Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
90 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 53580 )
Cartas ( 20971)
Contos (11736)
Cordel (9167)
Crônicas (19980)
Discursos (3080)
Ensaios - (9750)
Erótico (13031)
Frases (38530)
Humor (17440)
Infantil (3541)
Infanto Juvenil (2294)
Letras de Música (5394)
Peça de Teatro (1307)
Poesias (134120)
Redação (2857)
Roteiro de Filme ou Novela (990)
Teses / Monologos (2358)
Textos Jurídicos (1905)
Textos Religiosos/Sermões (3934)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Ensaios-->TERRORISMO: DE GUARARAPES A BOSTON -- 04/06/2013 - 12:30 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

TERRORISMO: DE GUARARAPES A BOSTON

http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.php?cod=12650&cat=Ensaios&vinda=S

 Félix Maier

Em 15 de abril de 2013, houve um covarde atentado terrorista em Boston, ocorrido ao final de uma maratona, com explosões de duas bombas caseiras feitas com panelas de pressão recheadas de rolamentos de esferas de aço. O vil ato foi perpetrado por dois irmãos de origem chechena, Tamerlan Tsarnaev, de 26 anos, e Kzhokhar, de19. O terror deixou três mortos e centenas de feridos, entre os quais dezenas de pessoas que tiveram membros amputados. Caçados pela polícia americana, o mais velho foi morto em uma troca de tiros, enquanto que o mais novo foi baleado e preso.

 

 

Amputados em Boston

 

O motivo alegado pelo terrorista sobrevivente foi a ingerência dos EUA no mundo muçulmano, os quais, a título de combater o terrorismo islâmico, promoveram guerras cruentas contra o Afeganistão e o Iraque.

O ataque em Boston nos faz lembrar do ataque terrorista perpetrado em 25 de julho de 1966 no Aeroporto de Guararapes (Recife) por membros ligados à Ação Popular. O alvo era o presidente Costa e Silva, que se salvou porque não desembarcou no Aeroporto, como estava previsto. O saldo do terror brasileiro, o primeiro de muitos outros durante o governo dos generais-presidentes, deixou dois mortos, o jornalista Edson Régis de Carvalho e o almirante Nelson Gomes Fernandes, além de quinze feridos graves. Como em Boston, algumas vítimas tiveram membros amputados, a exemplo do ex-jogador de futebol Sebastião Thomaz de Aquino, o “Paraíba”, que perdeu uma perna, e o então tenente-coronel, hoje general reformado, Sylvio Ferreira da Silva, que sofreu amputação dos dedos da mão esquerda, além de graves ferimentos na coxa. A carnificina só não foi maior porque as cerca de 300 pessoas que aguardavam a chegada de Costa e Silva se dispersaram depois que os alto-falantes do Aeroporto informaram que ele não mais viria.