araújo. Poeta e desenhista. Freqüentou o Curso de Educação Artística da Universidade Federal do Piauí. Quando tinha apenas 10 anos, foi classificado em 1º lugar num concurso de desenho. É membro da União dos Escritores do Itararé - UEI. Participou da “Antologia Urbana” (2000), poemas, editada pela UEI.

SILVA, Alberto Tavares – n. 10-11-1918 - Parnaíba (PI). Filho de João Carvalho de Tavares e Silva e Evangelina Rosa e Silva. Engenheiro elétrico e mecânico. Político e professor. Foi prefeito de Parnaíba, por duas vezes, deputado estadual, governador do Piauí, por duas vezes, e senador da República, por duas legislaturas. Exerceu o mandato de deputado federal. Presidiu a Companhia de Eletricidade do Ceará. Foi diretor-superintendente da Estrada de Ferro Central do Piauí, Coordenador do Polonordeste e presidente da Empresa Brasileira de Transportes Urbanos - EBTU. Pertence à Academia Piauiense de Letras e à Academia Parnaibana de Letras. Lecionou na Universidade Federal do Ceará. Conselheiro da República. Bibliografia: "Alguns Livros Piauienses" (1987) e "Três Momentos Culturais" (1987).

SILVA, Aluízio Ribeiro da – Piauiense. Bibliografia: "Cooperativismo" (1973), editado em Teresina, através do Serviço de Assistência ao Cooperativismo. Lamentavelmente, em prejuízo da divulgação do próprio autor e de sua atividade literária, a obra não apresenta dados biográficos.

SILVA, Anísio de Abreu Pereira da – n. 09-01-1923 - Teresina (PI). Bacharel em Direito. Bancário, poeta, contista, letrista e musicista. Foi um dos fundadores do Clube dos Novos. Autor das letras "Tempo de Mudança" e "Menino de Rua". Bibliografia: "Rosa Aldeã". Participou da "Antologia de Sonetos Piauienses” (1972) de Félix Aires.

SILVA, Andrews Robson Marcelino da – n. 16-06-1983 – Caruaru (PE). Poeta. Radicado em Picos (PI). Membro fundador da União Picoense de Escritores. Participou da “Antologia Upeana I” (2005), editada pela União Picoense de Escritores.

SILVA, Antonino Freire da – n. 10-05-1876 - Amarante (PI), f. 16-09-1934 - Teresina (PI). Filho de Francisco Rodrigues da Silva e de Carolina Freire da Silva. Engenheiro civil, político, jornalista e professor. Professor e diretor do Liceu Piauiense. Foi diretor de Obras Públicas, Terras e Colonização do Estado e Chefe de Polícia. Foi deputado federal, senador da República, vice-governador e governador do Estado do Piauí. Sócio fundador do Instituto Histórico e Geográfico Piauiense. Fundou o Jornal "A Pátria". É patrono de uma das Cadeiras da Academia Piauiense de Letras. Bibliografia: "Limites entre os Estados do Piauí e do Maranhão" (1907) e "Limites do Piauí" (1921).

SILVA, Antônio Carlos Fernandes da – n. 09-11-1945 - São João dos Patos (MA). Filho de João Fernandes da Silva e Zuleide Fernandes da Silva. Poeta e bancário. Formado em Letras, pela Universidade Federal do Piauí. Trabalha no Banco do Brasil, em Teresina. Sócio da UBE/PI. Bibliografia: "Pétalas Negras" e "Noite Eterna" (1968). Participou das coletâneas "Poesia Teresinense Hoje" (1988) e “Momentos Poéticos”.

SILVA, Antônio da Cruz – n. 02-05-1967 – Lugar Espinheiro, município de Demerval Lobão (PI). Filho de Francisco Félix da Silva e Maria Natividade Silva. Estudou em sua terra natal e em Teresina. Estudou Pedagogia. Poeta, compositor e cantor gospel. Foi incluído na “Antologia dos Cantadores e Poetas Populares do Piauí” (2006), organizada por Joames.

SILVA, Antônio Gomes da Silva – n. 17-09-1956 – Filho de Eurípedes Pedro do Nascimento e Maria Gomes da Silva. Radicado no Piauí. Participa de cantorias e faz apresentação em rádios, festivais, praças e residências em Teresina e em outras cidades do Estado. Gravou CDs em parceria com os poetas Antônio Raimundo, João Andrade e Chico Chaves. Foi incluído na “Antologia dos Cantadores e Poetas Populares do Piauí” (2006), organizada por Joames.

SILVA, Antônio Ivan e – n. 10-11-1958 - Umari (CE). Filho de Francisco Rodrigues Monteiro e Ivone Monteiro e Silva. Formado em Ciências Jurídicas e Sociais, pela Universidade Federal da Paraíba. Foi professor em Cajazeiras, João Pessoa (PB) e em Paulistana (PI). Exerceu a função de advogado da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Piauí. Em 1983, ingressou no Ministério Público do Piauí. Como Promotor de Justiça, atuou nas comarcas de São Miguel do Tapuio, Paulistana, Conceição do Canindé, Simões, Valença do Piauí, Pimenteiras, Bocaina e Picos. Em 1997, foi promovido para o cargo de Procurador de Justiça. Em 1988, na qualidade de Subprocurador de Justiça, assumiu a Procuradoria Geral por 45 dias. Em 2000, foi empossado no cargo de Procurador Geral de Justiça do Estado do Piauí, com mandato até 22-11-2002, sendo reconduzido por mais dois anos, com término em 22-11-2004. Poeta e maçon. Dentre outras honrarias, detém os títulos de cidadão honorário de Paulistana, Picos e Teresina, a Comenda da Ordem Estadual do Mérito Renascença do Piauí, no grau de Oficial, bem como o Diploma de Amigo Judiciário da Polícia Militar do Estado do Piauí. Bibliografia: “Doçuras” (2004), cordel; “Substâncias” (2004), poemas e “Pareceres Jurídicos” (2004). Participou da “Coletânea Ilustrada de Escritores” (2004), organizada por Pedro Costa. Tem vários trabalhos inéditos. Colabora com a revista “De Repente”.

SILVA, Antônio Luís e – n. 1880 - Jerumenha (PI), f. 1903 - Teresina (PI). Poeta. Residiu em Teresina. Foi incluído na "Antologia de Sonetos Piauienses”, de Félix Aires (1972). Deixou inédito um livro de poesia.

SILVA, Antônio de Pádua Marques – Veja: MARQUES, Antônio de Pádua

SILVA, Antônio Raimundo – Ver: RAIMUNDO, Antônio

SILVA, Antônio Santana e – n. 19-12-1935 - Oeiras (PI), f. 23-11-1993 - Teresina (PI). Ator, teatrólogo e diretor de teatro. Em 1950, passou a participar do movimento estudantil teresinense, ministrando técnicas teatrais a um grupo experimental de teatro. Dirigiu o Serviço Municipal de Teatro e o Serviço de Teatro do Estado do Piauí. Em 1958, integrando um grupo formado por Carmélia Carneiro, Edmar Santana, Expedito Medeiros, Helena Veras, Juscelino Santana, Leão Sombra do Norte, Teresinha Caddah e outros, participou do I Festival Nacional de Teatro Estudantil, realizado em Recife, Pernambuco. Criou o Grupo Experimental de Teatro. Em 1968, dirigindo o Grupo de Teatro Estudantil Teresinense, participou do V Festival Nacional de Teatro de Estudantes, com a peça “Auto do Lampião no Além”, de Gomes Campos, realizado no antigo Estado da Guanabara, de onde saiu com o troféu “Negrão de Lima”, de autor revelação. Dentre as peças que dirigiu destacamos “...E o Toró”; “Pluft, o Fantasminha”; “A Caminho do Gólgota”; “A Canção Dentro do Pão”, “Barco sem Pescador”; “A Construção”; “Eu Chovo, Tu Choves, Ele Chove” e “A Quinta Noite da Madame”. Escreveu as peças “Veredicto” e “A Vingança do Dr. Freedon”. Dentre os atores que figuraram nas peças que dirigiu, nominamos Leão Sombra do Norte, Felipe Amorim, Odilon Pinto, Tetê Lobão, Arlete Elvas, Lima Dourado, Murilo Couto, Isis Baião, Chico Bento, Ariosvaldo Alencar, João Vasconcelos, Ana Maria Rego, Expedito Medeiros, Climério Lima, Chico Figueiredo, Janete França de Oliveira, Jackson Moreira, Francisco Amorim, Jairo Gustavo, Gonçalo Porto, Osvaldo Lemos, Marlene Vasconcelos, João Campos, Leni Campos, Gonzaga de Almeida e Vera Leite.

SILVA, Antônio Soares da – n. 21-11-1903 - Lugar Pau D’arco, Valença do Piauí (PI). Filho de Ricardo Soares da Silva e Ana Antônia Soares da Silva. Professor, gramático e magistrado. Formado em Direito, pela Faculdade de Direito do Ceará, por onde, também, recebeu o grau de Doutor. Foi professor de Português, oficial de gabinete do secretário de Interior e Justiça e secretário geral do Tribunal de Justiça do Ceará. É verbete do “Dicionário de Literatura Cearense” (1987), de Raimundo Girão e Maria da Conceição Sousa. Bibliografia: "A Função de Punir e a Eficácia da Pena" (1936), tese, e "Português sem Auxílio de Professor".

SILVA, Antônio Xavier da – n. 26-01-1973 - Lugar Boa Vista, Elesbão Veloso (PI). Filho de Benedito Ferreira da Silva e Edith Xavier da Silva. Poeta e compositor. Fez Curso de Letras / Português, no Núcleo Universitário da Universidade Estadual do Piauí. Bibliografia: “Enquanto a Cidade Dorme eu Expresso Meus Sentimentos” (1999) e “Chão de Minha Infância”. “Participou da “Antologia de Autores Elesbonenses” (1999), organizada por Maria Nilza, Celina Silva e Juraci Leite de Carvalho.

SILVA, Antônio Wilson Alvarenga da – n. 13-10-1968 - Campo Maior (PI). Poeta, professor e estudante de Letras, na UESPI. Leciona na rede particular de ensino da capital. Participou da coletânea “Florilégio”, (1995).

SILVA, Antônio Valberto Pereira da – n. 1946 - Teresina (PI). Padre, poeta e escritor. Formado em Filosofia. Foi diretor técnico operacional da Fundação Cultural "Osiris dos Santos", em Palmas, Tocantins. Bibliografia: "Jovem! Medita...", poemas, e "A Super Valorização da Mente", livro em que o autor espera que os leitores descubram através da meditação a essência de Deus, que está dentro de cada um.

SILVA, Armando Gomes da – n. 04-12-1924 - Amarante (PI). Filho de Antônio Gomes da Silva e Maria Castro e Silva. Advogado, bancário e poeta. Bacharel em Ciências Jurídicas e Socais, e em Administração de Empresas. Foi Assessor da Carteira de Desenvolvimento, do Banco do Estado do Acre e, posteriormente, funcionário do Banco do Brasil, onde se aposentou. Em Teresina, onde residiu por largos anos, elegeu-se 2º Tesoureiro do Clube dos Diários, Presidente da AABB por seis mandatos e Superintendente da Federação Nacional das APAES. Reside em Brasília (DF). Bibliografia: “Regeneração” (2005), poemas.

SILVA, Augusto Ewerton e – n. 23-12-1862 - Campo Maior (PI), f. 1939 - Teresina (PI). Magistrado, professor, poeta e jornalista. Foi Promotor Público, Juiz de Direito em São Raimundo Nonato, Barras, União, Floriano e Amarante. Desembargador. Presidiu o Tribunal de Justiça do Piauí. Em Floriano, fundou o Hospital São Vicente de Paula. É verbete do livro “Geração Campo Maior - anotações para uma enciclopédia” (1995), de Reginaldo Gonçalves de Lima e do “Dicionário Histórico Biográfico Piauiense”, de Wilson Carvalho Gonçalves. Foi incluído na "Antologia de Sonetos Piauienses” (1972), organizada por Félix Aires, onde está inserido o seu soneto "Excerto".

SILVA, Aurilene Andrade da – n 18-09-1976 – Miracema do Norte, norte de Goiás, atual Tocantins (TO). Professora e poetisa. Viveu parte de sua infância em São Geraldo do Araguaia (PA), de onde migrou para Teresina. É formada em Licenciatura Plena em Letras – Português, pela Universidade Estadual do Piauí. Atua no magistério piauiense. Bibliografia: “Floresta Fantasia” (2006).

SILVA, B. – (José Bernardo Pereira da Silva) – n. 20-11-1956 - Araioses (MA). Jornalista, radialista, professor e poeta. Trabalhou como apresentador da “TV Delta” e como redator, locutor e apresentador de programa da Rádio Educadora de Parnaíba. Foi contemplado com o título de “Cidadão Parnaíbano”. Leciona na rede estadual de ensino. Participou da antologia poética "Salada Seleta".

SILVA, Benedita Nonata da – n. 11-10-1920 - Lugar Baluarte, Elesbão Veloso (PI). Filha do coronel Antônio Teixeira e Luzia Nonata da Silva. Poetisa. Foi costureira e proprietária de um pensionato. Catequista, membro do Apostolado da Oração. Realizou vários encontros religiosos em Elesbão Veloso e em várias localidades. Participou da “Antologia de Autores Elesbonenses” (1999), organizado por Maria Nilza, Celina Silva e Juraci Leite de Carvalho.

SILVA, Camila Maria da – n. 16-09-1939 - Francisco Santos (PI). Licenciada em Pedagogia e em Letras, pela Universidade Federal do Piauí. Especializou-se em Educação. Professora do Ensino Básico e diretora de escola pública em sua terra natal. Professora de Língua Portuguesa nas escolas Vidal de Freitas e Padre Marcos, em Picos, onde, também, exerceu a Coordenação de Polivalência do Complexo Escolar. Foi Diretora da Regional e Coordenadora Municipal de Ensino Noturno. Sócia da União Picoense de Escritores. Bibliografia: “Emoções Evolutivas” (2000). Participou da “Antologia Upeana I” (2005), editada pela União Picoense de Escritores.

SILVA, Carlos Alberto – n. 25-01-1961 - Miguel Alves (PI). Filho de Raimundo Nonato Silva e Maria da Soledade C. da Silva. Poeta. Membro da União Brasileira de Escritores do Piauí. Bibliografia: “Três Tempos” (1981), poesias.

SILVA, Clara de Mello e – n. 23-08-1993 - Teresina (PI). Filha do humorista João Cláudio Moreno e Patrícia Melo. Com um ano de idade, passou a residir no Rio de Janeiro. Estuda no Colégio Santo Inácio. Faz ballet clássico e sapateado, no Liceu do Botafogo. Estudou informática. Bibliografia: “As Maluquices do Papai” (2003). A obra ilustrada pela própria autora, narra algumas das peripécias do pai.

SILVA, Claucimar Alves da Silva – n. 23-01-1971 - Timon (MA). Filho de Francisco das Chagas Alves da Silva e Maria das Dores Ferreira da Silva. Poeta. Tem curso de Contabilidade e de Auxiliar de Enfermagem, ambos em nível de 2º grau, feitos em Teresina. Membro da UBE/PI. Foi locutor e chapista. Trabalhou como lavador de carros. Bibliografia: “O Poeta do Amor” (1999), “Revelações” (2000), poemas e outros.

SILVA, Cleânia de Sales – Piauiense, de Picos. Filha de Lista (pai) e Letícia. Formada em Pedagogia, com Habilitação em Magistério, pela Universidade Estadual do Piauí. Especializou-se em Psicopedagocia Escolar, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e em Adminstração Educacional, pela Universidade Estadual do Ceará. Mestra em Educação, pela UFPI e Doutoranda em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Professora universitária, em Teresina. Bibliografia: “Construtivismo, Representações e Práticas do Professor” (2004). Dentre seus trabalhos, um deles: “Representações Sociais de Construtivismo e Processos de Formação: Um Estudo com Professores do Ensino Fundamental de Teresina (Brasil)”, consta como um dos capítulos do livro – “La Formtion des Enseignants au Regard de la Recherche”, editado pela Universidade de Lisboa (Portugal).

SILVA, Cosme Damião e ­– n. 27-09-1944 – Itaueira, PI. Filho de Joaquim Palitó e Jacinta Soares da Silva. Professor e escritor. Licenciado em filosofia com habilitação em psicologia e história pela Universidade Estadual do Ceará (UECE); Pós-graduado em filosofia clínica pela UECE em parceria com institudo paketer do Rio Grande do Sul com especialização na pesquisa teórica da filosofia clínica; Pós-graduado pela fundação Universidade Vale do Acaraú com especialização em psicopedagogia clínica e institucional; psicanalista e professor de Psicologia e história no ensino fundamental e médio da rede pública do Estado e Município de Fortaleza; Atualmente tem participado de várias entrevistas e debates na televisão e no rádio com uma variedade de temas educacionais; tem vários artigos publicado no Diário do Nordeste com vários temas; É palestrante e conferencista de vários transtornos de aprendizagem na área da psicopedagogia das dificuldades de aprendizagem; É autor de vários livros “Porque a criança e o Adolescente não aprendem”, Desejos e fantasias sexuais dos homens, história e cultura afro-Brasileira e indígena, historia do Ceará, Geografia do Ceará, faz parte da equipe interdisciplinar de psicologia, psicopedagogia e fonoaudiologia do Sindicato dos Professores do Estado e Município (APEOC) e psicanalista particular; Organizador da I CONFERÊNCIA ESTADUAL SOBRE DIFICULDADE DE APRENDIZAGEM; ex-gestor dos cursos de Pós-Graduação latu Sensu, Mestrado e Doutorado do polo de educação na modalidade á distância  em Fortaleza pelo Instituto Signorelli. Colunista de educação do Jornal Popular Antônio Bezerra Fortaleza-CE. 

SILVA, Da Costa e (Antônio Francisco da Costa e Silva) – n. 23-11-1885 - Amarante (PI), f. 29-06-1950 - Rio (RJ). Filho de Rodolfo Hermógenes da Costa e Silva e Veneranda Angélica de Oliveira Silva. Poeta, jornalista e crítico literário. Príncipe dos Poetas Piauienses. Bacharel em Direito. Alto funcionário do Ministério da Fazenda. É considerado o maior poeta piauiense de todos os tempos. Foi cognominado "Poeta da Saudade". Como Delegado Fiscal do Tesouro Nacional, atuou em Manaus, no Rio Grande do Sul e São Paulo. Escreveu para jornais e revistas de vários Estados. Foi redator do Suplemento Literário do "Diário de Notícias", de Porto Alegre. Autor da Letra do Hino do Piauí. Pertenceu à Academia Piauiense de Letras. Bibliografia: "Sangue" (1908); "Elogio dos Olhos"; "Poema da Natureza"; "Clepsidra"; "Zodíaco" (1917); "Verhaerem" (1917); "Pandora" (1919); "Verônica" (1927) e "Alhambra" (1925/1933). Foi incluído no "Antologia Poética Piauiense" (1989), organizada por J. Miguel de Matos, na "Antologia de Sonetos Piauienses” (1972) e na coletânea “Os Mais Lindos Sonetos Piauienses” (1940), ambas organizadas por Félix Aires e em dezenas de outras antologias. Comentário: Da Costa e Silva dá a cada idéia o ritmo que lhe é próprio, valendo-se de uma técnica tão firme e cheia de recursos que a música se desdobra em onomatopéias de uma rara felicidade. (Carlos Meneses, in "Zodíaco", inserido na revista "Da Costa e Silva e a Crítica Literária, UFPI/CNPQ).

SILVA, David Ferreira da – n. 13-01-1952 - Novo Oriente (PI). Filho de Luís Ferreira da Silva e Maria Alves Ferreira. Bancário e poeta. Funcionário da Caixa Econômica Federal, em Teresina, PI. Formado em Pedagogia, pela Universidade Federal do Piauí, com Especialização em Orientação Educacional. Foi premiado em concursos de poesia promovidos pela Associação do Pessoal da Caixa. Colabora com a Revista De Repente. Participou da “Coletânea Ilustrada de Escritores” (2004), coordenada por Pedro Costa. Tem participação em outro livro de poemas.

SILVA, Demerval Pereira da – n. 05-01-1962 - Teresina (PI). Filho de Henrique Pereira da Silva e Maria Vieira da Silva. Poeta. Curou Contabilidade e iniciou o Curso de Direito. Funcionário da Câmara Municipal de Teresina. Foi diretor do Departamento de Presídio do Estado do Piauí. Dirigiu a Colônia Agrícola Major César de Oliveira. Fez parte do Conselho Penitenciário do Estado e da Comissão Técnica de Classificação da Secretaria de Justiça e da Cidadania. Pertenceu ao Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente. Exerceu os cargos de Secretário Executivo do Instituto de Previdência dos Parlamentares de Teresina, Diretor Administrativo da Empresa Teresinense de Processamento de Dados, Coordenador do Núcleo de Administração Municipal de Nazária (Sub-prefeitura), Assessor Parlamentar da Câmara Municipal de Teresina e Assessor Especial na Prefeitura Municipal de Teresina, durante cinco gestões administrativas. Membro da União Brasileira de Escritores do Piauí. Bibliografia: “Ousando Ser Útil” (1999), poesia e “Tudo Vale a Pena Quando a Alma não é Pequena” (2007).

SILVA, Diana Maria da – Poetisa parnaibana. Licenciada em Pedagogia/Magistério, pela Universidade Federal do Piauí / Campus Reis Veloso, em Parnaíba. Participou da coletânea “Pedagogiando a Poesia” (1993). Lamentavelmente, em prejuízo da divulgação da própria autora e de sua atividade literária, a obra não apresenta dados biográficos.

SILVA, Djacilda Maria da – Poetisa. Autora do livro de poemas “Reflexões sobre a vida”. Lamentavelmente, em prejuízo da divulgação da própria autora e de sua atividade literária, a obra não apresenta dados biográficos.

SILVA, Djalma Nonato da – n. 27-09-1921 - Floriano (PI). Professor e poeta. Licenciado em História. Tem curso de Literatura Brasileira, promovido pelo SENAC/SP. Foi professor e diretor de escola no Piauí, Maranhão e Goiás. Lecionou na Faculdade de Ciências em Anápolis. Entre outros cargos que exerceu, foi Superintendente de Assuntos Culturais da Secretaria de Educação e Cultura de Goiás, Coordenador de Planejamento Setorial, na Secretaria de Planejamento e Coordenação de Goiás, Assessor de Gabinete da Secretaria de Governo e da Secretaria de Educação e Cultura. Membro do Conselho Estadual de Educação de Goiás. Pertence à UBE/GO, a Arcádia Goiana de Cultura e à Academia Anapolitana de Filosofia, Ciências e Letras. Colaborou em jornais do Piauí, do Maranhão e de Goiás. É verbete dos livros “Estante do Escritor Goiano”, do Serviço Social do Comércio; “Estudos Literários de Autores Goianos” (1995), “Escritores de Goiás” e do “Dicionário Biobibliográfico de Goiás” (1999), todos de Mário Ribeiro Martins. Bibliografia: "Oração de Paraninfo" (1957); "Califórnia: Ida e Volta" (1980); "Pátria e Educação"; “Legislação do Ensino em Goiás” (1983); “Louvação/Amigos” (1993). Comentário: Mestre autêntico, dotado de inexauríveis conhecimentos que o fazem repousar na tranqüilidade da perfeição de suas composições literárias. (Geraldo Freitas da Silva, in “Horizontes Goianos”).

SILVA, Edmundo Moreira da – n. 15-02-1957 - Oeiras (PI). Jornalista e contista. Freqüentou a primeira turma do Curso de Comunicação Social, da UFPI. Trabalhou em quase todos os jornais de Teresina e na então Secretaria de Comunicação do Estado do Piauí. Foi editor do jornal "O Dia" e do "Jornal do Piauí". Participou do III Concurso de Contos "João Pinheiro". Foi incluído na Coletânea "Novos Contos Piauienses" (1984), com o conto "Pé de Pano".

SILVA, Elias de Oliveira e – n. 15-02-1897 - Piripiri (PI), f. 15-06-1971 - Brasília (DF). Filho de José Antônio da Silva e Luísa Amélia de Oliveira e Silva. Magistrado, professor, poeta e jornalista. Foi juiz distrital e juiz de Direito no Piauí. Pertenceu à Academia Piauiense de Letras. É verbete dos livros “Piripiri” (1972), de Judith Santana e “Memórias de Piripiri” (1996), de Cléa Rezende Neves de Melo. Bibliografia: "Idéia do Direito na Filosofia Helênica" (1919); "Inconstitucionalidade de Impostos" (1920); "Crime de Calúnia" (1925); "Intervenção Federal nos Estados" (1930); "Homicídio Culposo" (1932); "Crime de Incêndio" (1934); "Injúria pela Imprensa" (1934); "Criminologia das Multidões" (1934) e "Crime Contra a Economia Popular" (1952). Foi incluído na “Antologia de Sonetos Piauienses “ (1972), de Félix Aires.

SILVA, Elias Paz e – n. 26-11-1963 - Teresina (PI). Filho de Paulo da Silva Paz e Venância Maria de Jesus e Silva. Poeta, contista, cronista e jornalista. Formado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Piauí. Foi coordenador de jornalismo da Fundação Antares e assessor técnico da Fundação Cultural do Estado. Participou do Concurso de Contos "João Pinheiro". Foi classificado, em segundo lugar, no concurso de poesia "Lucídio Freitas", patrocinado pela Fundação Cultural do Piauí. Membro da UBE/PI. Bibliografia: "Poemário I" (1985); "Poemário II" (1992) e “Os Tons da Paz ou dos Dons o Amor a Custo Justo” (2000), poemas. Participou de "Poesia Teresinense Hoje" (1988), "Novos Contos Piauienses” (1984), "Outros Contos Piauienses" (1986); "Antologia Poética Projeto Mão Dupla" (1994), "Crônicas de Sempre”, de Adrião Neto (1995) “Baião de Todos” (1996), organizado por Cineas Santos e “A Poesia Piauiense no Século XX” (1995), de Assis Brasil. Em parceria com Cláudio Carvalho Fernandes, publicou: “Escritos: O Breve Verbo” (2007). Comentário: Elias Paz professa sua poesia por entre signos gráficos, entrelinhas, na vacuidade dos quintais mornos da cidade que lhe habita. (Laerte Magalhães, in contracapa de "Poemário II").

SILVA, Elisângela Régia Alves de Sousa – n. 16-06-1973 – Brasileira, Piripiri (PI). Filha de José Rodrigues de Sousa e Raimunda Alves de Sousa. Professora e poetisa. Licenciada em Letras –Português. Participou da antologia “Poetas de Piripiri” (2008), organizada por Cléa Rezende Neves de Melo e Eliane da Silva César.

SILVA, Emerson de Araújo e – n. 1958 - Tuntum (MA). Poeta, professor e cronista. Licenciado em Letras, pela Universidade Federal do Piauí. Professor das redes oficial e particular de ensino. Membro da União Brasileira de Escritores do Piauí. Logrou, o primeiro lugar, no concurso de poesia do Centro Acadêmico "Torquato Neto". Por dois anos consecutivos, foi classificado em primeiro lugar, no Concurso de Poesia "Maria Pangula", patrocinado pela Associação dos Professores do Estado do Piauí. Em 1986, foi classificado no concurso de crônicas lançado pela UBE/PI. Bibliografia: "Coração da Terra"; "Vendedor de Picolé"; "As Pedras da Aurora" e "XVI Movimento Acima da Escuridão”. Participou da coletânea "Crônicas de Sempre” (1995) de Adrião Neto.

SILVA, Evandro Cavalcante Lins e – n. 18-01-1912 - Parnaíba (PI), f. 17-12-2002 - Rio de Janeiro (RJ). Filho de Raul Lins e Silva e Maria do Carmo Lins e Silva. Magistrado, professor, jurista e jornalista. Exerceu as funções de Procurador Geral da República, Chefe de Gabinete Civil da Presidência da República, Ministro do STF - Supremo Tribunal Federal e de Conselheiro da República. Membro da Academia Brasileira de Letras. Pertenceu ao Conselho Federal, da Ordem dos Advogados do Brasil e do Conselho Técnico da Sociedade Brasileira de Criminologia. Professor do curso de Doutorado, da Faculdade de Direito do Rio de Janeiro. Foi Consultor da Organização das Nações Unidas no Brasil, para matéria penal e penitenciária. Atuou como advogado de acusação, no processo de impeachment, que culminou com a renúncia do presidente Collor. Bibliografia: "Culpa Penal"; "Falsidade Ideológica"; "A Defesa Tem a Palavra" (1980) e “Crimes Passionais”.

SILVA, Evandro Setúbal da Cunha e – n. 14-04-1947 - Amarante (PI). Filho de Francisco da Cunha e Silva e Ivone Setúbal e Silva. Poeta e cronista. Formado em Direito, pela Universidade Federal do Piauí. Fiscal aposentado do Ministério do Trabalho. Membro da União Brasileira de Escritores do Piauí. Bibliografia: "Ensaios Políticos" (1981) e "Relação de Empregos" (1984), monografia. Participou de "Coletânea Poética" (1987) e da "Antologia Poética de Cidades Brasileiras" (1988).

SILVA, Félix – Poeta e estudante da Fundação Bradesco. Autor do livro de poemas “Em busca do ser”, com prefácio de Sambaíba. Lamentavelmente, em prejuízo da divulgação do próprio autor e de sua atividade literária, a obra não apresenta dados biográficos.

SILVA, Fenelon Nonato da – n. 1908 - Valença do Piauí (PI), f. Rio (RJ). Professor, jornalista e escritor. Graduado em Direito e em Economia. Professor de Geografia e História. Assistente de Organização do Serviço Público Federal. Instrutor de Estatística e Arquivologia. Membro do Conselho Federal, da Ordem dos Advogados do Brasil. Bibliografia: "Genealogia – Estudo da Forma de Organização da Árvore Genealógica das Famílias" (1979). Também é autor do “Compêndio de Ciências Humanas”.

SILVA, Flávia Fernandes da – n. 27-07-1983 – Passagem Franca do Maranhão (MA). Filha de Francisco Pereira da Silva e Irene Fernandes da Silva. Acadêmica do Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia, bloco IV, da Universidade Estadual do Piauí / Campus Josefina Demes, de Floriano. Participou da coletânea: “Revelando Poetas” (2007), organizada pela turma da UESPI, da disciplina de Literatura Infanto-Juvenil.

SILVA, Flávio José Pereira da – n. 12-09-1975 - Araripina (PE). Filho de José Acelino da Silva e Maria Ostanilde Pereira da Silva. Professor, contista e cronista. Graduado em Letras, pela Faculdade de Formação de Professores de Araripina. Fez Mestrado em Educação. Formou-se também, em Direito e, como líder estudantil, assumiu a Secretaria de Cultura do Centro Acadêmico. Foi professor de duas escolas em Pernambuco, do Curso de Letras, na Universidade Estadual do Piauí e do Pré-Vestibular, no Colégio Antares, em Picos. Professor do Colégio São Lucas, do Município-Modelo. Membro fundador da União Picoense de Escritores. Bibliografia: “Vinte Mais Uma Histórias de Humor” (2003), contos e crônicas. Participou da “Antologia Upeana I” (2005), editada pela União Picoense de Escritores.

SILVA, Flávio Roberto Santos e – n. 17-05-1975 - Teresina (PI). Poeta. Estudou Medicina na Universidade Federal do Maranhão. Membro fundador da Aliança Amicus. Participou da coletânea “Textos em Poesia e Prosa” (1994), da Aliança Amicus.

SILVA, Flávio de Sousa – Piauiense da cidade de Buriti dos Lopes. Poeta e professor. Licenciado em Letras, pela Universidade Federal do Piauí, e em Literatura Brasileira, pela PUC/MG. Professor de ensino fundamental e médio. Participou da coletânea “Baião de Todos” (1996), organizada por Cineas Santos.

SILVA, Franciné Alves da – n. 02-11-1961 - São Miguel do Tapuio (PI). Poeta, repentista, violeiro e cordelista. Bibliografia: “A Vida não Vale Nada” (1990); “A Vida dos Animais” (1991) e “Vítima do Destino” (1991), cordéis.

SILVA, Francisco Alves da – n. 13-08-1967 – Crateús (CE). Filho de Miguel Zacarias da Silva e Cecília Alves de Sousa. Poeta popular e repentista. Radicado no Piauí desde sua adolescência. Apresenta um programa radiofônico em uma das rádios da cidade de Batalha. Participa de festivais, cantorias e congressos de violeiros. Gravou um CD com o poeta Antônio Raimundo, com quem fez dupla durante muito tempo. Foi incluído na “Antologia dos Cantadores e Poetas Populares do Piauí” (2006), organizada por Joames.

SILVA, Francisco Alves da – n. 05-07-1921 - Parnaíba (PI). Formado em Direito, pela Universidade de São Francisco B. Paulista (SP). Maçom Emérito, pela Aug. Resp. Ben. Loja Simbólica Estrela da Lapa nº 7, São Paulo. Iniciado em novembro de 1974, elevado em maio de 1976 e exaltado em fevereiro de 1977. Concluiu os graus Inefáveis, Capitulares, Filosóficos, Administrativos e o Grau 33 Grande Inspetor Geral da Ordem. Ocupou todos os cargos em Loja, exceto o do V. É um dos fundadores da Loja de Perfeição, 12 de Outubro, S. Paulo e dos graus Capitulares, da referida Loja. Presidiu o Rotary Clube de Teresina –Leste. Bibliografia: “Visão Maçônica” (2003) e “Delta do Rio Parnaíba – Roteiro Ecológico e Turístico” (2004), ambos editados pela Edufpi.

SILVA, Francisco de Assis – Veja: GARRA, Chiquinho

SILVA, Francisco de Assis Lima e – n. 06-10-1937 – Picos (PI). Filho de Antônio Benedito de Lima e Antônia Josefa de Sousa Lima. Comerciante e escritor. É co-autor dos livros: “O Brasil Nosso de Cada Dia” (2007) e “Fagulhas e Lampejos” (2008).

SILVA, Francisco das Chagas – n. 23-12-1954 - Buriti dos Lopes (PI). Filho de Francisco de Assis Silva e de Maria Médices de Sousa Silva. Poeta, compositor e político. Formação secundária completa. Exerceu várias funções de confiança na Prefeitura de Buriti dos Lopes. Trabalha na administração do Hospital Mariano Lucas de Sousa. Elegeu-se Vereador. Foi incluído na “Coletânea de Poetas Buritienses Contemporâneos” (2000), organizada por José Luiz de Carvalho.

SILVA, Francisco das Chagas Pereira da – Veja: PEREIRA, Chico

SILVA, Francisco Cláudio – n. 03-12-1965 - Teresina (PI). Poeta. Foi vendedor ambulante, vendedor externo e interno, camelô, vigia, vigilante e fiscal de loja. É, atualmente, auxiliar de Assistência à Educação, em Brasília. Bibliografia: “Voz e Alma” (1992), poemas.

SILVA, Francisco da Cunha e – n. 03-08-1905 - Amarante (PI), f. 21-03-1990 - Teresina (PI). Filho de Manoel e Silva e Cândida da Cunha e Silva. Professor, jornalista, poeta e romancista. Licenciado em Filosofia. Dirigiu o Liceu Piauiense. Lecionou História do Brasil, no Instituto de Educação “Antonino Freire”. Colaborou com os jornais “A Gazeta”, “O Tempo”, “O Dia”, “Jornal do Piauí”, “A Luta”, “O Pirralho”. Escreveu, também, para “O Imparcial”, do Maranhão, e para o “Diário de Notícias”, do Rio. Pertenceu ao Cenáculo Piauiense de Letras e à Academia Piauiense de Letras. Bibliografia: “República dos Mendigos”; “Copa & Cozinha” e outros.

SILVA, Francisco de Oliveira – n. 17-08-1980 - Pedro II (PI). Poeta e estudante, popularmente conhecido como Macário. Filho de lavradores de Palmeira dos Santos, zona rural de Pedro II. Participou da “Antologia de Pedro II” (2002), organizada pelo Des. Tomaz Gomes Campelo.

SILVA, Francisco Ferreira da – 29-08-1922 – Luzilândia (PI). Filho de José Manuel da Silva e Dina Ferreira da Silva. Repentista. Participou de várias cantorias realizadas na região norte do Estado. Foi incluído na “Antologia dos Cantadores e Poetas Populares do Piauí” (2006), organizada por Joames.

SILVA, Francisco Rafael da – n. 04-02-1951 – Campina Grande (PB). Filho de Antônio Rafael Silva e Ana Maria da Conceição. Radicado em Teresina há vários anos. Conhecido como Curió. Faz apresentações em praças, residências, rádios, cantorias e festivais de violeiros. Foi incluído na “Antologia dos Cantadores e Poetas Populares do Piauí” (2006), organizada por Joames.

SILVA, Francisco de Sales Barbosa da – n. 29-07-1956 - Teresina (PI). Poeta, professor e contista. Graduado em Educação Artística e Pós-graduado em Educação para Adultos. Vencedor do concurso literário “Novos Autores”, promovido pela Fundação Cultural Mons. Chaves (1995), com o livro de poemas “Esboços - ... Paredes de Papéis Finíssimos”. Participou da coletânea de contos "Um Dedo de Prosa" (1979), com os contos: "O Menino", "Carmem Vitória" e "O Casal". Participou do livro "Descartável" (1979).

SILVA, Francisco dos Santos – n. 24-06-1965 - Lagoa do Camelo, município de Luís Correia (PI). Filho de Valdevino Teodorico da Silva e de Francisca Florença dos Santos. Poeta. Cursou apenas a primeira série do ensino fundamental. Trabalhador rural e ajudante de pedreiro, é um dos mais autênticos poetas na nova geração. Participou da “Coletânea de Escritores Brasileiros Contemporâneos em Prosa e Verso” (1999), organizada por Adrião Neto. Tem um poema publicado na revista “De Repente”, editada em dezembro de 1999.

SILVA, Francisco Soares da – n. 01-01-1955 - Bacabal (MA). Poeta, cronista, romancista e radialista. Diplomado em Ciências Econômicas, pela Universidade Federal do Piauí. Trabalhou na Agespisa e no Banerj, de Teresina. Atualmente reside na Guiana Francesa, onde trabalha como radialista. Bibliografia: “Baixão Verde do Livramento - Infância Dourada” (1995), romance. Tem crônicas e poemas publicados no jornal “France Guiane”, da Guiana Francesa.

SILVA, Gilberto Antônio Neves Pereira da – n. 02-02-1944 - Parnaíba (PI). Geólogo da Companhia de Produção e Recursos Minerais. Formado pela UFPE. Chefe de residência em Teresina. Pertence à ABAS, à Associação dos Geólogos do Piauí e à SBG. Sócio do Instituto Geológico Wilhelm Kegel. Bibliografia: “Estudo dos Diamantes de Gilbués - Projeto Gilbués” (1969) e outros.

SILVA, Godofredo Freire da – n. 1906 - Teresina (PI), f. 1965 - Salvador (BA). Político, professor e poeta. Engenheiro e advogado. Foi Procurador do DER/PI e Procurador Geral do Estado. Bibliografia: "Função Social da Marca de Indústria e Comércio". Publicou poemas na imprensa local.

SILVA, Haêda Gomes – Professora da rede pública municipal de Teresina. Cursou Licenciatura Plena em Pedagogia, pela Universidade Federal do Piauí. Pós-Graduada em Psicopedagogia, pela FAESPI. Participou do curso de Formação de Gestor e PCN, promovidos pela SEMEC. Exerceu os cargos de Diretora-Adjunta e Diretora da Escola Municipal Moaci Madeira Campos. Autora do texto: “Escola e Família: Um Caminho de Ida e de Volta”, cpítulo VII do livro: “A Prática e o Saber Docente” (s/d), publicado pela SEMEC/Prefeitura Municipal de Teresina

SILVA, Hugo Vítor Guimarães da – Veja: GUIMARÃES, Hugo

SILVA, Iracema Santos Rocha da – Veja: ROCHA, Iracema dos Santos

SILVA, Irjan Ferreira da – n. 1976 - Angical (PI). Filho de José Maria Ferreira da Silva e Floraci Pereira da Silva. Poeta. Estudou nos colégios Francisco Falcão, Milton Aguiar, Pires de Castro e Fundação Bradesco. É membro da União dos Escritores do Itararé - UEI. Participou da “Antologia Urbana” (2000), poemas, editada pela UEI.

SILVA, Halan (Halan Kardec Ferreria Silva) – n. 17-02-1970 - Campo Maior (PI). Filho de José Gomes da Silva e Raimunda Ferreira Lira. Poeta e ensaísta. Graduado em Filosofia, pela Universidade Federal do Piauí. Fez Pós-Graduação em Filosofia Contemporânea, pela PUC/MG. Professor da Escola Técnica Federal do Piauí. Colabora eventualmente com os jornais de Teresina. Bibliografia: “16 Poemas” (1995), postais e “H. Dobal – As Formas Incompletas – Apontamentos para uma Biografia” (2005 e 2007). Participou das coletâneas “Baião de Todos” (1996), organizado por Cineas Santos, e “Nordestes: Artes & Parcerias” (1999), editado pela Fundação Joaquim Nabuco. Foi incluindo no projeto “Calendários Poéticos”, editado pela Edições Corisco. É autor do roteiro do documentário “Um Homem Particular”, sobre H. Dobal, realizado por Douglas Machado. No ano de 1993, em parceira, com João Kenedy Eugênio, elaborou o “Itinerário Existencial e Poético de H. Dobal”.

SILVA, Ivanildo de Deus Pereira da – Veja: DEUS, Ivanildo de

SILVA, Joaquim Soares da – n. 05-10-1958 – Castelo do Piauí (PI). Filho de Antônio Soares da Silva e Isabel Maria da Conceição. Pedreiro, sanfoneiro e poeta repentista. Conhecido como Joaquim Beija. Participou de vários festivais de violeiros realizados em Teresina e em outras cidades. Foi incluído na “Antologia dos Cantadores e Poetas Populares do Piauí” (2006), organizada por Joames.

SILVA, Jeremias Abreu Pereira da – n. 24-11-1915 - Valença do Piauí (PI), f. 10-09 - 1979 - Rio (RJ). Poeta, jornalista, conferencista e crítico literário. Formado em Direito. Bibliografia: "O Bardo que o Piauí Perdeu" e "Estante Sentimental".

SILVA, João Bastista da – Veja: CONRADO, Batista

SILVA, João Bosco da – n. 09-11-1944 - Francisco Santos (PI). Filho de João Mariano da Silva e Maria da Silva Rosa. Poeta, romancista e contista. Funcionário aposentado do Banco do Nordeste do Brasil. Foi membro do Conselho Editorial, da Fundação Cultural Monsenhor Chaves. Em 1993 e 1994, foi classificado, em primeiro lugar, no concurso literário "Novos Autores", promovido pela FCMC, com o romance "Pensão Cassilda – Familiar" e "Geralho", contos, respectivamente. É verbete do “Dicionário Biobibliográfico de Escritores Brasileiros Contemporâneos” (1998), de Adrião Neto. Bibliografia: “Letra do Hino à cidade de Francisco Santos, PI”, com música de Aurélio Melo, gravado pelo coro da Igreja de Nossa Senhora do Amparo, em 1985; "Pensão Cassilda – Familiar", (1993); "Geralho", (1994). Participou da “Antologia de Sonetos Piauienses”, de Félix Aires (1972). Em 2003, com o livro “Viroveu”, foi classificado, em 2º lugar, no concurso de crônica “A. Tito Filho”, promovido pela Fundação Cultural do Piauí. Tem vários trabalhos inéditos. Comentário: “Em todos os gêneros a verve satírica, a expressão exata, a contudência de um discurso social incomum. (Herculano Moraes, in “Visão Histórica da Literatura Piauiense” - 4ª edição, tomo III, 1997).

SILVA, João Cláudio – Veja: MORENO, João Cláudio

SILVA, João Cândido de Deus e – n. 11-03-1787 - Pará, f. 18-08-1860 - Niterói (RJ). Professor, político, magistrado e escritor. Formado em Direito. Foi Juiz de Fora, em Parnaíba e Campo Maior, deputado geral pelo Pará, por duas legislaturas, e desembargador da Relação do Maranhão. Participou do movimento pela Independência, realizado em 19 de outubro de 1822, na Vila de São João da Parnaíba. É patrono da Academia Parnaibana de Letras, conhecida também como "Casa de João Cândido". Segundo o historiador Caio Passos, "Dr. João Cândido deixou avultado número de obras publicadas, dentre as quais se destacam algumas alusivas ao Piauí". Comentário: Homem culto, jurista, poliglota, tendo deixado importantes obras traduzidas para a língua portuguesa. (Wilson Carvalho Gonçalves, in "Dicionário Histórico-Biográfico Piauiense", 1993).

SILVA, João Gaspar Tobler e – n. 28-09-1906 - Floriano (PI). Poeta e magistrado. Foi promotor público e juiz de Direito em várias comarcas do interior do Maranhão. Desembargador. Foi incluído na “Antologia de Sonetos Piauienses” (1972) de Félix Aires, com o soneto "O Lavrador".

SILVA, João Soares da – n. 23-05-1907 - Fazenda Pau D Arco, Valença do Piauí (PI), f. 22-11-1966 - Teresina (PI). Professor e advogado. Lecionou na Faculdade de Direito do Piauí. Foi membro e presidente da Junta de Conciliação e Julgamento de Teresina. Bibliografia: "Da Pátria Protestate", tese.

SILVA, Jocélio Bezerra da – n. 14-10-1981 - Pedro II (PI). Autodidata. Trabalha como operário da construção civil para sobreviver. Poeta e contista. Considera o hábito de ler e escrever uma necessidade como ouvir e falar. Participou da coletânea “Poesia e Prosa na Terra da Opala”, volumes 1 e 3 (2005 e 2007), organizada por Raimundo Silva.

SILVA, Jonas Fontenele da – n. 17-11-1880 - Parnaíba (PI), f. 05-06-1947 - Manaus (AM). Poeta e jornalista. Formado em Odontologia. Pertenceu à Academia Piauiense de Letras, à Associação de Imprensa do Piauí, à Academia Amazonense de Letras e à Associação de Imprensa do Amazonas. É patrono de uma das Cadeiras da Academia Parnaibana de Letras. Bibliografia: "Ânforas" (1900); "Ulhanos" (1902); "Czardas" (1932) e "A Chácara". Foi incluído na "Antologia de Sonetos Piauienses” (1972) e na coletânea “Os Mais Lindos Sonetos Piauienses” (1940), ambas organizadas por Félix Aires, na antologia poética “A Poesia Parnaibana” (2001), organizada por Adrião Neto e no livro “A Poesia Piauiense no Século XX” (1995), de Assis Brasil.

SILVA, Jonas Pereira da – Veja: PIAUÍ, Jonas

SILVA, Jônia Maria Mota da – n. 24-01-1969 - Floriano (PI). Filha de José Maria Pereira da Silva e Conceição de Maria Mota da Silva. Poetisa. Licenciada em Pedagogia/Magistério e Bacharelada em Ciências Contábeis, pelo Campus Ministro Reis Veloso, da Universidade Federal do Piauí. Participou das coletâneas "Pedagogiando a Poesia" (UFPI, 1993); “Poetizando Parnaíba” (Sesc, 1994) e “Passarela de Escritores” (1997), organizada por Adrião Neto e Antenor Rego Filho. Em 1994, foi premiada, em 1º lugar, no VIII Concurso de Poesia do Sesc, em Parnaíba.

SILVA, José Abdenaldo Rodrigues – Veja: RODRIGUES, Abdenaldo

SILVA, José Antônio da – n. 13-08-1959 - José de Freitas (PI). Filho de Antônio de Sousa Lima e Maria do Socorro da Silva Lima. Concluiu o ensino médio em Teresina. Fez cursos de Artes Gráficas e de Manutenção de Computadores. Servidor público federal. Trabalha na Livraria da Universidade Federal do Piauí. Bibliografia: “Dicionário de Sabedoria dos Piauienses – Citações Máximas Sentenciosas do Pensamento Reflexivo dos Piauienses de Todos os Tempos” (2004), lançado do 2º SALIPI – Salão do Livro do Piauí, em Teresina. Assina uma página na revista “De Repente”. Escreveu outro dicionário do mesmo gênero, incluindo verbetes de escritores de outros Estados.

SILVA, José Barbosa da – n. 04-04-1955 – Campo Maior (PI). Filho de Francisco José da Silva e Maria Barbosa da Silva. Poeta cordelista e comerciário. Trabalhou em empresas do sul do país e em Serra Pelada. É autor de alguns cordéis ainda inéditos, entre eles: “Serra Pelada”, “Coisa do Passado”, “Passado Verídico”, “Serra Pelada” e “Aos Meus Colegas de Trabalho”. Foi incluído na “Antologia dos Cantadores e Poetas Populares do Piauí” (2006), organizada por Joames.

SILVA, José Carlos Pereira da – n. 17-09-1950 - Elesbão Veloso (PI). Filho de Abílio Pereira da Silva e Antônia Maria da Conceição. Professor, poeta e contista. Licenciado em Administração e Supervisão Escolar, pela Universidade Federal do Piauí. Estudou Filosofia, na UFPI e Ciências Contábeis, no CEUT. Sócio da UBE/PI. Membro fundador da Academia de Letras da Confederação Valenciana. Exerceu as funções de professor, diretor e supervisor de várias escolas da rede pública e privada de Teresina. É verbete do “Dicionário Biobibliográfico de Escritores Brasileiros Contemporâneos” (1999), de Adirão Neto. Bibliografia: "Contos da Terra"; "Pingos Poéticos"; "In-Versos"; "Pétalas Poéticas" e "Visão Educacional em Toques Poéticos" e os cordéis “Imunização e Saúde”; “Gramc - Vida, Obra e Pensamento”; “O Pai que Tirou Sangue do Próprio Filho para Doar aos Exus” (trabalho universitário). É autor das peças teatrais “Quem Paga o Pato?”; “Libertação”; “Amor de Mãe”; “Ser Mãe” e “Uma Festa de Natal” (todas encenadas) e da obra didática “No Easy English” (vol. I e II). Participou da “Antologia de Autores Elesbonenses” (1999), organizada por Maria Nilza, Celina Silva e Juraci Leite de Carvalho.

SILVA, José Coriolano de Carvalho e (II) – n. 08-05-1893 - Barras (PI), f. 29-02-1969 - Marília (SP). Formado em Farmácia e Doutor em Medicina, pela Faculdade Nacional do Rio de Janeiro. Em 1928, foi agraciado com o “Prêmio Alvarenga do Piauí”, da Academia Nacional de Medicina. Foi prefeito de Marília (1932/33). Bibliografia: “Da Taracoplastia Extrapleural no Tratamento da Tuberculose Pulmonar”, tese de Doutorado; “Da Farmácia - Origem e Evolução”; “A Tuberculose Rural e nos Pequenos Centros do País”; “Hermiatrofia Total Feminina em Face de Maternidade e da Herança”; “A Farmácia no Rio de Janeiro”; “De Herborista a Farmacêutica”; “Parodtidites Agudas nas Febres do Grupo Tifóide”; “Eduardo Júlio Janvrot Perante a Farmácia Nacional”; “Ao Regresso da República Argentina em 1940”; “Quarto Congresso Brasileiro de Farmácia” e “Eugênio Marques de Holanda, Pioneiro da Indústria Farmacêutica Nacional”.

SILVA, José Emídio da – n. 08-05-1950 – Quixeramubim (CE). Filho de Ulisses Emídio da Silva e Ana Isa da Silva. Poeta popular e violeiro. Residiu, durante muitos anos, no Piauí. Participou de cantorias com Barrazul e com outros poetas da região de Picos e da capital. Participou de alguns festivais de violeiros, em Teresina, patrocinado pelo Sindicato dos Cantadores. Foi incluído na “Antologia dos Cantadores e Poetas Populares do Piauí” (2006), organizada por Joames.

SILVA, José Faustino da – n. 1854 - Caxias (MA), f. 1920 - Rio (RJ). Poeta, professor e militar. Reformado no posto de General de Divisão. Residiu no Piauí. Comandou a 4ª Região Militar e chefiou a comissão demarcadora dos limites do Brasil com a Guiana Francesa. Bibliografia: "Memória Sobre as Quantidades Negativas das Máximas e Mínimas" e "Positivismo às Claras", série de artigos.

SILVA, José Maranhão Ferreira da – Natural de Brejo do Anapurus (MA). Filho de Custódio Francisco da Silva e Rosalina Ferreira da Silva. Reside no Piauí desde os 11 anos de idade. Foi Delegado Regional do Sesc e do Senac. Bibliografia: “Recordar e Viver” (s/d), memórias, livro editado pela Comepi.

SILVA, José de Moura e – Veja: VIOLA, Zé

SILVA, José Osildo – n. 07-12-1976 – Picos (PI). Poeta e gráfico. Membro fundador da União Picoense de Escritores. Participou da “Antologia Upeana I” (2005), editada pela União Picoense de Escritores.

SILVA, José Paz e – n. 01-11-1939 - Altos (PI). Filho de Paulo da Silva Paz e Venância Maria de Jesus e Silva. Professor e pesquisador social. Formado em Teologia, Filosofia e Sociologia. Exerceu o cargo de Assessor de Cooperação Internacional e Chefe das Assessorias Técnicas, da Secretaria de Planejamento do Estado do Piauí. Bibliografia: "Avião, Beto, Manicaca - Estórias Dum Nordestino Arretado que Queria Ser Presidente e Virou Profeta", romance pitoresco. Tem outros trabalhos inéditos.

SILVA, José Pedro da – n. 1892 - Teresina (PI), f. 1974 - Rio (RJ). Músico, maestro, organizador, harmonizador e regente da Banda de Música do 25º BC. Juntamente com Jônatas Batista, criou o Clube Recreativo Teresinense. Os dois tornaram-se as duas principais figuras da vida teatral teresinense durante vários anos. Pedro Silva fundou a casa de diversões “Palace” e, posteriormente, arrendou o Teatro 4 de Setembro, instituindo a empresa Silva e Companhia. O maestro Pedro Silva, mudando-se para o Rio, trabalhou na rádio Mayrink Veiga e na rádio do Ministério da Educação, onde difundiu o folclore piauiense. Bibliografia: "O Piauí no Folclore" (1988), edição póstuma.

SILVA, José Ribeiro e – n. 24-04-1934 - Cascavel (CE). Filho do desembargador Fernando Lopes Sobrinho e Maria do Carmo Ribeiro e Silva. Poeta. Formado em Direito, pela Universidade Federal do Piauí. Foi chefe de gabinete dos Secretários de Segurança, da Educação, do Reitor da Universidade Federal do Piauí e do procurador do Departamento Estadual de Estradas de Rodagem. Exerceu o cargo de Procurador do Estado do Piauí. Foi um dos fundadores do Movimento de Renovação Cultural do Piauí. É verbete do “Dicionário Biobibliográfico de Escritores Brasileiros Contemporâneos” (1999), de Adirão Neto. Bibliografia: "Colheita Mística" (1970); "Garimpando Sóis" (1975); "Um Cristo da Escuridão" (1977); “Meus Poemas Prediletos” (1980); “Coquetel de Sonhos” (1987); “Lanças e Punhais” (1988) e “Beijos na Lama” (1994). Participou dos livros "Antologia de Sonetos Piauienses” (1972), de Félix Aires, "Caminheiros da Sensibilidade" (1966), de J. Miguel de Matos e da “Antologia Escritores”, Volumes I e III (2000 e 2004), organizada por Tomaz Gomes Campelo.

SILVA, Josildo da Paz e – n. 09-08-1965 - Miguel Alves (PI). Filho de José Coutinho da Silva e Maria Zélia da Paz e Silva. Poeta. Membro da União Brasileira de Escritores do Piauí. Bibliografia: “Trajes Poéticos” (1997), poemas.

SILVA, Josseny Holanda da – n. 22-05-1986 - Pedro II (PI). Filha de Francisco José da Silva e Rita Maria Holanda Camelo. Estudante e poetisa. Participou da “Antologia de Pedro II” (2002), organizada pelo Des. Tomaz Gomes Campelo.

SILVA, Josias Clarence Carneiro da – n. 04-05-1929 - Teresina (PI), f. 26-06-1992 - Teresina (PI). Professor, genealogista, folclorista e cronista. Formado em Direito. Licenciado em História e Geografia. Fez Pós-Graduação em Cultura e Arte Barroca. Exerceu os cargos de Inspetor de Ensino, Diretor do Museu Histórico do Estado, Diretor da Campanha Nacional de Educação de Adultos. Fundador da Fundação Educacional do Museu de Artes do Piauí. Pertenceu à Academia Piauiense de Letras, à UBE/PI, ao Instituto Genealógico Brasileiro e ao Instituto Histórico e Geográfico Piauiense. Fundou e presidiu o Instituto Heráldico, Histórico e Genealógico do Piauí. Bibliografia: "Genealogia de J. Miguel de Matos" (1970); "Simplício, Simplição da Parnaíba" (1978); "Encanto e Terror nas Águas Piauienses" (1982); "Os Carneiros da Silva no Piauí" (1986) e "Abelheiras – O Último Reduto da Casa da Torre no Piauí" (1991). Autor também do Brasão das Armas de Teresina; da peça teatral "Abelheiras"; das composições musicais "Cavalo Piancó", "Enquanto Você", "Ilusões", "Amarante" e co-autor do Hino do Tribunal de Justiça do Piauí.

SILVA, Judival Pereira da – n. 28-01-1979 – Floriano (PI). Filho de Paulo Ferreira de Sousa e Raimunda Nonata de Sousa. Acadêmico do Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia, bloco IV, da Universidade Estadual do Piauí / Campus Josefina Demes, de Floriano. Participou da coletânea: “Revelando Poetas” (2007), organizada pela turma da UESPI, da disciplina de Literatura Infanto-Juvenil.

SILVA, Júlio Romão da – n. 22-05-1917 - Teresina (PI). Filho de Luís Querino da Silva e Joana Querino da Silva. Escritor, jornalista, teatrólogo e etnólogo. Formado em Filosofia, pela Universidade do Brasil. Servidor público federal, aposentado. Detentor dos Prêmios "João Ribeiro" e "Cláudio de Sousa", da Academia Brasileira de Letras. Foi um dos fundadores do Teatro Experimental do Negro, do Teatro Popular e da Orquestra Afro-Brasileira. Pertence à Academia Piauiense de Letras. Algumas de suas obras foram traduzidas para o espanhol. "A Mensagem do Salmo" foi encenada e adaptada para o cinema mexicano. É verbete de vários dicionários e enciclopédias, dentre os quais do “Dicionário Biobibliográfico de Escritores Brasileiros Contemporâneos” (1998), de Adrião Neto. Bibliografia: "Memória Histórica Sobre a Transferência da Capital do Piauí"; "Luís Gama e Suas Poesias Satíricas"; "Santa Catarina: Geografia, Demografia e Economia"; "Geonomásticas Cariocas de Procedência Indígena"; "Evolução do Estado das Lágrimas Indígenas no Brasil"; "A Mensagem do Salmo"; "A Família Etnolinguística Bororó"; "Denominações Indígenas na Toponímia Carioca"; "Cultura Humanística de Portugal e a Arte de Biografar"; "Cera de Carnaúba e Cacau"; "José, o Vidente e as Videiras do Faraó"; "Os Gatos e as Panteras" e outros. Foi incluído na coletânea “Crônicas de Sempre” (1995), de Adrião Neto.

SILVA, Kelly Cardoso da – Poetisa piauiense, autora do livro “A Transparência de uma lágrima” (1997).Lamentavelmente, em prejuízo da divulgação da própria autora e de sua atividade literária, a obra não apresenta dados biográficos.

SILVA, Lázaro José da – Veja: PIAUÍ, Lázaro do

SILVA, Lina Josefina Gayoso e Almendra Pereira da – n. 18-12-1929 - Teresina (PI). Historiadora. Formada em Direito. Fez Especialização em Ciências Políticas e Mestrado em Direito e Desenvolvimento. Professora universitária. Promotora Pública de 4ª Entrância, aposentada. Pesquisadora de História, especialmente da História do Piauí. Bibliografia: "A Casa Grande de São Domingos", co-autoria. Tem vários trabalhos inéditos.

SILVA, Lívio Lopes Castelo Branco e – Veja: BRANCO, Lívio Lopes Castelo

SILVA, Lourival Oliveira e – Veja: OLIVEIRA, Lourival

SILVA, Lúcia Ana Melo e – n. 14-02-1958 – Pedro II (PI). Filha de Pedro Celestino da Silva (Pedroca) e Odete de Melo e Silva. Assistente Social, formada, pela Universidade Federal do Piauí. Funcionária da Emater cedida para a Câmara dos Deputados, em Brasília, onde exerce a função de chefe de gabinete do deputado Aldo Rebelo. Exerceu as funções de Secretária do Trabalho na Prefeitura de Oeiras; Chefe de Gabinete da Secretaria Municipal do Trabalho, em Teresina e Assistente Social da LBA, entre outras. Participou da coletânea “Poesia e Prosa na Terra da Opala” volumes 3 (2007), organizada por Raimundo Silva.

SILVA, Luciano Pereira da – n. 12-10-1884 - Teresina (PI), f. 16-07-1975 - Rio (RJ). Professor universitário, político e jurista. Formado em Direito. Foi Deputado Estadual e federal pelo Amazonas, Consultor Jurídico do Ministério da Agricultura e Consultor geral da República. Bibliografia: "A Necessidade de um Equilíbrio Americano Ante a Política de Exportação dos Estados Unidos" (1905); "Projeto do Código Civil Brasileiro" (1913); “Conceito Legal do Crime - Divisão dos Fatores Puníveis” (1913); “A Assembléia Geral Constituinte e a Legislativa de 1823” (1914); “Anteprojeto do Código Florestal” (1923); “Anteprojeto do Código Rural” (1942) "Questões Jurídicas em Processo Administrativo" (1944); “Projeto Revisto do Código de Minas” (1944); “Pareceres Emitidos como Consultor Geral da República” (1950/1) e "Cambiantes" (1960).

SILVA, Luís Carlos de Oliveira – Veja: OLIVEIRA, Luís Carlos de

SILVA, Luís Ferreira da – n. 02-09-1944 – Novo Oriente (PI). Filho de Antônio Ferreira da Silva e Rita Gonçalo Ferreira. Poeta popular e repentista. Faz apresentações na região da Confederação Valenciana e do Médio Parnaíba. Participou de cantorias e festivais em Teresina, especialmente no Festival de Violeiros organizado pelo Sindicato dos Cantadores. Fez dupla com o saudoso poeta Antônio Delfino. Foi incluído na “Antologia dos Cantadores e Poetas Populares do Piauí” (2006), organizada por Joames.

SILVA, Luzia Sousa – Veja: FALCÃO, Luzia

SILVA, Manoel Cardoso da – n. 10-04-1936 – Teresina (PI). Filho de José Gonçalves Cardoso e Lina Gerassina da Silva. Poeta popular e repentista. Faz apresentações em cantorias e eventos culturais. Foi incluído na “Antologia dos Cantadores e Poetas Populares do Piauí” (2006), organizada por Joames.

SILVA, Manoel Pereira da – n. 16-08-1816 - Oeiras (PI), f. 1855 - Oeiras (PI). Poeta. Bacharel em Direito, pela Academia de Direito de São Paulo. Bibliografia: "A Caneleira, ou a Congregação dos Lentes de Olinda", poema heróico-cômico-satírico, co-autoria.

SILVA, Maria do Carmo Lima e – Poetisa parnaibana. Licenciada em Pedagogia / Magistério, pela Universidade Federal do Piauí / Campus Ministro Reis Veloso, em Parnaíba. Participou da coletânea “Pedagogiando a Poesia” (1993). Lamentavelmente, em prejuízo da divulgação da própria autora e de sua atividade literária, a obra não apresenta dados biográficos.

SILVA, Maria Celina e – n. 20-09-1963 - Elesbão Veloso (PI). Filha de Helvídio Alves da Silva e Maria de Lourdes da Silva. Poetisa e professora. Graduada em Letras / Português, pela Universidade Estadual do Piauí. Pós-Graduada em Docência no Ensino Superior. Tem alguns cursos de aperfeiçoamento. É professora da Rede Oficial de Ensino e ainda ocupa outros cargos na Educação Municipal e na Comunidade. Membro da Academia de Letras da Confederação Valenciana. É verbete do “Dicionário Biobibliográfico de Escritores Brasileiros Contemporâneos” (1998), de Adrião Neto. Organizou e proferiu palestra no Mini Salipi (Salão do Livro do Piauí), realizado em Elesbão Veloso. Bibliografia: “Sensibilidade” (2000), poemas; “Nós Somos a História” (2003), história da cidade de Elesbão Veloso e “Sentimentalismo” (2004), poemas. Participou da coletânea “Passarela de Escritores” (1997), organizada por Adrião Neto e Antenor Rego Filho; da “Antologia Del’Secchi”, vol. VII (1998), organizada por Roberto de Castro Del’Secchi e da “Antologia de Autores Elesbonenses” (1999), organizado por ela própria, em parceria com Maria Nilza e Juraci Leite de Carvalho. Foi citada no livro “Suaves Aspectos Históricos de uma Cidade Agrestre” (1992), de Marlene Magalhães.

SILVA, Maria da Cruz Pereira da – n. 15-09-1979 – Passagem Franca do Maranhão (MA). Filha de Sérgio Barbosa da Silva e Maria das Dores Pereira da Silva. Acadêmica do Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia, bloco IV, da Universidade Estadual do Piauí / Campus Josefina Demes, de Floriano. Participou da coletânea: “Revelando Poetas” (2007), organizada pela turma da UESPI, da disciplina de Literatura Infanto-Juvenil.

SILVA, Maria Deusimar de Castro – n. 31-08-1969 - Cocal (PI). Poetisa, professora e atriz. Tem o curso de Licenciatura Plena em Pedagogia. Faz parte do grupo de teatro do SESC. É professora da Escola Normal "Francisco Correia" e da "Escola de Aplicação”, do Campus “Ministro Reis Veloso", da Universidade Federal do Piauí. Participou da coletânea "Pedagogiando a Poesia" (1993). Tem poemas publicados na Folha da Normalista e no Suplemento Cultural, do DO/PI.

SILVA, Maria das Dores de Sousa – Poetisa piauiense. Foi incluída na “Antologia Poética de Cidades Brasileiras” (1988), editada pela Shogun Arte, Rio. Lamentavelmente, em prejuízo da divulgação da própria autora e de sua atividade literária, a obra não apresenta dados biográficos.

SILVA, Maria Dulce – n. 18-10-1946 - Lagoa do Junco (MA). Professora. Graduada e pós-graduada em Serviço Social. Professora adjunta do curso de Serviço Social, da Universidade Federal do Piauí. Sócia fundadora do Núcleo de Pesquisa sobre a criança, junto ao Centro de Ciências Humanas e Letras, da UFPI. Foi vice-presidente da Associação Brasileira de Serviço Social/Região Norte. Bibliografia: “Crianças e Adolescentes no Piauí – Saúde, Educação e Trabalho” (1992), co-autoria. Participou das coletâneas: “Movimentos Sociais Urbanos: Efeitos Político-Institucionais e Consolidação” (1993) e “Movimentos Sociais: Uma Abordagem Conceitual” (1993). Participou do Livro “Crianças e Adolescentes: A Violência Nossa de Cada Dia” (1992), em parceria com Marfisa Martins Mota e Antônia Rufino Ibiapina.

SILVA, Maria de Jesus e – Pedagoga. Mestra em Psicologia Social, pela Universidade Federal de Minas Gerais. Professora do Departamento de Fundamentos da Educação, do Centro de Ciências da Educação da Universidade Federal do Piauí, nas áreas de interesse de Psicologia da Educação e Psicologia Social Fenomenologia. Temas de estudo: memória psicossocial, identidade social na área de educação que se voltem para a subjetividade. Participou da coletânea “Psicologia da Educação” (Edufpi, 2004), coordenada por Ana Valéria Marques Fortes Lustosa e Maria Vilani Cosme de Carvalho.

SILVA, Maria Nunes da – n. 03-03-1964 - Elesbão Veloso (PI). Poetisa e professora. Licenciada em Pedagógico. Fez o Curso de Licenciatura em Letras, pela “Fundação Santo André”, do ABC Paulista. Radicada em São Caetano do Sul (SP). A natureza é a sua principal fonte de inspiração. Exerceu o magistério na rede estadual de ensino, em Elesbão Veloso, onde, também, foi noticiarista e apresentadora de um programa radiofônico na rádio "Vale do Coroatá". Bibliografia: "Vi Tantos Sonhos e Pouca Realidade" (1992); “Há um Mundo Dentro de Mim” (1996). Participou da coletânea “Passarela de Escritores” (1997), organizada por Adrião Neto e Antenor Rego Filho e da “Antologia de Autores Elesbonenses” (1999), organizado por Maria Nilza, Celina Silva e Juraci Leite de Carvalho.

SILVA, Maria da Penha Fontes e – n. 31-01-1920 - Parnaíba (PI), f. 29-08-1993 - Parnaíba (PI). Professora, cronista e historiadora. Foi diretora da Unidade Escolar União Caixeiral e do Ginásio Clóvis Salgado. Pelos relevantes serviços prestados à educação, foi laureada com o título de "Divina Mestra". Pertenceu à Academia Parnaibana de Letras, à UBE/PI e ao Clube do Repórter de Parnaíba. É verbete do “Dicionário de Mulheres” (1999), de Hilda Agnes Hübner Flores. Bibliografia: "Postais da Europa" (1979); "Ademar Neves - O Remodelador da Cidade" (1983); "Por Caminhos Diferentes"; "Parnaíba Minha Terra" (1987), e "Piauí - Estudos Regionais do 2º Grau" (1988), em parceria com Maria Nazaret de Carvalho Pires. Participou de várias edições das antologias organizadas por Aparício Fernandes. Comentário: Como professora, jornalista, escritora e historiadora, Maria da Penha Fontes e Silva, fundadora e ocupante da Cadeira nº 4 da Academia Parnaibana de Letras, é um exemplo extraordinário de dignidade, abnegação, cultura e trabalho à atual e futuras gerações de nossa invicta cidade... (Lauro Correia, in "Almanaque da Parnaíba", 1994).

SILVA, Maria do Rosário de Fátima e – n. 10-10-1955 - Regeneração (PI). Professora e pesquisadora. Formada em Serviço Social. Fez Mestrado em Serviço Social. Lecionou na rede oficial de ensino. Dirigiu a U. E. “Anísio Teixeira”. Professora da Universidade Federal do Piauí. Sócia Fundadora da Associação Profissional de Assistentes Sociais do Piauí. Bibliografia: “A Organização Política Sindical como Mediação da Prática Interventiva do Serviço Social” (1991), dissertação. Tem alguns artigos publicados em informativos locais.

SILVA, Maria Simone Rodrigues da – n. 29-11-1981 – Colônia do Gurguéia (PI). Filha deAntônio Rodrigues da Silva e Maria Lopes da Silva. Acadêmica do Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia, bloco IV, da Universidade Estadual do Piauí / Campus Josefina Demes, de Floriano. Participou da coletânea: “Revelando Poetas” (2007), organizada pela turma da UESPI, da disciplina de Literatura Infanto-Juvenil.

SILVA, Mário Alberto Cardoso da – Poeta piauiense da cidade de Parnaíba. Colaborou no jornal Aljava e no Almanaque da Parnaíba. Bibliografia: "Escada de Dezenove Degraus" (1957), poemas. Lamentavelmente, em prejuízo da divulgação do próprio autor e de sua atividade literária, a obra não apresenta dados biográficos.

SILVA, Mário Faustino dos Santos – Veja: FAUSTINO, Mário

SILVA, Maurílio Soares da – n. 18-02-1963 – Teresina (PI). Casado, graduado em direito, história, filosofia e formando em contabilidade. É advogado militante. É membro da União Brasileira dos Escritores-Secção do Piauí. É autor das seguintes obras: Os Passos da Vida(poesias); Reflexão Viva(poesias); Travessia(poesias); O Filho do Deserto(poesias); Meditações Contemporâneas(filosofia); Mitologia Poética(poesias); Ilimitações da Vida em Poesia(poesias); Intimidade Poética(poesias); Avessos Poéticos(poesias); Vida: Uma obra Poética e Filosófica(poesia e filosofia).

SILVA, Moisés Castelo Branco da – Romancista piauiense. Bibliografia: “Virtude, Miséria e Crime” (1984), romance, escrito, segundo o autor, com o fim de combater a terrível aliança estabelecida pelo materialismo, pelo egoísmo e pelo consumismo, para favorecer a exploração dos pobres pelos ricos e a opressão dos fracos pelos fortes.

SILVA, Murilo Soares da – n. 17-07-1963 - Teresina (PI). Filho de Domingos Bezerra da Silva e Francisca Soares de Melo. Poeta. Membro da União Brasileira de Escritores do Piauí - UBE/PI. Bibliografia: "A Travessia"; "Os Passos da Vida" e “Intimidade Poética” (s/d), poemas.

SOUSA, Neomísia Antônia de – n. 10-02-1936 – Picos (PI). Filha de Filho de Antônio Benedito de Lima e Antônia Josefa de Sousa Lima. Escritora. É co-autora dos livros: “Genealogia e Memórias de uma Família” (2006); “O Brasil Nosso de Cada Dia” (2007) e “Saga dos Marianos” (2008).

SILVA, Newton Alves da – n. 05-04-1953 – Tauá (CE). Filho de Maria Alves da Silva. Desportista, músico, poeta e professor, em Teresina. Formado em Matemática, pela Universidade Federal do Piauí. Foi incluído na “Antologia dos Cantadores e Poetas Populares do Piauí” (2006), organizada por Joames.

SILVA, Nildes Soares da – n. 21-09-1935 - Teresina (PI). Professora, pesquisadora e administradora escolar. Fez Licenciatura Plena em Pedagogia. Professora da rede oficial de ensino. Bibliografia: “Piauí - Estudos Sociais para a 3ª Série do 1º Grau” – coleção Estados do Brasil (1972, várias edições), em parceria com Isabel Avelino Duarte.
 

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui