Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
61 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55345 )
Cartas ( 21072)
Contos (12178)
Cordel (9607)
Crônicas (21339)
Discursos (3113)
Ensaios - (9921)
Erótico (13148)
Frases (40254)
Humor (17570)
Infantil (3576)
Infanto Juvenil (2311)
Letras de Música (5420)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135960)
Redação (2881)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1909)
Textos Religiosos/Sermões (4239)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Sol -- 11/03/2002 - 13:39 (VALMIR JOSE NUNES VIANA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Ontem de manhã
e a divina natureza
direcionava minha nave
consciente ao sol
dos trópicos entre ais frestas
dos coqueiros
sabor de cantar intelecto.

Hoje mesmo renuncio
a dor que paira em luta
transcendo universo
na síntese vontade que
guardo na em comun tarde
dos filhos ausentes do lar
fixo ideal da vida.

Amanhã bem perto quero
ver o tempo marcando
meu coração no passo
achato de vivençiar
nobre flor na madrugada
espera abrir-se para no
amanhã bem cedo ceder harmonia.
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui