Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
77 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54480 )
Cartas ( 21033)
Contos (11993)
Cordel (9391)
Crônicas (20911)
Discursos (3101)
Ensaios - (9872)
Erótico (13091)
Frases (39529)
Humor (17519)
Infantil (3551)
Infanto Juvenil (2304)
Letras de Música (5407)
Peça de Teatro (1308)
Poesias (135169)
Redação (2861)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2368)
Textos Jurídicos (1911)
Textos Religiosos/Sermões (4108)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->CAIS -- 04/01/2002 - 14:33 (VALMIR JOSE NUNES VIANA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Percebo nas árvores uma maestria
que rima ao som do vento
constantes em todos momentos
traz figura nua ao espelho

Música tão suave colorida
em poesia que acato no livro
palavras imaginação da escadaria
que leva a torre de todos

agora que sou ser permita-me
tirar-lhe do canto onde moras
tal língua universal
cantoria meiguice forte

Corro para casa simples
na figura da criação
encantada natureza divina
entre braços socorri-me

minhas mulheres são mães
que não parirão no céu
na terra soa esperança
vencedora da fé.

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui