Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
73 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55340 )
Cartas ( 21071)
Contos (12177)
Cordel (9607)
Crônicas (21338)
Discursos (3113)
Ensaios - (9921)
Erótico (13148)
Frases (40252)
Humor (17570)
Infantil (3576)
Infanto Juvenil (2311)
Letras de Música (5420)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135959)
Redação (2881)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4239)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Ensaios-->Governo Médici: ápice do desenvolvimento brasileiro -- 17/03/2014 - 14:15 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Governo Médici: ápice do desenvolvimento brasileiro

Félix Maier

13/12/2010

“Nelson Jobim (Defesa) provocou mal-estar sábado, na Academia Militar das Agulhas Negras, durante a formatura da ‘Turma General Emílio Garrastazu Médici’, ao criticar indiretamente o patrono – elogiado antes pelo comandante do Exército pela ‘honradez, dignidade e patriotismo’. No discurso, que aliás não estava previsto, Jobim deixou claro que não aprovou a escolha do patrono, dizendo que o Exército ‘deve esquecer o passado’. Os generais nem o aplaudiram. E o convidado Roberto Médici, filho do ex-presidente, desceu do palanque e foi embora” (Cláudio Humberto, 07/12/2010).

É a segunda vez que Jobim comete grosseria com os militares. Em 2007, o fraudador da Constituição de 1988 (Cfr. http://www.cic.unb.br/~pedro/trabs/fraudeac.html) ameaçou os militares durante o lançamento do livro Direito à Memória e à Verdade, da lavra do secretário de Direitos Humanos (dos Terroristas, é claro) Paulo Vannuchi: "Hoje, não naquela condição de ministro de Estado da Justiça, mas como ministro do seu governo e na condição de ministro de Estado da Defesa, afirmo, com absoluta tranqüilidade, que estamos num processo efetivo de conciliação. E que as Forças Armadas brasileiras recebem este ato como um ato absolutamente natural. Não haverá indivíduo que possa a isso reagir e, se houver, terá resposta. Todos nós, fardados ou não, temos um compromisso com o povo brasileiro e a História do Brasil" (Cfr. http://www.averdadesufocada.com/index.php?option=com_content&task=view&id=594&Itemid=34).

Além de ter desrespeitado os presentes na solenidade da Academia Militar, Jobim parece não ter nenhum compromisso com a verdadeira História do Brasil. Como pode alguém querer que seja esquecido o papel das Forças Armadas, principalmente do Exército, depois de 1964, quando os governos militares acabaram com a baderna Jango-Brizola, desbarataram os movimentos comunoterroristas e elevaram o Brasil à 8ª potência econômica?

Nestes tempos de desinformação histórica, é com alegria que apresento uma página na Internet que tem um único compromisso com o leitor: relatar a verdade histórica. Trata-se do Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC), da Fundação Getúlio Vargas.

Se você abrir, por exemplo, a página do Movimento Tortura Nunca Mais (www.torturanuncamais-rj.org.br), verá a exaltação da biografia criminosa de inúmeros terroristas marxistas, que infernizaram o Brasil nas décadas de 1960 e 70. Verá com destaque a concessão da “Medalha Chico Mendes de Resistência” a terroristas nacionais (Luís Carlos Prestes, Carlos Lamarca, Carlos Marighela, Iara Iavelberg) e estrangeiros (Ernesto Che Guevara), a algumas figurinhas carimbadas da esquerda tapuia festeira, como Emir Sader, Frei Betto, Oscar Niemayer, Paulo Freire, Leonardo Boff, Mário Lago, Luís Fernando Veríssimo, Herbert de Souza (“Betinho”), e a bispos-vermelhos, como Dom Paulo Evaristo Arns, Dom Hélder Câmara, Dom Mauro Morelli, Dom Pedro Casaldáliga – além dos terroristas da atual “guerrilha desarmada” (por enquanto!) do MST, a exemplo de João Pedro Stédile e de outros cangaceiros menos conhecidos, que foram presos por promoverem o esbulho e depredações no campo. Não podia faltar uma Medalha para o famigerado CDR cubano (Comitê de Defesa da Revolução), encarregado de vigiar todos os cidadãos da ilha-prisão de Fidel Castro, porém nota-se a ausência de uma Medalha para as FARC, co-irmã do PT no Foro de São Paulo.

Para o leitor ter uma idéia do que é sério e do que é apenas fantasioso, veja os verbetes de Carlos Lamarca, em Tortura e no CPDOC (www.cpdoc.fgv.br). E verá o colossal abismo de informações que existe entre o que ocorre com um torcedor fanático, defensor de facínoras, e com um espectador sério, impassível frente aos fatos apresentados.

No ano 2000, a escola de samba Caprichosos de Pilares, do Rio de Janeiro, apresentou em seu enredo a vida de vários governantes, jogando confetes e serpentinas sobre Vargas, JK e Jango, e apresentando os governos militares com um rapaz pendurado num pau-de-arara. Como se essa tivesse sido a única obra dos 21 anos de governo dos cinco generais-presidentes. Governo que, por sinal, apresentou o Brasil à modernidade, a começar com a difusão do singelo uso do telefone. Anteriormente, uma ligação entre Rio e São Paulo levava horas, às vezes dias. Governo que trouxe nosso País de um pífio 46º lugar, quanto ao PIB, para a honrosa posição de 8º país mais desenvolvido do mundo. Durante o século XX, somente o Japão teve um índice de crescimento superior. Infelizmente, duas décadas de “Nova República” e a Constituição dos “miseráveis”, de 1988, já retrocederam o Brasil para o 13º lugar. O país-caranguejo ainda tem um belo caminho de marcha à ré pela frente, com o atual governo socialistês sino-cubano-petista.

Médici, apesar de a esquerda atribuir a ele o Governo mais aterrador da moderna história do Brasil, foi determinante para a eliminação do terrorismo em nosso País. Evitou que o Brasil se transformasse numa Colômbia de dimensões continentais. Não fosse sua ação firme, hoje o Brasil seria uma "Farclândia" disputada por inúmeros grupos guerrilheiros e, quem sabe, Lula-laite, em companhia de Fidel Castro e Hugo Chávez, estaria fazendo constantes visitas a José "Tirofijo" Genoíno, comandante-em-chefe de uma extensa área “liberada” na região do Araguaia...

Para o Movimento Tortura, o governo dos militares não passou de uma encenação da Caprichosos de Pilares no sambódromo. Muito mais do que paus-de-arara - que hoje existem mais do que na época de Médici, conforme Relatório recente da ONU -, convém ler abaixo as realizações de Médici, apresentadas pelo CPDOC. O mais é intriga e mentira da esquerda. E de bicheiro e traficante rebolando na Sapucaí.

Por isso, mais do que sempre, lembrar é preciso.

Cfr. texto extraído de www.cpdoc.fgv.br/comum/htm/ em 21/07/2003 “ Política econômica: ‘milagre brasileiro’ ”, que pode ser lido em http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.php?cod=3568&cat=Ensaios&vinda=S

 

MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964

Uma seleção de artigos

http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.php?cod=12991&cat=Ensaios

Faça download do livro de Tuma Jr., ASSASSINATO DE REPUTAÇÕES - UM CRIME DE ESTADO, clicando em

http://liciomaciel.wordpress.com/2014/01/15/tuma-jr-livro-download

A transcrição do livro de Tuminha pode ser vista em http://pt.slideshare.net/CelsoDaviRodrigues/livro-assassinato-de-reputaoes-tuma-junior

 

Leia os textos de Félix Maier acessando:

1) Mídia Sem Máscara

http://www.midiasemmascara.org/colunistas/10217-felix-maier.html

2) Piracema - Nadando contra a corrente (textos mais antigos)

http://felixmaier.blogspot.com/

3) Piracema II – Nadando contra a corrente (textos mais recentes)

http://felixmaier1950.blogspot.com/

 

Leia as últimas postagens de Félix Maier em Usina de Letras clicando em

http://www.usinadeletras.com.br/exibelotextoautor.php?user=FSFVIGHM

 

Para conhecer a história do terrorismo no Brasil, acesse:

http://wikiterrorismobrasil.blogspot.com.br/

 

 

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 568Exibido 789 vezesFale com o autor