Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
83 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56432 )
Cartas ( 21156)
Contos (12574)
Cordel (9959)
Crônicas (22082)
Discursos (3130)
Ensaios - (8873)
Erótico (13328)
Frases (42867)
Humor (18225)
Infantil (3700)
Infanto Juvenil (2514)
Letras de Música (5461)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137727)
Redação (2905)
Roteiro de Filme ou Novela (1051)
Teses / Monologos (2385)
Textos Jurídicos (1918)
Textos Religiosos/Sermões (4611)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Ética e salada mista -- 04/02/2007 - 21:09 (Renato Rossi) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
31.01.2007 – 481 - NR

A gente às vezes não nota, mas a ética é algo como uma salada mista. É, salada mista, alface, tomate, cenoura, pepino, beterraba, rúcula e o que mais se queira. Batata pode, mas poucas e pequenas. Não se está aqui falando da famosa salada de batata, a chamada salada de maionese, tão cara aos políticos de todas as cores. Fala-se da salada mista, diversificada, sem, ou com um mínimo de carboidratos, saudável.

A salada mista, como a ética, é algo que ninguém contesta, embora nem todos adotem e poucos a compreendam em sua plenitude. Na frente das crianças e em jantares de cerimônia todos enchem o prato de salada tentando demonstrar que são politicamente corretos, que cuidam da alimentação. Sempre há quem acredite e tente imitar. Mas não sabem os crentes que na saída estes propagandistas da salada mista passam na lanchonete para um saboroso e grande sanduíche. No campo da ética, estes fazem ao contrário, ficam com as verdes.

Outro dia, alguém que não lembro, serviu-se de salada deixando fora a rúcula, logo a rúcula, tão em moda. Disse que lhe fazia mal. Mas o segredo da salada está na sua diversidade de cores, no detalhe dos temperos. Deve-se evitar a meia-salada. Com a ética não é diferente, muitos alegam motivos variados para a própria dispensa. “Só desta vez”, “assim já é demais”, ou “se não for eu será outro, eu pelo menos...”, dizem os adeptos da meia gravidez.

Mas não desanime. Felizmente, parece haver um movimento lento no sentido da salada mista e cada vez mais há quem a aprecie, cada vez com menos resistência e exceções. Apesar dos exemplos que se vê na televisão, vagarosamente o consumo de salada mista, salada verde e suas variantes vai aumentando. A salada de batata, com suas gorduras e carboidratos e seu volume no estômago, a despeito de seu encanto, vai perdendo terreno para alternativas mais leves.

Devagar é claro, nem todos ainda perceberam das vantagens da salada mista para si mesmo, anda acham que é bom só para os outros..

Com a ética não tem sido diferente. Tem?


___________________________________
O autor mantém uma lista de leitores que recebem suas crônicas assim que são escritas, não raro ainda com muitos erros. Para inscrever-se basta enviar solicitação para renato.rossi@terra.com.br. Para sair, o procedimento é o mesmo sem demora ou questionamento.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 4Exibido 242 vezesFale com o autor