Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
87 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54480 )
Cartas ( 21033)
Contos (11993)
Cordel (9391)
Crônicas (20911)
Discursos (3101)
Ensaios - (9872)
Erótico (13091)
Frases (39529)
Humor (17519)
Infantil (3551)
Infanto Juvenil (2304)
Letras de Música (5407)
Peça de Teatro (1308)
Poesias (135169)
Redação (2861)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2368)
Textos Jurídicos (1911)
Textos Religiosos/Sermões (4108)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->fixo -- 11/03/2002 - 14:25 (VALMIR JOSE NUNES VIANA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
São as plumas de tuas mãos
dos sonhos
o belo da cor dos olhos
natural portal verdade.

Anda a luz das estrelas
resgata pétalas horizontais
de água atlântica
ventos sem volta.

Sopra na boca teu ser
recobre em teus mandamentos
guarda-me em ti
segurança máxima.

Dilatas meus poemas
em cima do resumo
ausente já transferes
tua causa sem par.

Aperta-me ao peito
deixa eu sentir nunca o adeus
fica no momento
fixo de reconheceste.

Agora parto ao começo
em um navio pilotado
pela brisa criadora
do movimento.
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui