Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
77 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55345 )
Cartas ( 21072)
Contos (12178)
Cordel (9607)
Crônicas (21341)
Discursos (3113)
Ensaios - (9921)
Erótico (13148)
Frases (40257)
Humor (17570)
Infantil (3576)
Infanto Juvenil (2311)
Letras de Música (5420)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135960)
Redação (2881)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1909)
Textos Religiosos/Sermões (4239)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Teses_Monologos-->MOÇO ! (Soneto) -- 17/06/2008 - 17:04 (Armando A. C. Garcia) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:131005781212022800

MOÇO !


Moço, vês aquele velhinho ali sentado
Esmolando as migalhas de quem passa
Já teve mais de mil obreiros registrado
E, perdeu tudo num jogo de trapaça

Pelas ruas vive agora de caridade
Sem teto, sem mulher, e sem ninguém
Sofrendo os esgares da sociedade
Sem amparo fica só, nesse vaivém.

As coisas do passado, são no presente
O reflexo neste mundo de ironia
Repercutem nos caminhos, logo à frente

Parece um mundo de pura fantasia
Deixando a alma alegre descontente
No duro jeito que a todos comovia


São Paulo, 17/06/2008
Armando A. C. Garcia

Visite meu blog: http://brisadapoesia.blogspot.com 

E-mail: armandoacgarcia@superig.com.br
 

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 12Exibido 1355 vezesFale com o autor