Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
102 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55241 )
Cartas ( 21066)
Contos (12158)
Cordel (9594)
Crônicas (21296)
Discursos (3111)
Ensaios - (9914)
Erótico (13140)
Frases (40133)
Humor (17566)
Infantil (3567)
Infanto Juvenil (2310)
Letras de Música (5416)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135869)
Redação (2879)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4226)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Um Por Um -- 18/07/2002 - 02:50 (André Luiz Gonçalves da Rocha) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Nem sempre de verdes matas
São compostas as grandes recordações
Nem sempre de atitudes ingratas
Prevalecem as grandes ilusões.

Nem sempre por um bom motivo
É composto um rompimento.
Nem sempre por se estar vivo
Pode-se resistir ao sofrimento.

Nem sempre por existir o desejo
Pode existir a precipitação.
Nem sempre a partir de um beijo
Deve surgir uma grande paixão.

Nem sempre por existir a dor
Deve existir a hipocrisia.
Nem sempre por se querer o amor
Deve-se podar dos outros, a alegria.

Nem sempre tudo é verdadeiro
Quando se quer o bem.
Nem sempre sobrevive-se o dia inteiro
Quando espera-se por alguém
Comentários

Leo Gomes  - 15/03/2011

Bela poesia, um abraço.

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui