Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
114 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56132 )
Cartas ( 21113)
Contos (12445)
Cordel (9803)
Crônicas (21707)
Discursos (3120)
Ensaios - (9953)
Erótico (13192)
Frases (41226)
Humor (17643)
Infantil (3599)
Infanto Juvenil (2327)
Letras de Música (5440)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (136703)
Redação (2885)
Roteiro de Filme ou Novela (1048)
Teses / Monologos (2379)
Textos Jurídicos (1914)
Textos Religiosos/Sermões (4462)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->A Jean Louis Bouchet -- 18/03/2004 - 22:36 (MARIA PETRONILHO) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos





Querido Poeta




No planeta aonde estás

Não existem diferenças

Nem burocratas

Nem hipócritas

Nem sofrimentos

Nem pesadelos



Estrela, te volatilizaste



Das temperadas

Ternas e eternas

Amizades



Que cultivaste enquanto eras



O conforto

De quem se sentia só

Altas horas

Quando voavas



(Em figurinhas

Carinhosas e atentas

Diáfanas

Como tu eras)



Somos voláteis

Poeiras estelares

Ansiando a paz

Entre torturas




Tu estás na Paz!



Com saudade de teu sorriso, de teus beijussss,





Lisboa, 19/3/2004



Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui