Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
92 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54717 )
Cartas ( 21051)
Contos (12072)
Cordel (9440)
Crônicas (21012)
Discursos (3106)
Ensaios - (9890)
Erótico (13106)
Frases (39732)
Humor (17538)
Infantil (3557)
Infanto Juvenil (2306)
Letras de Música (5410)
Peça de Teatro (1309)
Poesias (135400)
Redação (2862)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2371)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4159)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Adeus a Pasárgada -- 26/03/2006 - 15:49 (Pedro Wilson Carrano Albuquerque) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
ADEUS A PASÁRGADA

Vou-me embora de Brasília.
Já não sou amigo do rei
Nem tenho a mulher que quero
Na cama de minha escolha.
Vou-me embora de Brasília.

Vou-me embora de Brasília
Onde a existência foi boa.
E quando estiver saudoso
Recordarei as mil delícias
Que aqui pude usufruir.

Em Brasília tive alegrias
Mas quero banhar-me no mar
E quando estiver cansado
Deitar no colo da amada
Ao som de um belo cantar.

E no lugar que me espera
Também há processo seguro
De impedir a concepção
E telefone automático
Que pode me acompanhar
Bem como u’a pílula mágica
Que não deixa o amor falhar.

Caso me encontre triste
Tão triste de não ter jeito
E quando à noite me der
Desejo de suicidar
Lembrar-me-ei dos amores
Para a alegria voltar.

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui