Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
99 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54945 )
Cartas ( 21059)
Contos (12121)
Cordel (9542)
Crônicas (21131)
Discursos (3109)
Ensaios - (9910)
Erótico (13133)
Frases (39897)
Humor (17551)
Infantil (3560)
Infanto Juvenil (2308)
Letras de Música (5414)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135650)
Redação (2874)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2374)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4195)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->É Dando (Votos/Apoio) que se Recebe(Cargos/Verbas) -- 20/10/2007 - 06:54 (Ivo S. G. Reis) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
É, povo brasileiro, é assim mesmo que a coisa funciona (e sempre funcionou) lá no Congresso Nacional. A famosa política do “toma lá, dá cá“, agora está institucionalizada.

Não que isso nunca tenha existido antes. Muito pelo contrário, sempre foi assim. A diferença é que antes, ainda havia uma certa preocupação em esconder ou dissimular esta prática vergonhosa e condenável, para que a Imprensa nem o povão tomasse conhecimento.

Agora, porém, os políticos perderam a vergonha de vez, e já nem se importam mais que a Imprensa noticie as negociações. Acham tudo natural. Vejam como eles raciocinam: “o Governo precisa de maioria de votos para aprovar suas propostas. Nós temos os votos. Logo, o Governo precisa de nós e vai ter que compensar-nos para obter apoio político. Como eles podem nos compensar? Distribuindo cargos para o partido que apóia, liberando emendas e verbas no orçamento. É isso ou nada“.

Em Direito, isso poderia ser chamado de “coação irresistível”. O Governo precisa legislar (geralmente em causa própria). Mas se quiser que as leis, medidas provisórias, etc., de seu interesse sejam aprovadas, tem de pagar por isso, ou não governa.

Assim, o voto e os cargos viraram moeda de troca política, tudo debaixo dos nossos narizes e o povo e as instituições que deveriam defendê-lo, nem um nem outro, nada fazem.

Como quem cala consente, como punir político brasileiro é quase tão difícil quanto acertar na loteria, isto os encoraja a continuar com a prática e, o pior: sem nenhum pudor e com todo o descaramento que já lhes é peculiar, salvo raríssimas exceções.

O povo, o povo? O que é que o povo tem a ver com isso? Primeiro vêm os interesses pessoais dos políticos. Depois de atendidos estes, aí sim, poderá pensar-se em atender uma ou outra coisinha para fazer média com o povão e fingir que se está trabalhando em favor deles.

Acorda, OAB! Acorda STF! Acordem PSOL, PPS, PV, PSTU e uns poucos partidos políticos que ainda respeitam os princípios éticos e morais! Façam alguma coisa contra isso!

O povo sofrendo, enganado, calado? Até quando, até quando!?…
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui