Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
93 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55077 )
Cartas ( 21063)
Contos (12135)
Cordel (9570)
Crônicas (21233)
Discursos (3108)
Ensaios - (9913)
Erótico (13137)
Frases (39997)
Humor (17552)
Infantil (3565)
Infanto Juvenil (2309)
Letras de Música (5414)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135740)
Redação (2875)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2374)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4207)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Discursos-->O resto escuro... (Soneto) -- 01/09/2008 - 18:02 (Armando A. C. Garcia) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:131005761633424200

 

O resto escuro ...

Na similitude do teu universo
Canto e choro minha prosa em verso
Porém, não escutas estás adormecida
Estás como dizem, de bem com a vida

Longe de infortúnios e desventuras
Deixa-me flutuar nas mesmas venturas
Tua silhueta, em minha alma está presente
Qual sinete de uma carta imponente

Me alucinam tuas formas extravagantes
Qual veneno adejando o pensamento
A razão já me deprime, o peito inflama

A esperança se consome, virou chama
Não tenho mais, um lúcido momento
No resto escuro de amores abjurantes

São Paulo, 01/09/2008
Armando A. C. Garcia

Visite: http://brisadapoesia.blogspot.com
E-mail: armandoacgarcia@superig.com.br

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 12Exibido 1369 vezesFale com o autor