Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
34 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56432 )
Cartas ( 21156)
Contos (12574)
Cordel (9959)
Crônicas (22082)
Discursos (3130)
Ensaios - (8873)
Erótico (13328)
Frases (42867)
Humor (18225)
Infantil (3700)
Infanto Juvenil (2514)
Letras de Música (5461)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137727)
Redação (2905)
Roteiro de Filme ou Novela (1051)
Teses / Monologos (2385)
Textos Jurídicos (1918)
Textos Religiosos/Sermões (4611)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Frase do século -- 13/03/2008 - 11:52 (Renato Rossi) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O século mal começou e parece um pouco cedo para começar aquelas listas de melhor isto, pior aquilo. Por outro lado esperar o final do século para consolidá-las será um problema. Pelo menos para mim. Não sei sobre vocês, mas eu já estarei com quase cento cinqüenta anos e, preciso reconhecer, minha memória deverá ter alguma dificuldade em lembrar de tantas coisas.
Claro que não esquecerei da Bündchen com seu Bün empinado e seus bicos como tremas a completar a ortografia. Dificilmente esquecerei da Gabriela subindo a escada e o povo todo deitado no chão na vã expectativa de enxergar melhor o que na época não era mostrado com tanta facilidade. Perdoem, eu sei que esta história de Gabriela é do século passado, não concorreria de qualquer forma.

Pois bem, muitas destas coisas eu certamente não esquecerei embora corra o risco de não saber bem o motivo para lembrá-las com tanta saudade. Mas há outras categorias que, de tantos candidatos, por certo será difícil lembrar.

Assim achei melhor começar desde já uma lista de melhores frases e atualizá-la à medida que são ditas.

Muita besteira tem sido dita e naturalmente, só as mais divertidas haverão de ser guardadas. Mas minha intenção é reproduzir apenas as frases sérias, ou com algum conteúdo útil. Não que não se deva rir quando aplicável, mas trata-se mais rir com elas e não rir delas.

Este ano além dos comentários de nosso presidente e uma que outra tirada de Fidel, o eterno revolucionário e que a mídia agora trata como se houvesse morrido, não me ocorre nada a relatar. Mesmo estas de nosso presidente não chegam a empolgar para uma lista de melhores do século. Só insisto em iniciar esta lista agora para deixar registrada uma frase desde já grande candidata. Eu diria que dificilmente será suplantada. Não apenas pelo conteúdo e a circunstância em que foi dita, mas também pela sua permanente capacidade de ser usada nas mais diversas ocasiões, públicas ou privadas, incluindo aí se não o autor, pelo menos o alvo que ainda deve ficar neste plano por um ou dois séculos.

“Por que não te calas?”

Disse o Rei de Espanha ao bolivariano Chaves, sempre metido em confusões, melhor dizer, causando confusões. Não satisfeito com a retórica bolivariana, agora lembrou que tem canhões e pelo menos dez tanques. Sem saber o que fazer com eles, aproveitou o momento e os enviou para a fronteira da Colômbia. Este garoto é muito levado, a qualquer hora apronta alguma e vamos acabar tendo que dar razão ao Bush que frustrou uma boa venda da Embraer.

Como se não bastasse este chaves a perturbar o noticiário noturno com direito à repetição na manhã seguinte, ontem desembarca em Brasília este menino do Equador, cheio de coragem, falando isto e aquilo.

Que gente!

Fora eu o Rei e já aplicaria um PQNTC nele.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 4Exibido 212 vezesFale com o autor