Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
129 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56399 )
Cartas ( 21119)
Contos (12484)
Cordel (9833)
Crônicas (21794)
Discursos (3122)
Ensaios - (9978)
Erótico (13197)
Frases (41439)
Humor (17685)
Infantil (3603)
Infanto Juvenil (2328)
Letras de Música (5445)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (136913)
Redação (2885)
Roteiro de Filme ou Novela (1048)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4474)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->O Credo do Político -- 12/03/2018 - 21:23 (Francisco Venâncio Feitosa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Creio em mim mesmo, todo mentiroso;
Criador da propina e da rapina:
E do desvio de verbas, meu único filho e senhor,
Que foi concebido pelo poder do engodo,
E nasceu da virgem mentira.
Padeço sob os meus delatores,
Mas, nunca fui morto nem derrotado;
Desci a mansão dos corruptos,
Mas, subirei ao poder na próxima eleição,
E estarei num alto posto, todo-poderoso!
De onde hei de julgar os meus desafetos.
Creio no meu espírito pilantra,
Na Santa Política Caótica,
Na não punição dos culpados,
Na reincidência dos crimes,
No desvio de verbas,
E na Propina eterna!
Amém!



Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui