Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
91 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55060 )
Cartas ( 21063)
Contos (12134)
Cordel (9568)
Crônicas (21229)
Discursos (3108)
Ensaios - (9913)
Erótico (13135)
Frases (39988)
Humor (17551)
Infantil (3562)
Infanto Juvenil (2309)
Letras de Música (5414)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135730)
Redação (2875)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2374)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4205)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->comentário -- 11/03/2002 - 13:17 (VALMIR JOSE NUNES VIANA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Percorro os inversos dos atos
mergulho no rosto sofrível
cidadão mesmo com
seus direitos violáveis
numa crônica inversa
da dor sadias à sorrisos
como pássaro fora do ninho
sem reconhecer de fato
que e seu absurdo do acaso?

Agoira mesmo rimarei
a todos homens
de bem pois sei que os
ouvidos foram feitos
acreditar na criação
sentidos aguçados
corpo mundial!

Colado aquele homem
que vejo sofrer
uma pequena gota
oceânica de um todo
seu adormecido tão
consciente luz sublime
percebi-se aguçada melodia
de mel puro corpo
de um homem imortal.
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui