Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
106 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56923 )
Cartas ( 21164)
Contos (12585)
Cordel (10043)
Crônicas (22162)
Discursos (3133)
Ensaios - (8974)
Erótico (13389)
Frases (43449)
Humor (18412)
Infantil (3758)
Infanto Juvenil (2646)
Letras de Música (5464)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (138083)
Redação (2919)
Roteiro de Filme ou Novela (1053)
Teses / Monologos (2399)
Textos Jurídicos (1924)
Textos Religiosos/Sermões (4809)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Contramão(ó morte, onde está sua vitória...) -- 15/08/2019 - 21:29 (Lorde Kalidus) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Diga-me, agora, onde eu fracassei

Se cada passo seu é em minha direção

Ainda que insista em andar na contramão

Seguirá as coordenadas que eu indicarei

 

Será meu logo que for concebido

Antes mesmo de chegar ao mundo

E cair nas graças do casto e do imundo

Por quem será constantemente ferido

 

Os olhos de toda dor te avistarão

E ela te tomará como amante

Tão passivo quanto servil

 

E te fará clamar por meu nome

Bem como a paz que só ele entrega

Seja você íntegro ou vil

 

Pois é destino de tudo o que vive

Receber-me de braços abertos

Sem a opção de me contestar

 

E o farão com choro ou sorriso

Quer procurem adiantar nosso encontro

Ou, de toda forma, me afastar.

 

 

06 de fevereiro de 2019 

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 15 vezesFale com o autor