Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
119 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56711 )
Cartas ( 21128)
Contos (12517)
Cordel (9864)
Crônicas (21892)
Discursos (3121)
Ensaios - (10000)
Erótico (13200)
Frases (41697)
Humor (17749)
Infantil (3605)
Infanto Juvenil (2334)
Letras de Música (5448)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (137072)
Redação (2886)
Roteiro de Filme ou Novela (1049)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4520)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->TEOTÔNIO SEGURADO E O DICIONÁRIO DO BRASIL IMPERIAL -- 15/09/2005 - 10:13 (Mário Ribeiro Martins) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
TEOTÔNIO SEGURADO
E O DICIONÁRIO DO BRASIL IMPERIAL

(REPRODUÇÃO PERMITIDA, DESDE QUE CITADOS ESTE AUTOR E O TÍTULO).

Mário Ribeiro Martins*


Nunca entendi a razão por que o DICIONÁRIO DO BRASIL IMPERIAL(1822-1889), de Ronaldo Vainfas, publicado pela OBJETIVA, RJ, 2002, não traz sequer uma linha sobre a figura monumental de JOAQUIM TEOTÔNIO SEGURADO. Lendo-se o dito dicionário, tem-se a impressão de que nunca existiu nenhum Segurado.

Creio ter sido uma falha imperdoável dos ilustres pesquisadores(mais de 20) que colaboraram elaborando verbetes. É que em diversos temas, o nome de Joaquim Teotônio Segurado poderia ter sido enquadrado. Entre os quais, no verbete sobre PROVINCIA.

Se o período a que se refere o dicionário é de 1822 a 1889, é exatamente o período em que Teotônio Segurado teve participação fundamental na história do Brasil. Senão, vejamos:

1) Joaquim Teotônio Segurado que havia nascido em Moura, Portugal, em 1775, já estava no Brasil, desde 1800, tanto que em 1803, foi nomeado Ouvidor Geral da Capitania de Goiás, pelo Príncipe Regente Dom João VI.

2) Segurado foi promovido ao cargo de Desembargador da Relação do Rio de Janeiro, em 1805 e Desembargador da Relação da Bahia, em 1808.

3) No dia 21.06.1809, foi nomeado Desembargador da recém-criada Comarca de São João das Duas Barras, com capital no povoado de Palma(hoje cidade de Paranã, Tocantins).

4) No dia 07.08.1821, foi eleito Deputado junto às Cortes Portuguesas, pela Província de Goiás, ainda sob a administração do Príncipe Regente Dom Pedro I.

5) Em janeiro de 1822(período a que se refere o dicionário), viajou para Portugal, como Deputado Goiano junto à Constituinte Extraordinária das Cortes Reunidas de Brasil, Portugal e Algarves, tomando posse no dia 08.04.1822, com 47 anos de idade.

6) Em 23.06.1823, por ordem do Imperador Dom Pedro I, através do Padre pirenopolino Luis Gonzaga de Camargo Fleury, foi destituído de todos os seus títulos honoríficos e alguns bens materiais.

7) Em 14.10.1831, Joaquim Teotônio Segurado, com 56 anos de idade, foi ASSASSINADO em sua fazenda na vila de Palma(Paranã), por ele fundada.

Como se vê, a vida de Teotônio Segurado se enquadra perfeitamente no período a que se refere o dicionário, entre 1822 e 1889. No entanto, nenhuma palavra sobre ele. Relembre-se que Joaquim Teotônio Segurado chegou a escrever MEMÓRIAS SOBRE A CAPITANIA DE GOIÁS, texto que lhe valeu elogio por carta real de 05.09.1811.

Como se não bastasse, o seu filho Rufino Teotônio Segurado, foi Juiz de Direito de Carolina, no Maranhão, em 1854, além de ter sido Presidente da Sociedade de Navegação do Araguaia, em 1848. Aliás, antes de ser Presidente desta sociedade, realizou em 1847, a viagem de navegação entre “As Províncias de Goyaz e do Grão-Pará”, pelos rios Tocantins e Araguaia, cuja descrição foi publicada na Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, Rio de Janeiro, 1848, Tomo 10, páginas 178/242.

É claro que nem se falou aqui de outros filhos ilustres de Segurado, tais como, Simplício Teotônio Segurado e Joaquim Teotônio Segurado Filho, ambos teriam sido Promotores Públicos de Porto Nacional e Natividade, em épocas distintas.

Por tudo isto e muito mais que poderia ser dito, JOAQUIM TEOTÔNIO SEGURADO, deveria ter sido mencionado no DICIONÁRIO DO BRASIL IMPERIAL, de Ronaldo Vainfas. (Sobre todos eles, leia mais no site www.mariomartins.com.br).


*Mário Ribeiro Martins
é Procurador de Justiça e Escritor.
(mariormartins@hotmail.com)
Fone: (063)99779311 (063) 3215 44 96
Caixa Postal, 90, Palmas, Tocantins, 77001-970.
www.mariomartins.com.br







Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui