Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
93 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56831 )
Cartas ( 21161)
Contos (12584)
Cordel (10014)
Crônicas (22151)
Discursos (3133)
Ensaios - (8956)
Erótico (13388)
Frases (43357)
Humor (18383)
Infantil (3751)
Infanto Juvenil (2630)
Letras de Música (5464)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (138029)
Redação (2918)
Roteiro de Filme ou Novela (1053)
Teses / Monologos (2394)
Textos Jurídicos (1923)
Textos Religiosos/Sermões (4770)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->A páscoa dos operários -- 14/09/2013 - 01:54 (Brazílio) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O ano há de ter sido o da graça de 1960, talvez não tão arredondado assim, mas

bem próximo. Mas o domingo era o de Páscoa. E fomos, as famílias operárias, à

uma missa diferente, que se celebrava no espaçoso galpão de entrada da fábrica

de tecidos da Velha Serrana. O dístico que se lia na bela toalha de linho que cobria

o altar improvisado para a circunstância é que me chamava a atenção: A messe é

grande, os operários é que são poucos.

Não me parecia traduzir a verdade do momento aquela frase, pois o galpão

estava apinhado - e até muito bem comportado o populacho que ai seguindo e

respondendo às determinações do celebrante. Talvez quisesse o Senhor dar uma

provocada em seu ferrenho adversário Marx, ao prometer o pleno emprego.

Mas fomos nos embevecendo com aquela liturgia, certos de que algo de melhor

ainda viria. E veio: ao fim da missa, num galpão anexo eis que se descortinava

aquela sucessão de mesas, unidas, cobertas de acepipes domingueiros: bolos,

broas, bolachas, pães, rosquinhas, um patetê de quitandas gostosas.

O que não se esperava contudo é de pacatas ovelhas nos transubstanciássemos em

voraz alcatéia. Foi um massacre, uma hecatombe, não restando senão mesa nua

sobre nudez crua.

O que se pode dizer é que nunca houve Páscoa como aquela. Nem pro pároco, nem

pro gerente, e muito menos pra gente. Dali pra frente tudo ia ser diferente.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 24Exibido 75 vezesFale com o autor