Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
79 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54725 )
Cartas ( 21051)
Contos (12072)
Cordel (9443)
Crônicas (21012)
Discursos (3106)
Ensaios - (9890)
Erótico (13106)
Frases (39734)
Humor (17540)
Infantil (3557)
Infanto Juvenil (2306)
Letras de Música (5410)
Peça de Teatro (1309)
Poesias (135401)
Redação (2862)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2371)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4159)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->TROCANDO AS BOLAS -- 25/11/2001 - 18:29 (Clovis Coelho Rocha) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


Não sei por que não pensei nisso antes, em todas as esquinas que passo ouço alguém discutindo futebol ou política, na maioria das discussões, no futebol o tema é o juiz ladrão, e na política sempre o político é corrupto, é lógico, que na maioria das vezes é pura intriga da oposição, pura ficção, mas como a minha história também é fictícia então não haverá controvérsia, a não ser que a carapuça sirva em algum dos lados citados. 
Bem, o fato é o seguinte, meu time do coração não ganha nenhuma partida, e isso já está me perturbado muito, já que tenho que culpar alguém, prefiro culpar o técnico que é mais fácil, pobre técnico, como se isso não bastasse, o meu candidato eleito não consegue resolver nenhum problema, a não ser os seus próprios, que do meu humilde ponto de vista, já estão bem resolvidos, e eu pobre cidadão brasileiro, vacinado e quase independente, só tenho vivido meus melhores momentos de tempo em tempo quando o juiz, por descuido, deixa meu time ser quase campeão, ou de quatro em quatro anos quando meu candidato, desta vez o homem certo, ganha as eleições e me faz um vencedor, cheio de esperanças. 
Parei, refleti sobre essas questões cheguei a seguinte conclusão:

As eleições estão chegado e o perfil dos candidatos continua o mesmo.

É claro! Heureca, descobri a solução, vou mandar uma carta para o presidente do meu time pedindo a ele para que tente a escalaçpão do meu candidato para apitar os jogos da nossa equipe, que por conveniência também é a dele; quero morrer de rir ao ver meu político preferido ter sua mãe elogiada em altos brados por toda a torcida de um estádio, mas com a certeza de que seremos campeões. 
Minha única dúvida continua sendo para as próximas eleições pois com a facilidade que os juízes têm para fabricar resultados, qualquer um em que eu vote fará exatamente o mesmo que estava habituado a fazer dentro dos estádios, e o mesmo que o meu candidato fazia quando estava ocupando seu cargo político. 

Qual será a diferença? NENHUMA!

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui