Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
78 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55077 )
Cartas ( 21063)
Contos (12135)
Cordel (9570)
Crônicas (21233)
Discursos (3108)
Ensaios - (9913)
Erótico (13137)
Frases (39997)
Humor (17552)
Infantil (3565)
Infanto Juvenil (2309)
Letras de Música (5414)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135740)
Redação (2875)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2374)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4207)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Amo você -- 28/12/2010 - 18:48 () Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Quem o olha por fora, não nota
o olhar é ávido, penetrante.
Os lábios espessos, a fala confiante.
No peito largo os músculos se notam.

Um homem maduro, astuto
de sorriso fechado, quase espremido.
As feições sempre veladas, quase um bruto.
As ações, todas formais, um poliglota, sofrido.

Um homem decidido, senhor de tantos títulos
despido num reduto, ao meu olhar, visível.
Um apaixonado reprimindo um amor inconfundível,
intrínseco e silencioso, denuncia-o, os seus escritos...

Um homem comum, que ama em segredo
um alguém que anseia o fim de seus medos,
alguém que o ama indubitavelmente
e aguarda ansiosamente sua declaração diariamente...
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui