Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
64 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56828 )
Cartas ( 21161)
Contos (12584)
Cordel (10013)
Crônicas (22151)
Discursos (3132)
Ensaios - (8955)
Erótico (13388)
Frases (43349)
Humor (18383)
Infantil (3751)
Infanto Juvenil (2630)
Letras de Música (5464)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (138026)
Redação (2918)
Roteiro de Filme ou Novela (1053)
Teses / Monologos (2394)
Textos Jurídicos (1923)
Textos Religiosos/Sermões (4767)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->Memórias e contos de J. Borges -- 09/09/2019 - 10:42 (Carlos Alê) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Um dos meus primeiros cordéis no Usina de Letras:

Memórias e contos de J. Borges

(enviado aos Correios)

Primeiro vou dedicar
os meus termos mais gentis
aos Correios que nos prestam
nas lonjuras do país
serviços que sempre deixam
todo usuário feliz

Um zelo é empregado
aos objetos alheios
No ítem correspondência
não procuro outros meios
Mesmo sabendo das greves
eu confio nos Correios

Um exemplo eu já deixo
da presteza especial
Pra Bezerros em agosto
passei um vale-postal
Com três dias de viagem
chegou na agência local

Desde o onze de agosto
ele aguarda retirada
porque o destinatário
sem a coisa explicada
não vai buscar a quantia
que a ele é destinada

Ele foi comunicado
eu mesmo comuniquei
Com ele por telefone
do assunto já tratei
Porque não foi na agência
o motivo eu não sei

J. Borges é o poeta
de quem estou a falar
Ele anunciou um livro
que fiz questão de comprar
Só falta pegar o vale
e o tal livro me enviar

É também o ilustrador
do livro que escreveu
Suas ilustres gravuras
foram expostas em museu
e são muito conhecidas
mesmo em país europeu

Esse livro em questão
é um livro especial
Foi feito por ele mesmo
de forma artesanal
Rodado em tipografia
longe de ser atual

Se existe impedimento
ou embaraço talvez
entreguem para o poeta
por ser ilustre freguês
e de todos conhecido
Isso peço a vocês

Concluída minha queixa
sem mais aqui me despeço
Reafirmo grande estima
nas palavras que expresso
Desejando aos Correios
em tudo tenha sucesso

(Depois de recebido o livro)

O livro de J. Borges
agora eu já recebi
Tem cada ilustração
que iguais eu nunca vi
Histórias tão engraçadas
que a gente lê e ri

Foi dona Auxiliadora
funcionária do Correio
que atrasou o envio
buscando por esse meio
pedir uma autografia
nisso acertando em cheio

Ela esperou o poeta
de uma viagem voltar
pra pedir dedicatória
e o livro autografar
sabendo que o leitor
costuma disso gostar

Esse livro tem cordel
e muita xilografia
J. Borges também faz
a sua biografia
É sertão revisitado
pela sua nostalgia

J. Borges desenvolve
estilo surrealista
misturando anedota
com história realista
Escrevendo ou ilustrando
é um verdadeiro artista

O seu livro é diferente
pois para sua feitura
não passou por editora
que fizesse a censura
Mas querendo que o leitor
entendesse a leitura

Tem ditados populares
artigos e pensamentos
retirados da memória
e dos seus apontamentos
As suas histórias tem
pitorescos elementos

Eu só posso concluir
que valeu ter esperado
Pra você vou avisar
o estoque é limitado
Compre o seu exemplar
antes que fique esgotado

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui