Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
135 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56711 )
Cartas ( 21128)
Contos (12517)
Cordel (9863)
Crônicas (21892)
Discursos (3121)
Ensaios - (10000)
Erótico (13200)
Frases (41697)
Humor (17749)
Infantil (3605)
Infanto Juvenil (2334)
Letras de Música (5448)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (137072)
Redação (2886)
Roteiro de Filme ou Novela (1049)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4520)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



António Torre da Guia
Patrocine esse autor
Site:
Perfil:





Nasceu no Porto, na Rua Dr.Alves da Veiga nº. 13, em Santo Ildefonso, cerca das 14 horas de 4 de Junho de 1939. Frequentou o Colégio Universal e Liceu D.Manuel II, no Porto, e Colégio D.Nuno e Liceu Nacional, na Póvoa de Varzim. José Régio, Pedro Homem de Mello e Óscar Lopes foram seus professores e explicadores.

Após tempos em vertiginosas noites no dealbante meio fadista portuense ao longo da década de 60, foi em 1969 para Cabora-Bassa, em Moçambique, tendo também trabalhado e vivido em Nampula e na Ilha de Moçambique. Na qualidade de correspondente do jornal "DIÁRIO" de Lourenço Marques, publicou e divulgou extensa obra poética inteiramente dedicada àquela ex-colónia portuguesa: "Poesia e Imagem". No decurso da revolução do 25 de Abril, coercivamente despojado de seus haveres em Moçambique, instalou-se em Paris, onde permaneceu até 1979.

Em 1963 o "Jornal do Exército" de Nov/Dez honrou-o com a destacada publicação de um trabalho poético determinante. A partir daí, impulsionado por Nuno de Aguiar e admitido na Sociedade Portuguesa de Autores = SPA nº. 104153 = a sua musa, com parceria musical do exímio guitarrista e compositor Álvaro Martins, percorreu todas as tertúlias fadistas do país e do estrangeiro. Tony de Matos, António Calvário, Carlos do Carmo, Maria da Fé, Nuno da Câmara Pereira, Beatriz da Conceição, Rodrigo, Fernando Maurício, Carlos Zel, Adelaide Madrugada, Maria d´Assunção e Nuno de Aguiar, são alguns entre as centenas de destacados intérpretes que implantaram seus versos. Alcançou, entre quatro menções honrosas, o 1º. prémio do Concurso de São João de 2001, no Jornal de Notícias.

Os olhos duma criança
São de luz lá bem no fundo
Dois balõezinhos d´esperança
No céu cinzento do mundo.


Som = Chainho à guitarra portuguesa com Teresa Salgueiro - "A Sombra"



Livros Publicados:


O MEU CÃO !...

O segredo de viver
Afinal... Está bem à vista:
É saber envelhecer
E após desaparecer
Sob a morte... O morto exista !...

A história sempre regista
A estranha eleição
Da humanidade imortal
Mal e bem ou bem ou mal
George Bush ou o meu cão !...


AMOR EM FLOR (1963)
FADOS À SOLTA (1966)
POESIA E IMAGEM (1970)
RECADOS AO TEMPO (1975)
LABOR DAS ENTRANHAS (1989)
FADO DOS FADOS (2000)
FATUM - Revista (2003)


Além de intensa e voluntariosa colaboração jornalística, detém um longo repertório de pendor fadista, interpretado com exclusividade por centenas de artistas seus amigos e aficionados. Em 2003, conseguiu implantar a edição não periódica da revista especializada em Fado: "faTum".

Desde que a 21 de Dezembro de 2001 aderiu à Usina de Letras, produziu - à data de 21.02.2004 - 8.500 inserções sob o desígnio de Poesia - Imagem - Movimento - Música, travando uma estoica e esforçada luta em defesa da plena liberdade de expressão.



Dentro de nós é que está
Prenhe a verdade razão
Que a liberdade dará
À luz na palma da mâo !
 
 
Patrocine esse autor
 
Fale com o autor