Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
68 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54479 )
Cartas ( 21033)
Contos (11993)
Cordel (9385)
Crônicas (20907)
Discursos (3101)
Ensaios - (9872)
Erótico (13091)
Frases (39523)
Humor (17519)
Infantil (3551)
Infanto Juvenil (2304)
Letras de Música (5407)
Peça de Teatro (1308)
Poesias (135165)
Redação (2861)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2368)
Textos Jurídicos (1911)
Textos Religiosos/Sermões (4106)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->NADA A DECLARAR -- 08/09/2001 - 10:10 (Clovis Coelho Rocha) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Hoje é um daqueles dias...!
Quem, o quê, quanto...?
Sei lá...!
Só sei que quero escrever, paro, penso, espero o tempo passar e nada.
Peço sugestões para os que estão em minha volta, aparecem várias propostas mas o que me falta mesmo é disposição, ou será talento?
Não, talento tenho certeza que não é, pois sempre escrevi e talentoso nunca fui.
Sugerem-me falar em crise, mas como falar em crise se estou sem disposição é exatamente´por causa da crise e..., pronto já falei sobre a dita cuja!
Então me propõem falar sobre o sitema, mas para que se sistematicamente só falo nisso e nada muda.
Então resolvo calar-me, não, não adianta, pois nunca estive tão calado e o que preciso mesmo é escrever e , para tanto estou só pensando, portanto, calado; se calar consinto, então não me calo, nem que me forcem, pois a verdade está aí para ser vista por quem tem visão e as palavras para serem organizadas por quem as conhece.
Persisto, busco novos temas e os encontro, porém estão obscuros, imprecisos, faltam pedaços dos fatos, é uma pontinha aqui, outra ali, feito colchas de retalhos, vou tentando uni-los, mas nada, tudo em vão, estou nos limites da minha ineficiência intelectual.
Estou escrevendo sobre nada, devo parar pois ainda tenho que escolher um título para esta crônica que mais parece um pequeno diário de um momento de tédio, não sei com certeza se deveria dizer que ao começar a escrever estava em uma sala de aulas, brincando de redigir com os alunos, pois alguém poderia reinvindicar a co-autoria deste depoimento da minha lamentável deca dência literária.
Céus! Naõ é que consegui?
Se o meu objetivo era ocupar os espaços em branco com palavras, isso já o fiz, agora é só escolher quele título que você já leu no início e pronto.
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui