Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
142 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56726 )
Cartas ( 21128)
Contos (12519)
Cordel (9865)
Crônicas (21898)
Discursos (3121)
Ensaios - (10001)
Erótico (13200)
Frases (41737)
Humor (17749)
Infantil (3605)
Infanto Juvenil (2334)
Letras de Música (5448)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (137078)
Redação (2886)
Roteiro de Filme ou Novela (1049)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4526)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->NO PAÍS ONDE POSTE MIJA NO CÃO, NO DO POVO ENTRA VARA -- 13/03/2018 - 10:18 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Assaltantes processam assaltados
Por aqui inverteram-se os valores
Só bandido recebem os louvores.
A moral foi jogada para o lado.
Não estamos nem mesmo preocupados,
Com mudanças no jogo e nas premissas
Pois achamos que só indo ver missa
Acabamos com toda a corrupção.
No país onde poste mija o cão,
No do povo entra vara da Justiça.

Por aqui os bandidos fazem lei
E também são os seus aplicadores
São bastante as trocas de favores
Sempre em benefício de um rei.
Criminoso e todo fora da lei
Tornou esta Nação: Nação submissa.
Falta escrúpulo pra essa mundiça
Que não sabe o sentido de Nação.
No país onde poste mija o cão,
No do povo entra vara da Justiça.


HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO
FORTALEZA, MARÇO/2018
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui