Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
135 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56711 )
Cartas ( 21128)
Contos (12517)
Cordel (9863)
Crônicas (21892)
Discursos (3121)
Ensaios - (10000)
Erótico (13200)
Frases (41694)
Humor (17749)
Infantil (3605)
Infanto Juvenil (2334)
Letras de Música (5448)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (137071)
Redação (2886)
Roteiro de Filme ou Novela (1049)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4520)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->DEUS, DEUSES, PROFETAS, CIÊNCIA, VERDADE, ENGANO, ETC. -- 25/10/2009 - 20:04 (ANTICRISTO) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Resposta a uma carta.

"Mensagem referente ao texto COMO SURGIRAM OS GRANDES MILAGRES DE YAVÉ - Artigos.

Mail enviado para: ANTICRISTO
...
Da cidade : São Paulo

Como pode negar a veracidade Biblica? Primeira correção: Se escreve Deus com letra maiuscula pois se trata do único e verdadeiro, Segundo: Tudo o que a ciencia não consegue explicar, ela omite alegando a iveracidade dos fatos; Terceiro: Deus não manipula situações para manter seu povo ao seu lado, Deus criou o homem com o livre arbítrio, cada pessoa faz a escolha do caminho que seguirá, ou, no que irá crer, porém sabendo a consequencia de sua escolha. Agora ve se tem como explicar como pessoas diferentes que não se conheciam, estavam em paises diferentes com culturas diferentes e, em épocas diferentes puderam narrar os acontecimentos bíblicos de forma cronológica, e, narrando os acontecimento de coisas que foram preditas antes de sua época? Isto é Deus através de sua inspiração que revela aos incubidos de registrarem os acontecimentos o futuro da humanidade. Se você é tão interessado em Bíblia, me explique como alguém em uma época tão distante atrás, pode com suas palavras prever a invenção do avião?; ou como foi possivel prever o congestionamento do transito no mundo futuro? Não se sai por ai publicando algo que não conhece, para escrever sobre Deus, voce precisa conhecelo. Pense nisso amigo, ele vai te procurar...”

RESPOSTA:

Correção: “Deus” ou deus? Para os cristãos existe um único deus, e eles podem dizer “Deus”. Entretanto, para não cristãos podem existir inúmeros deuses. O termo é substantivo comum. Eles precisam dar nome a cada deus. E isso fizeram os hebreus, dando seu deus, o que imaginam o único verdadeiro, o nome de “Yavé”. Esse, sim, é nome próprio, devendo ser maiúsculo. Assim como “Satanás”, que dizem ser o nome próprio de um anjo caído, também deve ser grafado em maiúsculo. “Saci Pererê” também deve ser grafado em maiúsculo, porque é o nome próprio de um negrinho perneta que diziam os índios e os caipiras existir por aí.
Agora, se eu falo do deus dos hebreus, os deuses dos gregos, os anjos e os santos dos católicos, eu estou utilizando substantivos comuns. Deus, para quem não é monoteísta, é simplesmente um substantivo comum que designa um dos seres sobrenaturais que muitas pessoas acreditam existir, mas que não temos indício de existirem realmente. “Único verdadeiro” deus é algo subjetivo, que para os hebreus é “Yavé”, para muçulmanos é “Alá”, e para romanos não era um único, mas diversos.

“Tudo que a Ciência não consegue explicar” - A ciência tem seus princípios para buscar entender as coisas. Mas se ainda não entende algo, não inventa explicação; o que faz é imaginar uma hipótese que parece plausível e estudar para verificar se há alguma confirmação da realidade do fato.
Os cientistas sabem que o universo não foi criado há seis mil anos com diz a Bíblia, porque, descobrindo a velocidade da luz e conseguindo avistar a milhões de anos-luz, conseguiu ver o passado. Ou seja, o que enxergarmos hoje a um milhão de anos-luz é a imagem que o objeto tinha um milhão de anos atrás. Isso é prova cabal de que o universo não tem só seis mil anos.
Charles Darwin concluiu que todos os seres vivos provieram de uma primeira forma de vida surgida há bilhões de anos. De lá para cá, o desenvolvimento do microscópio, e o aperfeiçoamento da Arqueologia nos mostrou a evolução dos seres vivos, confirmando a dedução de Darwin. Pode até haver dúvida quanto ao tempo exato, mas temos certeza de que ocorreu essa mutação dos seres vivos ao longo do tempo. E, hoje, o sequenciamento do DNA já mostra até o grau de parentesco entre as espécies. Só nega isso quem não quer aceitar a realidade.
Para os cristãos primitivos, era grande coisa Jesus dizer que o que entra pela boca não contamina o homem, em favor dos que comiam sem lavar as mãos. Se vivessem hoje, certamente não haveria um Jesus dizendo isso, porque eles saberiam da existência dos micróbios e do perigo que corre uma pessoa que pega no alimento com as mãos sujas. Naquele tempo, as pessoas morriam de infecção bacteriana, e nenhum mágico, profeta ou anjo tinha a informação da causa da morte.
Jesus teria dito que, após a grande tribulação causada pela destruição de Jerusalém e a diáspora, o Sol escureceria e as estrelas cairiam do céu, e ele estaria de volta ao mundo para estabelecer aquele reino eterno que os crentes esperam. Mas, hoje, sabemos, mediante a visão telescópica, que as estrelas são milhões de vezes o tamanho da Terra, não sendo possível elas caírem na Terra. Ademais, acabou a perseguição aos judeus, vários países já dominaram o mundo, e, como não será possível as estrelas caírem aqui, também Jesus não poderá vir.

As “pessoas diferentes” que viveram “em épocas diferentes” escreveram segundo o conhecimento de suas épocas, e não previram o que viria depois coisa nenhuma; apenas predisseram algo que realmente não aconteceu ou coisas lógicas, como aumento do conhecimento e a existência de guerras, forme, terremotos, coisas que já existiam em seus dias. Os que escreveram os evangelhos o fizeram depois da destruição de Jerusalém, por isso relataram o que ocorreu, mas erraram o que deveria ocorrer depois. Os profetas que viviam nos dias do domínio assírio previram que os judeus iriam derrotar a Assíria e estabelecer um domínio eterno sobre todas as nações, e isso não aconteceu. Os que viviam nos dias do domínio caldeu previram a queda de Babilônia e a nova Jerusalém, com o fim das agruras do judeus. Babilônia passou, como passam todos os domínios, o domínio judeu não se cumpriu. Outros, que viviam nos dias do domínio sírio de Antíoco IV, falaram do fim da grande tribulação causada por Antíoco e, predisseram, novamente, o domínio judeu do mundo após esse tempo de sofrimento. Isso também não ocorreu. Depois, os cristãos aplicaram as palavras da profecia aos acontecimentos de seus dias (destruição de Jerusalém a expulsão dos judeus) e predisseram o reino sobrenatural de Jesus após esses fatos. Como isso também não se cumpriu, os cristãos atuais estão sempre dando alguma interpretação que se encaixe em seus dias, mas, à medida que a história avança e o cenário muda, novas interpretação são necessárias. Assim caminha o mundo religioso.
Ninguém na Bíblia disse que o homem um dia iria inventar uma máquina que o transportasse pelo ar. As únicas pessoas a voar seriam os anjos que viriam à Terra recolher os cristãos e levar para o céu, e Jesus, que dizem ter subido com as nuvens e deveria retornar também com as nuvens.
E quem teria previsto “o congestionamento do trânsito”?

ÍNDICE SISTEMÁTICO
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui